/blog/abertura de empresa para medicos/

 (11) 3340.6655     (11) 95636.4873     contato@pigatti.com.br      Cliente      Processos   
    
  


Abertura de empresa para médicos: como funciona
escrito em 16 de julho de 2020

São muitas as características a se pensar no processo de abertura de empresa para médicos, mas esse procedimento pode ser muito mais simples se você entender vantagens e desvantagens de cada caso. Com modalidades jurídicas distintas que favorecem diferentes situações, é importante saber o que muda para cada um.

 

Hoje, separamos o que mais vale saber de cada caso e o que levar em conta no momento da abertura de empresa para médicos. Assim, você tem mais tranquilidade para se dedicar com segurança ao que mais precisa do seu tempo: seus pacientes. Continue lendo para entender as opções disponíveis no mercado para você:

 

Quando um médico trabalha por escala de plantões em hospitais, o mais comum é que receba em pessoa jurídica pelo seu trabalho prestado. Consequentemente, a abertura de empresa para médicos acaba sendo mais por uma necessidade do que por escolha propriamente dita. Com tantas modalidades jurídicas distintas, é importante conhecer o que cada uma oferece para que sua escolha seja mais assertiva. Você pode abrir uma empresa como Sociedade Limitada, Sociedade Simples, Sociedade Empresária Limitada, EIRELI e alguns outras naturezas, mas a Sociedade Simples Pura, Sociedade Simples Limitada e Sociedade Empresária costumam ser as mais usadas.

 

Quais os tipos de empresa médicos podem abrir?

 

MEI

A legislação (Lei Complementar 123 de 2006) não permite que um médico possa fazer a opção pelo regime do MEI – Microempreendedor Individual. Ou seja, Médicos não podem abrir MEI, então essa possibilidade já é descartada.

 

Ser médico PESSOA FÍSICA vale a pena?

Embora seja possível trabalhar como pessoa física sendo um médico autônomo, a modalidade não é recomendada pelas altas cargas tributárias impostas nessa natureza jurídica. Os custos são altos, podendo chegar a 27,5% de todos os seus rendimentos! Mesmo que em um primeiro momento pareça ser uma opção viável por possibilitar a declaração de todos os valores recebidos, é a modalidade que mais oferece riscos em relação aos cruzamentos com a Receita Federal.

 

No entanto, há um só momento em que as vantagens de ser pessoa física se sobrepõem à uma abertura de empresa para médicos. No início de carreira ou nos primeiros meses de consultório, quando o número alto de despesas é alto e o lucro líquido ainda é baixo, pode valer mais a pena ser pessoa física. Por outro lado, só o cálculo prévio de ganhos e despesas feitos pela contabilidade podem definir se esse é o seu caso.

 

Médicos sozinhos – sem sociedade

 

EMPRESA INDIVIDUAL

De acordo com o Artigo 966 do Código Civil, as atividades regulamentadas não são reconhecidas no regime individual, já que não são considerados empresários aqueles que exercem profissão intelectual, de natureza científica, literária ou artística.

 

Este tipo de empresa não é recomendado a estes profissionais porque, de acordo com o artigo 150 do Regulamento do Imposto de Renda, pela Receita Federal, se pessoa física tiver empresa na modalidade de empresário individual e exercer uma atividade regulamentada, ela pode ser tributada em até 27,5%, da mesma forma que pessoa física.

 

É por isso que nesses casos, de profissionais como psicólogos, médicos, veterinários, dentistas, engenheiros, advogados, entre outros, existem outros caminhos para os quais não existe essa peculiaridade quanto ao imposto de renda.

 

EIRELI (Empresa Individual de Responsabilidade Limitada) 

A natureza jurídica EIRELI costuma ser uma da mais indicada. Para integralizar essa modalidade, um dos requisitos da modalidade é um capital social de no mínimo 100 salários mínimos vigentes, ou seja, agora (julho de 2020) esse valor corresponderia a R$104.500,00.

 

A novidade da Sociedade Limitada unipessoal

Foi criada através de uma alteração no Código Civil pela lei  13.874 – 20/9/2019, que trouxe mudanças no Código brasileiro onde é possível a abertura da sua clínica ou consultório somente por um único representante e sócio.

 

Isso facilitou muito a vida de empreendedores em relação às limitações da responsabilidade sobre o capital social no ato de legalizar e abrir a sua empresa.

 

Antes o empreendedor podia ter sociedade empresária unipessoal por um período determinado que correspondia a 180 dias, quando trocava de sociedade ou fazer uma troca para a modalidade de empresa individual.

 

Essa liberdade econômica para a modalidade jurídica unipessoal facilitou muito algumas áreas e setores da economia, principalmente para a área da saúde a abertura de empresas para médicos, abertura de clínicas odontológicas, que antigamente só era possível se tivesse um sócio que fizesse parte da sociedade médica.

 

SOCIEDADE EMPRESÁRIA LIMITADA UNIPESSOAL

A sociedade limitada unipessoal empresária é registrada na junta comercial  do seu estado e deve ser utilizada quando quem tiver abrindo uma empresa,  não for médico e tiver um objetivo de empreender na área da saúde.

 

SOCIEDADE SIMPLES LIMITADA UNIPESSOAL

Natureza simples, é registrada no cartório e utilizada por médicos que querem atuar como pessoa jurídica, seja em locais de terceiros como clínicas é hospitais ou quer abrir o seu próprio consultório ou sua clínica médica e não tem sócio.

Essa é uma grande vantagem de abrir neste tipo de modalidade jurídica pois você não corre o risco de precisar quitar possíveis dividas com o seu capital pessoal.

 

Médicos com sócios

 

SOCIEDADE EMPRESARIAL LTDA 

Entre médicos com parcerias em outras especialidades e profissionais de outras atividades – aberta na Junta Comercial.

 

A Sociedade Empresária é a que irá atuar da maneira prevista no art. 966 do Código Civil, ou seja, exercerá profissionalmente atividade econômica organizada para produção ou a circulação de bens ou de serviços.

 

As Sociedades Empresárias devem ser registradas na Junta Comercial.

 

SOCIEDADE SIMPLES LTDA

Para médicos com responsabilidades sobre capital social. As Sociedades Simples são aqueles em que os sócios exerçam profissão intelectual, de natureza científica, literária ou artística, desde que o exercício da profissão não constitua elemento de empresa.

 

Ponto fundamental na Sociedade Simples é que a atividade fim dependa diretamente da atuação e conhecimento pessoal dos seus sócios. Por exemplo, uma sociedade constituída por dentistas, onde os mesmos exerçam a atividade da empresa. Esse modelo societário deve ser registrado no Cartório de Registro Civil das Pessoas Jurídicas.

 

SOCIEDADE SIMPLES PURA 

Entre médicos na mesma especialidades com responsabilidade ilimitada – aberta no cartório.

 

Diferentemente da Ltda, neste caso os sócios “misturam” o patrimônio pessoal ao empresarial. Tudo relacionado à empresa está ligado diretamente ao potencial de exploração e investimento dos próprios sócios.

 

A maior vantagem para quem decide optar por este modelo é o do ISS reduzido, visto que o imposto não precisa seguir o faturamento da empresa e é fixo, como o de autônomo.

 

A abertura de empresas para médicos pode ser um processo muito mais simples com a Pigatti Contabilidade! Nosso time de especialistas pode te ajudar a abrir sua empresa com o melhor regime tributário e estrutura societária para que você alcance sucesso, sem nunca se preocupar com a sua contabilidade. Entre em contato conosco para saber mais!

 

ESCRITO POR: Fernando Pigatti, líder da Pigatti Contabilidade.
Ajudando os donos de negócios no Brasil!


voltar
{"continue":{"imcontinue":"49617|Flag_of_Brazil.svg","grncontinue":"0.855952668754|0.855952668754|0|0","continue":"grncontinue||revisions"},"warnings":{"main":{"*":"Subscribe to the mediawiki-api-announce mailing list at for notice of API deprecations and breaking changes. Use [[Special:ApiFeatureUsage]] to see usage of deprecated features by your application."},"revisions":{"*":"Because \"rvslots\" was not specified, a legacy format has been used for the output. This format is deprecated, and in the future the new format will always be used."}},"query":{"pages":{"177592":{"pageid":177592,"ns":0,"title":"Joaquin Phoenix","revisions":[{"contentformat":"text/x-wiki","contentmodel":"wikitext","*":"{{Mais fontes|data=setembro de 2019}}\n{{Info/Ator\n| nome = Joaquin Phoenix\n| bgcolour = lightblue\n| ocupa\u00e7\u00e3o = [[Ator]], [[cantor]], produtor e ativista\n| imagem = Joaquin Phoenix in 2018.jpg\n| imagem_tamanho = 240px\n| descri\u00e7\u00e3o = Em 2018, no [[Festival de Berlim]]\n| nome_denascimento = Joaquin Rafael Bottom\n| outro_nome = \n| data_nascimento = {{dni|28|10|1974}}\n| localidaden = [[San Juan (Porto Rico)|San Juan]], [[Porto Rico]]
[[Estados Unidos]]\n| nacionalidade = {{EUAn|o}}\n| parentesco = [[River Phoenix]] (irm\u00e3o)
[[Rain Phoenix]] (irm\u00e3o)
[[Liberty Phoenix]] (irm\u00e3o)
[[Summer Phoenix]] (irm\u00e3o)\n| data_falecimento = \n| localidadef = \n| c\u00f4njuge = [[Rooney Mara]] (desde 2016)\n| atividade = \n| oscares_academia = '''[[Oscar de melhor ator|Melhor Ator]]'''
2020 \u2013 ''[[Joker (filme)|Joker]]''\n| emmy = \n| goldenglobe = '''[[Globo de Ouro de melhor ator em filme dram\u00e1tico|Melhor Ator \u2013 Drama]]'''
2020 \u2013 ''[[Joker (filme)|Joker]]''
'''[[Globo de Ouro de melhor ator em com\u00e9dia ou musical|Melhor Ator \u2013 Com\u00e9dia ou Musical]]'''
2006 \u2013 ''[[Walk the Line]]''\n| sag_awards = '''[[Pr\u00e9mio Screen Actors Guild de melhor ator em cinema|Melhor Ator Principal]]'''
2020 \u2013 ''[[Joker (filme)|Joker]]''\n| cannes = '''[[Lista de atores premiados no Festival de Cannes|Pr\u00eamio de Interpreta\u00e7\u00e3o Masculina]]'''
2017 \u2013 ''[[You Were Never Really Here]]''\n| veneza = '''[[Coppa Volpi|Coppa Volpi de Melhor Ator]]'''
2012 \u2013 ''[[The Master (filme)|The Master]]''\n| BAFTA = '''[[BAFTA de melhor ator em cinema|Melhor Ator]]'''
2020 \u2013 ''[[Joker (filme)|Joker]]''\n| outros_pr\u00eamios = '''[[Grammy Award|Grammy de Melhor Compila\u00e7\u00e3o para M\u00eddia Visual]]'''
2006 \u2013 ''[[Walk the Line]]''\n| critics choice = '''[[Pr\u00e9mio Critics Choice de melhor ator em cinema|Melhor Ator]]'''
2020 \u2013 ''[[Joker (filme)|Joker]]''
'''[[Pr\u00e9mio Critics Choice de melhor ator coadjuvante em cinema|Melhor Ator Coadjuvante \u2013 Cinema]]'''
2001 \u2013 ''[[Gladiador (filme)|Gladiator]]''\n| IMDB_id = 1618\n| national board of review = '''[[National Board of Review de Melhor Ator Coadjuvante|Melhor Ator Coadjuvante]]'''
2000 \u2013 ''[[Gladiador (filme)|Gladiator]]''
2000 \u2013 ''[[Quills]]''
2000 \u2013 ''[[The Yards]]''\n| grammy = '''[[Grammy de melhor trilha sonora original|Melhor trilha sonora original]]'''
2006 \u2013 ''[[Walk the Line]]''\n| Filhos = River Phoenix\n}}\n\n'''Joaquin Rafael Phoenix''', nascido '''Joaquin Rafael Bottom''' ([[San Juan (Porto Rico)|San Juan]], [[28 de outubro]] de [[1974]]){{nota de rodap\u00e9|Na inf\u00e2ncia, ele adotou o nome de Leaf Rafael Phoenix entre 1979 a 1989. Aos 15 anos, ele voltou a usar \"Joaquin Rafael Phoenix\" como seu nome pr\u00f3prio.{{citar web|url=http://www.aleka.org/phoenix/zines/phoeni53.html |t\u00edtulo=PREMIERE April 1988 |publicado=Aleka.org |data= |acessodata=15 de setembro de 2019}}{{citar revista|url=http://www.hellomagazine.com/profiles/joaquin-phoenix/|t\u00edtulo=Joaquin Phoenix|revista=[[Hello! (revista)|Hello!]]|acessodata=15 de setembro de 2019}}}}{{citation |ano=2002 |t\u00edtulo=Contemporary theatre, film, and television |publicado=Gale Research Co. | isbn=978-0-7876-6360-5 |p\u00e1gina=213 }} \u00e9 um [[ator]], [[Produtor cinematogr\u00e1fico|produtor]] e [[Ativismo|ativista]] [[Povo dos Estados Unidos|norte-americano]]. Por seu trabalho com-o ator, Phoenix recebeu um [[Grammy Award|Grammy]], dois [[Pr\u00eamios Globo de Ouro|Globo de Ouro]] e quatro indica\u00e7\u00f5es ao [[\u00d3scar]], vencendo como [[Oscar de melhor ator|melhor ator]] na [[Oscar 2020|cerim\u00f4nia de 2020]] por sua atua\u00e7\u00e3o em ''[[Joker (filme)|Joker]]'' (2019).\n\nPhoenix come\u00e7ou a atuar em s\u00e9ries de televis\u00e3o com seu irm\u00e3o [[River Phoenix|River]] e a irm\u00e3 [[Summer Phoenix|Summer]]. Seu primeiro grande lan\u00e7amento no cinema foi ''[[SpaceCamp]]'' (1986). Durante seu per\u00edodo como ator mirim, ele foi creditado como Leaf Phoenix, nome que ele escolhera. Mais tarde, ele voltou ao seu nome de nascimento, Joaquin, e recebeu cr\u00edticas positivas por seu trabalho coadjuvante em uma ampla variedade de filmes, principalmente pela adapta\u00e7\u00e3o cinematogr\u00e1fica do romance ''[[To Die For]]'' (1995) e do filme de \u00e9poca ''[[Quills]]'' (2000). Ele recebeu aten\u00e7\u00e3o internacional por sua interpreta\u00e7\u00e3o de Commodus no [[Filme \u00e9pico|\u00e9pico hist\u00f3rico]] ''[[Gladiador (filme)|Gladiador]]'' (2000), que lhe rendeu uma indica\u00e7\u00e3o ao [[\u00d3scar de Melhor Ator Coadjuvante]]. Posteriormente, recebeu indica\u00e7\u00f5es para [[\u00d3scar de Melhor Ator|Melhor Ator]] por interpretar o m\u00fasico [[Johnny Cash]] na cinebiografia ''[[Walk the Line]]'' (2005) e por seu papel como Freddie Quell, um veterano da [[Segunda Guerra Mundial]] no filme de drama ''[[The Master (filme)|The Master]]'' (2012), que lhe rendeu a ''[[Coppa Volpi]]'' de Melhor Ator. Ele e River s\u00e3o os \u00fanicos atores irm\u00e3os indicados ao [[\u00d3scar]].{{citar web|url=http://awardsdatabase.oscars.org/Help/Statistics?file=Gen-Trivia.pdf|t\u00edtulo=OSCAR FIRSTS AND OTHER TRIVIA\n|publicado=[[Academy of Motion Picture Arts and Sciences]]|acessodata=15 de setembro de 2019}}\n\nSeus outros filmes incluem o filme de s\u00e1tira ''[[Buffalo Soldiers]]'' (2001), o thriller de fic\u00e7\u00e3o cient\u00edfica ''[[Signs (filme)|Signs]]'' (2002), o filme de anima\u00e7\u00e3o ''[[Brother Bear]]'' (2003), o filme de drama hist\u00f3rico ''[[Hotel Ruanda]]'' (2004), o thriller psicol\u00f3gico ''[[The Village]]'' (2004), o document\u00e1rio ''[[Earthlings]]'' (2005), o drama rom\u00e2ntico ''Two Lovers'' (2008), o drama ''[[The Immigrant (filme de 2013)|The Immigrant]]'' (2013), o drama rom\u00e2ntico de fic\u00e7\u00e3o cient\u00edfica ''[[Her]]'' (2013), o filme de com\u00e9dia-drama policial ''[[Inherent Vice]]'' (2014) e o suspense existencial ''[[You Were Never Really Here]]'' (2017), pelo qual ganhou o pr\u00eamio de [[Pr\u00eamio de interpreta\u00e7\u00e3o masculina (Festival de Cannes)|Melhor Ator]] do [[Festival de Cinema de Cannes]].\n\nJoaquin se encontra a caminho do EGOT que s\u00e3o os quatro pr\u00eamios mais importantes: o [[Emmy]] pela performance na televis\u00e3o, o [[Grammy]] pela performance na m\u00fasica, o [[\u00d3scar]] pela performance no cinema e o [[Tony Award|Tony]] pela performance no teatro. Faltando apenas o Emmy e o Tony para se tornar um artista EGOT.\n\nAl\u00e9m de sua carreira de ator, ele se aventurou na dire\u00e7\u00e3o de videoclipes, al\u00e9m de produzir filmes e programas de televis\u00e3o. Ele gravou um \u00e1lbum, a trilha sonora de ''Walk the Line'', pelo qual ganhou o Grammy de Melhor Trilha Sonora de Compila\u00e7\u00e3o por M\u00eddia Visual. Phoenix \u00e9 um ativista social, apoiando v\u00e1rias institui\u00e7\u00f5es de caridade e organiza\u00e7\u00f5es humanit\u00e1rias. Ele est\u00e1 no conselho de diretores da The Lunchbox Fund, uma organiza\u00e7\u00e3o sem fins lucrativos que fornece refei\u00e7\u00f5es di\u00e1rias a estudantes de escolas municipais de [[Soweto]], na [[\u00c1frica do Sul]]. Phoenix tamb\u00e9m \u00e9 conhecido por sua defesa dos [[direitos dos animais]]. Ele \u00e9 [[Veganismo|vegano]] desde os tr\u00eas anos de idade e faz campanhas para a [[PETA]] e In Defense Of Animals.{{citar web|url= http://www.looktothestars.org/celebrity/115-joaquin-phoenix|t\u00edtulo=Joaquin Phoenix's Charity Work|publicado=Look to the Stars|acessodata=15 de setembro de 2019}}{{citar jornal|url=http://www.dnaindia.com/entertainment/report_fake-leather-please_1064075 |t\u00edtulo=Fake leather please! |jornal=[[Daily News and Analysis]] |data=14 de novembro de 2006 |acessodata=15 de setembro de 2019}}\n\n== Biografia ==\nJoaquin nasceu em [[R\u00edo Piedras (Porto Rico)|Rio Piedras]], localizado na cidade de [[San Juan (Porto Rico)|San Juan]], em [[Porto Rico]]. Ele \u00e9 o terceiro de cinco filhos, incluindo [[River Phoenix]] ([[1970]] - [[1993]]), [[Rain Phoenix]] ([[1972]]), Liberty Phoenix ([[1976]]) e [[Summer Phoenix]] ([[1978]]). Ele tamb\u00e9m tem uma meia irm\u00e3 chamada Jodean ([[1964]]), fruto do primeiro casamento do pai.\n\nSeu pai, John Lee Bottom, era um carpinteiro de [[Fontana (Calif\u00f3rnia)|Fontana]], [[Calif\u00f3rnia]]. Sua m\u00e3e, Arlyn Phoenix, nasceu no [[Bronx]], [[Nova York]] os pais dela eram judeus vindos da [[Hungria]] e [[R\u00fassia]]. Em 1968, Arlyn deixou sua fam\u00edlia e se mudou para a [[Calif\u00f3rnia]], onde conheceu John Lee. Eles se casaram em [[1969]] e, em seguida, aderiram ao culto religioso dos [[Meninos de Deus]], e come\u00e7aram a viajar por toda a [[Am\u00e9rica do Sul]]. Seus pais se desiludiram com a seita, e tomaram a decis\u00e3o de abandonar o culto e voltar para os [[EUA]] em 1978. Eles mudaram seu sobrenome para momento que Joaquin passou a se chamar \u201cLeaf\u201d. Seu nome art\u00edstico, \u201cLeaf Phoenix\u201d, tem rela\u00e7\u00e3o com a natureza (\u201cLeaf\u201d, em ingl\u00eas, significa \u201cFolha\u201d), assim como o de seus irm\u00e3os, [[River Phoenix|River]] (Rio), [[Summer Phoenix|Summer]] (Ver\u00e3o), [[Rain Phoenix|Rain]] (Chuva) e Liberty (Liberdade). No come\u00e7o dos anos 1990, \"Leaf\" muda seu nome novamente para \"Joaquin\". A fim de ajudar financeiramente a fam\u00edlia, os irm\u00e3os Phoenix come\u00e7am a mostrar seu talento em v\u00e1rios concursos, cantando e tocando instrumentos. Em [[Los Angeles]] sua m\u00e3e come\u00e7ou a trabalhar como secret\u00e1ria para a [[NBC]], e seu pai como paisagista. Joaquim e seus irm\u00e3os acabaram por serem descobertos por uma agente de talentos infantis de [[Hollywood]], Iris Burton, que come\u00e7ou a trabalhar com os cinco irm\u00e3os, principalmente fazendo comerciais de televis\u00e3o. Joaquin virou alvo da opini\u00e3o p\u00fablica em circunst\u00e2ncias dram\u00e1ticas; no dia [[31 de outubro]] de [[1993]], seu irm\u00e3o, [[River Phoenix]], foi v\u00edtima de uma fatal overdose de drogas. Joaquin, que estava com o irm\u00e3o na hora em que ele passou mal, ligou para o [[911]] na tentativa de buscar ajuda para [[River Phoenix|River]] e a grava\u00e7\u00e3o do pedido de ajuda foi imediatamente tocada, repetidamente, pelos meios de comunica\u00e7\u00e3o. A s\u00fabita intrus\u00e3o da m\u00eddia na sua vida revelou-se muito esmagadora, e ele se afastou do cinema. Um ano mais tarde, por insist\u00eancia de seus amigos, Joaquin, relutantemente, voltou a atuar.\n\nJoaquin namorou a atriz [[Liv Tyler]], por um ano. O casal se conheceu no ''set'' de ''[[Inventing the Abbotts|C\u00edrculo de Paix\u00f5es]]''. Ele foi para a reabilita\u00e7\u00e3o para se tratar do alcoolismo no in\u00edcio de abril de 2005. Em 26 de janeiro de 2006, Joaquin se envolveu num acidente de carro em [[Hollywood]], em uma estrada sinuosa, o carro que dirigia acabou capotando. O acidente foi alegadamente causado por falha no sistema de freio. Agitado e confuso, Joaquin ouviu uma voz que lhe dizia, ''\u201dRelaxa\u201d''. N\u00e3o era poss\u00edvel ver o homem, Joaquin respondeu, ''\u201dEu estou bem. Estou relaxado\u201d''. O homem disse: ''\u201dN\u00e3o, voc\u00ea n\u00e3o est\u00e1\u201d''. Neste ponto, Joaquin conseguiu ver que o homem que era famoso, se tratava do exc\u00eantrico ator, cineasta e roteirista alem\u00e3o [[Werner Herzog]]. Ap\u00f3s ajudar Joaquin a sair das ferragens, [[Werner Herzog|Herzog]] chamou uma ambul\u00e2ncia e desapareceu.\n\nEm 11 de fevereiro de 2009, Joaquin fez uma apari\u00e7\u00e3o no [[Late Show with David Letterman]] para promover seu filme, ''Amantes''. Ele foi largamente insens\u00edvel perante [[David Letterman|Letterman]] respondendo perguntas sobre o filme e sua carreira de ator. Quando a plateia riu de suas aspira\u00e7\u00f5es no hip-hop, Joaquin se queixou a [[David Letterman|Letterman]] e disse que ele n\u00e3o estava brincando. No final da entrevista, [[David Letterman|Letterman]] disse, ''\u201cJoaquin, lamento que voc\u00ea n\u00e3o pode estar aqui esta noite\u201d'', seguido de risos e aplausos da plat\u00e9ia. Em uma entrevista dada anteriormente no mesmo dia para ''CinemaBlend.com'' o ator parecia totalmente coerente.\n\nDurante um concerto em [[Miami]] no in\u00edcio de 2009, Joaquin pulou do palco para agredir um ''[[heckler]]'' que o estava ofendendo.\n\nAo final, os dois epis\u00f3dios revelaram-se premeditados e fizeram parte de uma grande encena\u00e7\u00e3o em que Joaquin atuou, e tamb\u00e9m fizeram parte do document\u00e1rio chamado \u201cI\u2019m still here\u201d, dirigindo por Casey Affleck.\n\n=== Ativismo social ===\n{{quotation|\u201cVirei vegano aos tr\u00eas anos, quando vi uns pescadores destriparem peixes e perguntei \u00e0 minha m\u00e3e, chorando, porque ela n\u00e3o tinha me contado de onde vinha a carne.\u201d|Joaqu\u00edn Phoenix}}\n\nJoaquin, h\u00e1 muito tempo, \u00e9 um ativista social, dando o seu apoio \u00e0 caridade e uma s\u00e9rie de organiza\u00e7\u00f5es humanit\u00e1rias, como a [[Amnistia Internacional]], The Art of Elysium, HEART, e a Alian\u00e7a para a Paz, uma organiza\u00e7\u00e3o que promove campanhas para o Departamento da Paz dos [[Estados Unidos]].\n\nJoaquin \u00e9 um dedicado [[Veganismo|vegano]] desde os tr\u00eas anos de idade. \u00c9 membro da [[PETA]], maior organiza\u00e7\u00e3o de defesa dos [[direitos dos animais]] do mundo, e empresta seu nome ativamente em prol da campanha. S\u00f3 trabalha em um filme sob a condi\u00e7\u00e3o de que n\u00e3o se usem peles de animais, cl\u00e1usula que exige desde seus primeiros trabalhos. Em 1997, participou de uma campanha para a [[Prada]], mas se negou a cal\u00e7ar sapatos de couro escolhidos para ele. Foi narrador em ''[[Terr\u00e1queos (filme)|Terr\u00e1queos]]'', document\u00e1rio estadunidense sobre a absoluta depend\u00eancia da humanidade nos animais e a forma cruel como essa depend\u00eancia \u00e9 saciada e que a mesma - depend\u00eancia - deve ser revertida. Por este trabalho, recebeu o \u201cPr\u00eamio Humanit\u00e1rio\u201d, no Festival de San Diego.{{citar web|url=http://www.itaucinemas.com.br/novidade/574-Curiosidades-sobre-Joaquin-Phoenix_-o-aniversariante-da-semana|t\u00edtulo=Curiosidades sobre Joaquin Phoenix, o aniversariante da semana|publicado=Espa\u00e7o Ita\u00fa de Cinema|acessodata=20 de janeiro de 2016}} Protagonizou ainda um an\u00fancio que propunha n\u00e3o comer peru na noite de [[A\u00e7\u00e3o de Gra\u00e7as]].{{citar web|url=http://brasil.elpais.com/brasil/2015/09/23/cultura/1443004824_309533.html|t\u00edtulo=Os conflitos de um transgressor chamado Joaquin Phoenix|publicado=El Pa\u00eds|\u00faltimo=Sanguino|primeiro=Juan|data=26 de setembro de 2015|acessodata=20 de janeiro de 2016}}\n\nEm 2005, ele participou no document\u00e1rio ''I'm Still Here: Real Diaries of Young People Who Lived During the Holocaust''.\n\n== Carreira ==\n[[Imagem:Joaquin Phoenix (2005).jpg|thumb|right|250px|Joaquin Phoenix em [[Toronto]], em 2005]]\nO primeiro trabalho de Phoenix na televis\u00e3o foi na s\u00e9rie ''[[Seven Brides for Seven Brothers]]'' junto com seu irm\u00e3o [[River Phoenix|River]] em 1982 e ''Backwards: The Riddle of Dyslexia'' de 1984. Ele fez sua estreia nos cinemas no filme ''[[Space Camp|SpaceCamp - Aventura no Espa\u00e7o]]'' de 1986, desempenhando o papel de \u201cMax\u201d, depois de estrelar em ''[[Alfred Hitchcock Presents]]'' no epis\u00f3dio \u201cA Very Happy Ending\u201d, no mesmo ano. Seu primeiro papel de destaque foi em ''Russkies''. Mais tarde ele co-estrelou com [[Ron Howard]] em ''[[Parenthood|O Tiro Que N\u00e3o Saiu Pela Culatra]]'' de 1989, no qual ele foi creditado como \u201cLeaf Phoenix\u201d.\n\nNuma fase de sua carreira Phoenix preferia interpretar personagens confusos e inseguros com um lado obscuro. Ele ganhou cr\u00edticas positivas por sua atua\u00e7\u00e3o em v\u00e1rios pap\u00e9is: um adolescente problem\u00e1tico em ''[[To Die For|Um Sonho Sem Limites]]'' de [[Gus Van Sant]] de 1995 co-estrelando ao lado de [[Nicole Kidman]], o agitador em uma cidadezinha no filme ''[[U-Turn|Reviravolta]]'' de [[Oliver Stone]], o cruel imperador romano [[C\u00f3modo]] no premiado filme de [[Ridley Scott]], ''[[Gladiador (filme)|Gladiador]]'' de 2000 (filme para a qual ele foi indicado ao [[Oscar de Melhor Ator Coadjuvante]]), um padre em conflito no filme ''[[Quills|Contos Proibidos do Marqu\u00eas de Sade]]'', um ex-jogador de [[baseball]] no filme de [[M. Night Shyamalan]], ''[[Signs (filme)|Sinais]]'', um agricultor em mais uma produ\u00e7\u00e3o de [[Shyamalan]], em ''[[The Village|A Vila]]'' de 2004, um cameraman desiludido em ''[[Hotel Rwanda|Hotel Ruanda]]'' de [[Terry George]], e um her\u00f3ico bombeiro em ''[[Ladder 49|Brigada 49]]''.\n\nAo ser confirmado como [[Johnny Cash]] em ''[[Walk the Line|Johnny & June]]'' ap\u00f3s a aprova\u00e7\u00e3o do pr\u00f3prio Cash, Phoenix come\u00e7ou a se preparar para o personagem comprando uma guitarra e aprendendo a tocar. [[Reese Witherspoon]], que interpretou [[June Carter Cash]] no filme e ganhou o [[Oscar de Melhor Atriz]] por seu desempenho, afirmou durante uma entrevista que ficou incrivelmente impressionada com a atua\u00e7\u00e3o de Phoenix. Todas as m\u00fasicas do filme bem como o \u00e1lbum da trilha sonora s\u00e3o cantadas e tocadas por Phoenix e Reese. Em 2005, ele foi indicado ao [[Oscar de Melhor Ator]], e ganhou um [[Pr\u00eamios Globo de Ouro|Globo de Ouro]] na mesma categoria em 2006.\n\nEm 2006, foi convidado a integrar a ''Academy of Motion Picture Arts and Sciences''. Em 27 de outubro de 2008, em um evento beneficente da ''Association of Hole in the Wall Camps'', dedicado ao ator [[Paul Newman]], Phoenix anunciou sua aposentadoria do cinema e declarou que iria se dedicar \u00e0 sua carreira musical. Ele fez sua estreia no mundo do ''[[rap]]'' em meados de janeiro de 2009.\nEsteve envolvido no document\u00e1rio dirigido por seu amigo e cunhado [[Casey Affleck]], o document\u00e1rio pretendeu segui-lo e acompanhar o in\u00edcio de sua carreira no ''[[hip-hop]]'', que \u00e9 administrada pelo \u00edcone [[P. Diddy]] ([[Sean Combs]]). As filmagens come\u00e7aram no final de 2008. Mais tarde foi revelado que seu comportamento exc\u00eantrico na verdade era uma atua\u00e7\u00e3o para um ''Mockumentary'' - do ingl\u00eas ''Mock'' (Falso) e ''Documentary'' (Document\u00e1rio) - chamado [[I'm Still Here]], que teve seu lan\u00e7amento em 2010.\n\n== Trabalhos ==\n=== Cinema ===\n{| class=\"wikitable\"\n|- style=\"background:#ccc; text-align:center;\"\n! colspan=\"4\" style=\"background: LightSteelBlue;\" | Filmes\n|- style=\"background:#ccc; text-align:center;\"\n! Ano\n! T\u00edtulo\n! Papel\n! Notas\n|-\n|[[To be announced|TBA]]\n|[[Napole\u00e3o Bonaparte]]\n|[[Napole\u00e3o Bonaparte]]\n|Segunda parceria com Ridley Scott {{Citar web |ultimo=Machado |primeiro=Guilherme |url=https://www.omelete.com.br/filmes/joaquin-phoenix-ridley-scott-napoleao |titulo=Joaquin Phoenix ser\u00e1 Napole\u00e3o em novo filme de Ridley Scott |data=2021-01-14 |acessodata=2021-01-16 |website=Omelete |lingua=pt-br}}\n|-\n|[[2019 no cinema|2019]]\n|[[Joker (filme)|Coringa]]\n|[[Joker (DC Comics)|Arthur Fleck/Coringa]]\n|Vencedor do [[Oscar de melhor ator]]\nVencedor do [[Globo de Ouro de melhor ator em filme dram\u00e1tico|Globo de Ouro de Melhor Ator - Drama]]\n|-\n|-\n| rowspan=\"3\" | [[2018 no cinema|2018]]\n|\n''Os Irm\u00e3os Sisters''\n| Charlie Sisters\n|\n|-\n|''A P\u00e9 Ele N\u00e3o Vai Longe''\n| John Callahan\n|\n|-\n| ''[[Mary Magdalene|Maria Madalena]]''\n|[[Jesus]]\n|\n|-\n|[[2017 no cinema|2017]]\n|''[[You Were Never Really Here|Voc\u00ea Nunca Esteve Realmente Aqui]]''\n|Joe\n|Vencedor do pr\u00eamio de [[Pr\u00eamio de interpreta\u00e7\u00e3o masculina (Festival de Cannes)|Melhor Ator no Festival de Cannes 2017]]\n|-\n|[[2015 no cinema|2015]]\n|''[[Homem Irracional]]''\n|Abe Lucas\n|\n|-\n|[[2014 no cinema|2014]]\n| ''[[Inherent Vice (filme)|V\u00edcio Inerente]]''\n| Larry \"Doc\" Sportello\n|Indicado ao [[Globo de Ouro de melhor ator em com\u00e9dia ou musical|Globo de Ouro de Melhor Ator - Com\u00e9dia ou M\u00fasical]]\n|-\n| rowspan=\"3\" | [[2013 no cinema|2013]]\n|\n''[[A Imigrante]]''\n| Bruno Weiss\n|\n|-\n| ''[[Her|Ela]]''\n| Theodore\n|Indicado ao [[Globo de Ouro de melhor ator em com\u00e9dia ou musical|Globo de Ouro de Melhor Ator - Com\u00e9dia ou M\u00fasical]]\n|-\n| ''[[The Master (filme)|O Mestre]]''\n| Freddie Quell\n|Vencedor do pr\u00eamio [[Coppa Volpi|Coppa Volpi de Melhor Ator no Festival de Veneza 2012]]
Indicado ao [[Oscar de melhor ator]]
Indicado ao [[Globo de Ouro de melhor ator em filme dram\u00e1tico|Globo de Ouro de Melhor Ator - Drama]]\n|-\n|[[2010 no cinema|2010]]\n|''Eu Ainda Estou Aqui''\n|Joaquin Phoenix\n|Falso document\u00e1rio onde Joaquin Phoenix interpreta ele mesmo em uma tentativa de se tornar um rapper no ano de 2008.\n|-\n| [[2008 no cinema|2008]]\n| ''[[Two Lovers (filme)|Amantes]]''\n| Leonard Kraditor\n|\n|-\n| rowspan=\"2\" | [[2007 no cinema|2007]]\n| ''[[Reservation Road|Tra\u00eddos Pelo Destino]]''\n| Ethan Learner\n|\n|-\n| ''Os Donos da Noite''\n| Robert \"Bobby\" Green\n|\n|-\n|2005\n|''Terr\u00e1queos''\n|Narrador\n|Document\u00e1rio\n|-\n| [[2005 no cinema|2005]]\n| ''[[Walk the Line|Johnny & June]]''\n| [[Johnny Cash]]\n|Indicado ao [[Oscar de melhor ator]]
Vencedor do [[Globo de Ouro de melhor ator em com\u00e9dia ou musical|Globo de Ouro de Melhor Ator - Com\u00e9dia ou M\u00fasical]]\n|-\n| rowspan=\"3\" | [[2004 no cinema|2004]]\n| ''[[Ladder 49|Brigada 49]]''\n| Jack Morrison\n|\n|-\n| ''[[Hotel Rwanda|Hotel Ruanda]]''\n| Jack Daglish\n|\n|-\n| ''[[The Village|A Vila]]''\n| Lucius Hunt\n|\n|-\n| rowspan=\"2\" | [[2003 no cinema|2003]]\n| ''[[Brother Bear|Irm\u00e3o Urso]]''\n| Kenai\n| Voz\n|-\n| ''Dogma do Amor''\n| John\n|\n|-\n| [[2002 no cinema|2002]]\n| ''[[Sinais (filme)|Sinais]]''\n| Merrill Hess\n|\n|-\n| [[2001 no cinema|2001]]\n| ''[[Buffalo Soldiers|Guerreiros Buffalo]]''\n| Ray Elwood\n|\n|-\n| rowspan=\"3\" | [[2000 no cinema|2000]]\n| ''[[Quills|Contos Proibidos do Marqu\u00eas de Sade]]''\n| The Abbe du Coulmier\n|\n|-\n| ''[[Gladiador (filme)|Gladiador]]''\n| [[C\u00f3modo]]\n| Indicado ao [[Oscar de Melhor Ator Coadjuvante]]
Indicado ao [[Globo de Ouro de melhor ator coadjuvante em cinema|Globo de Ouro de Melhor Ator Coadjuvante - Cinema]]\n|-\n| ''[[The Yards|Caminho Sem Volta]]''\n| Willie Gutierrez\n|\n|-\n| [[1999 no cinema|1999]]\n| ''[[8 mm (filme)|8 mm]]''\n| Max California\n|\n|-\n| rowspan=\"2\" | [[1998 no cinema|1998]]\n| ''Clay Pigeons''\n| Clay Bidwell\n|\n|-\n| ''[[Return to Paradise|Pela Vida de Um Amigo]]''\n| Lewis McBride\n|\n|-\n| rowspan=\"2\" | [[1997 no cinema|1997]]\n| ''[[U Turn|Reviravolta]]''\n| Toby N. Tucker\n|\n|-\n| ''[[Inventing the Abbotts|C\u00edrculo de Paix\u00f5es]]''\n| Doug Holt\n|\n|-\n| [[1995 no cinema|1995]]\n| ''[[To Die For|Um Sonho Sem Limites]]''\n| Jimmy Emmett\n|\n|-\n| [[1993 no cinema|1993]]/2011{{citar web |url=http://www.imdb.com/title/tt0293069/fullcredits#cast |publicado=Imdb.com |t\u00edtulo=Full cast and crew for Dark Blood (1993) |data= |acessodata= |l\u00edngua=ingl\u00eas |obra=IMBd}}\n| ''[[Dark Blood]]''\n| A voz de \"o garoto\"\n| Com a morte de [[River Phoenix]] (seu irm\u00e3o) quando o filme ainda estava em produ\u00e7\u00e3o, foi necess\u00e1rio a dublagem do personagem \"o garoto\", quando na edi\u00e7\u00e3o final do filme, em 2011.\n|-\n| [[1991 no cinema|1991]]\n| ''Walking the Dog''\n|\n|\n|-\n| [[1989 no cinema|1989]]\n| ''[[Parenthood|O Tiro Que N\u00e3o Saiu Pela Culatra]]''\n| Garry Buckman-Lampkin\n| Creditado como Leaf Phoenix\n|-\n| [[1988 no cinema|1988]]\n| ''Secret Witness''\n| Drew Blackburn\n| Creditado como Leaf Phoenix\n|-\n| [[1987 no cinema|1987]]\n| ''Russkies''\n| Danny\n| Creditado como Leaf Phoenix\n|-\n| [[1986 no cinema|1986]]\n| ''[[SpaceCamp]]''\n| Max\n| Creditado como Leaf Phoenix\n|-\n| rowspan=\"2\" | [[1985 no cinema|1985]]\n| ''[[Anything for Love]]''\n| Timmy Bailey\n| Creditado como Leaf Phoenix\n|-\n| ''Kids Don't Tell''\n| Frankie\n| Creditado como Leaf Phoenix\n|-\n| [[1983 no cinema|1983]]\n| ''[[Six Pack]]''\n| Tad Akins\n| Creditado como Leaf Phoenix\n|}\n\n=== Televis\u00e3o ===\n{| class=\"wikitable\"\n|- style=\"background:#ccc; text-align:center;\"\n! colspan=\"4\" style=\"background: LightSteelBlue;\" | S\u00e9ries\n|- style=\"background:#ccc; text-align:center;\"\n! Ano\n! T\u00edtulo\n! Papel\n! Notas\n|-\n| [[1989 na televis\u00e3o|1989]]\n| ''[[Superboy]]''\n| Billy Hercules\n| 1 epis\u00f3dio\n|-\n| rowspan=\"2\" | [[1986 na televis\u00e3o|1986]]\n| ''Morningstar/Eveningstar''\n| Doug Roberts\n| 7 epis\u00f3dios\n|-\n| ''[[Alfred Hitchcock Presents]]''\n| Pagey Fisher\n| 1 epis\u00f3dio\n|-\n| [[1985 na televis\u00e3o|1985]]\n| ''Still the Beaver''\n| Kyle Cleaver\n| 1 epis\u00f3dio\n|-\n| rowspan=\"4\" | [[1984 na televis\u00e3o|1984]]\n| ''[[Murder, She Wrote]]''\n| Billy Donovan\n| 1 epis\u00f3dio\n|-\n| ''[[Hill Street Blues]]''\n| Daniel Flowers\n| 1 epis\u00f3dio\n|-\n| ''[[The Fall Guy]]''\n| Garoto\n| 1 epis\u00f3dio\n|-\n| ''ABC Afterschool Specials''\n| Robby Ellsworth\n| 1 epis\u00f3dio\n|-\n| [[1982 na televis\u00e3o|1982]]\n| ''[[Seven Brides for Seven Brothers]]''\n| Travis\n| 1 epis\u00f3dio\n|}\n\n==Pr\u00eamios e Indica\u00e7\u00f5es==\n====[[\u00d3scar]]====\n{| class=\"wikitable\"\n! Ano !! Categoria !! Indica\u00e7\u00e3o!! Notas\n|-\n|[[Oscar 2001|2001]] ||[[Oscar de Melhor Ator Coadjuvante|Melhor Ator Coadjuvante]] || ''[[Gladiator (filme)|Gladiator]]'' || {{ind}}\n|-\n|[[Oscar 2006|2006]] || rowspan=\"3\"|[[Oscar de melhor ator|Melhor Ator]] ||''[[Walk the Line]]'' || {{ind}}\n|-\n|[[Oscar 2013|2013]] || ''[[The Master (filme)|The Master]]'' || {{ind}}\n|-\n|[[Oscar 2020|2020]]\n|''[[Joker (filme)|Joker]]''|| {{venceu}}\n|}\n\n====[[BAFTA]]====\n{| class=\"wikitable\"\n! Ano !! Categoria !! Indica\u00e7\u00e3o!! Notas\n|-\n|2001 ||[[BAFTA de melhor ator coadjuvante em cinema|Melhor Ator Coadjuvante]] ||''[[Gladiator (filme)|Gladiator]]'' ||{{ind}}\n|-\n|2006 ||rowspan=\"3\"|[[BAFTA de melhor ator em cinema|Melhor Ator]] ||''[[Walk the Line]]'' ||{{ind}}\n|-\n|2013 ||''[[The Master (filme)|The Master]]'' ||{{ind}}\n|-\n|2020 || ''[[Joker (filme)|Joker]]'' ||{{ven}}\n|}\n\n====[[Pr\u00eamios Globo de Ouro|Globo de Ouro]]====\n{| class=\"wikitable\"\n! Ano !! Categoria !! Indica\u00e7\u00e3o!! Notas\n|-\n|2001 ||[[Globo de Ouro de melhor ator coadjuvante em cinema|Melhor Ator Coadjuvante em Cinema]] ||''[[Gladiator (filme)|Gladiator]]'' ||{{ind}}\n|-\n|2006 ||[[Globo de Ouro de melhor ator em com\u00e9dia ou musical|Melhor Ator em Filme de Com\u00e9dia ou Musical]] ||''[[Walk the Line]]'' ||{{ven}}\n|-\n|2013 ||[[Globo de Ouro de melhor ator em filme dram\u00e1tico|Melhor Ator em Filme de Drama]] ||''[[The Master (filme)|The Master]]'' ||{{ind}}\n|-\n|2014 ||rowspan=\"2\"|[[Globo de Ouro de melhor ator em com\u00e9dia ou musical|Melhor Ator em Filme de Com\u00e9dia ou Musical]] ||''[[Her]]'' ||{{ind}}\n|-\n|2015 ||''[[Inherent Vice]]'' ||{{ind}}\n|-\n|2020 ||[[Globo de Ouro de melhor ator em filme dram\u00e1tico|Melhor Ator em Filme de Drama]]{{Citar web|titulo=Joaquin Phoenix ganha o Globo de Ouro por 'Coringa'|url=https://g1.globo.com/pop-arte/cinema/noticia/2020/01/06/joaquin-phoenix-leva-o-globo-de-ouro-por-coringa.ghtml|obra=G1|acessodata=2020-01-11|lingua=pt-br}}||''[[Joker (filme)|Joker]]'' ||{{venceu}}\n|}\n\n====[[SAG Awards]]====\n{| class=\"wikitable\"\n! Ano !! Categoria !! Indica\u00e7\u00e3o!! Notas\n|-\n|rowspan=\"2\"|2001 ||[[Pr\u00e9mio Screen Actors Guild de melhor ator secund\u00e1rio em cinema|Melhor Ator Coadjuvante]]||rowspan=\"2\"|''[[Gladiador (filme)|Gladiator]]'' ||{{ind}}\n|-\n|rowspan=\"2\"|[[Pr\u00e9mio Screen Actors Guild para melhor elenco em cinema|Melhor Elenco em Cinema]] ||{{ind}}\n|-\n|2005 ||''[[Hotel Rwanda]]'' ||{{ind}}\n|-\n|2006 ||rowspan=\"2\"|[[Pr\u00e9mio Screen Actors Guild de melhor ator em cinema|Melhor Ator Principal]] ||''[[Walk the Line]]'' ||{{ind}}\n|-\n|2020 ||''[[Joker (filme)|Joker]]'' ||{{Venceu}}\n|}\n\n====[[Critics' Choice Movie Awards]]====\n{| class=\"wikitable\"\n! Ano !! Categoria !! Indica\u00e7\u00e3o!! Notas\n|-\n|2001 ||[[Pr\u00e9mio Critics Choice de melhor ator coadjuvante em cinema|Melhor Ator Coadjuvante em Cinema]] ||''[[Gladiator (filme)|Gladiator]]'' ||{{ven}}\n|-\n|2006 ||rowspan=\"3\"|[[Pr\u00e9mio Critics Choice de melhor ator em cinema|Melhor Ator]] ||''[[Walk the Line]]'' ||{{ind}}\n|-\n|2013 ||''[[The Master (filme)|The Master]]'' ||{{ind}}\n|-\n|2020 || ''[[Joker (filme)|Joker]]'' ||{{ven}}\n|}\n\n====[[Grammy]]====\n{| class=\"wikitable\"\n! Ano !! Categoria !! Indica\u00e7\u00e3o!! Notas\n|-\n|2006 ||Melhor Trilha Sonora Original\n|''[[Walk the Line |Walk the Line]]'' \n|{{ven}}\n|}\n{{Notas}}\n\n{{Refer\u00eancias}}\n\n== Liga\u00e7\u00f5es externas ==\n* {{imdb nome|1618}}\n* {{link|1=|2=http://www.earthlings.com/earthlings/cast-crew.php|3=Earthlings: Cast and Crew|4=www.earthlings.com}}\n\n{{Bloco de navega\u00e7\u00e3o\n|title = Pr\u00e9mios de Joaquin Phoenix\n|titlestyle = background: #FAEB86\n|Oscar de melhor ator principal\n|BAFTA de melhor ator em cinema\n|Coppa Volpi de melhor ator\n|Critics' Choice de Melhor Ator em Cinema\n|Critics Choice de melhor ator coadjuvante em cinema\n|Florida Film Critics Circle de Melhor Ator\n|Globo de Ouro de melhor ator em com\u00e9dia ou musical\n|Globo de Ouro de melhor ator em filme dram\u00e1tico\n|London Film Critics Circle de melhor ator do ano\n|Los Angeles Film Critics Association Award de Melhor Ator\n|National Board of Review de Melhor Ator Coadjuvante\n|Phoenix Film Critics Society de Melhor Ator\n|Pr\u00eamio de Melhor Ator em Cannes\n|San Diego Film Critics Society de Melhor Ator\n|San Francisco Film Critics Circle de Melhor Ator\n|SAG de melhor ator principal em cinema\n}}\n\n{{Portal3|Biografias|Cinema|EUA|Porto Rico}}\n{{NF|1974||Phoenix, Joaquin}}\n[[Categoria:Naturais de San Juan (Porto Rico)]]\n[[Categoria:Atores dos Estados Unidos]]\n[[Categoria:Judeus dos Estados Unidos]]\n[[Categoria:Globo de Ouro de melhor ator em filme de com\u00e9dia ou musical]]\n[[Categoria:Vegetarianos dos Estados Unidos]]\n[[Categoria:Ativistas dos direitos animais]]\n[[Categoria:Critics' Choice de melhor ator secund\u00e1rio em cinema]]\n[[Categoria:National Board of Review de melhor ator secund\u00e1rio]]\n[[Categoria:London Film Critics Circle de melhor ator]]\n[[Categoria:Pr\u00e9mio LAFCA de melhor ator]]\n[[Categoria:Coppa Volpi de melhor ator]]\n[[Categoria:Pr\u00e9mio de interpreta\u00e7\u00e3o masculina (Festival de Cannes)]]\n[[Categoria:Florida Film Critics Circle de melhor ator]]\n[[Categoria:Pr\u00eamio da Sociedade dos Cr\u00edticos de Cinema de San Diego de melhor ator]]\n[[Categoria:Phoenix Film Critics Society de melhor ator]]\n[[Categoria:San Francisco Film Critics Circle de Melhor Ator]]\n[[Categoria:Globo de Ouro de melhor ator em filme de drama]]\n[[Categoria:Critics' Choice de melhor ator em cinema]]\n[[Categoria:Vencedores do Pr\u00e9mio Screen Actors Guild de melhor ator em filme]]\n[[Categoria:BAFTA de melhor ator em cinema]]\n[[Categoria:\u00d3scar de melhor ator]]\n[[Categoria:Atores premiados com o Grammy]]"}]},"1901053":{"pageid":1901053,"ns":0,"title":"Fr\u00e9d\u00e9ric Piquionne","revisions":[{"contentformat":"text/x-wiki","contentmodel":"wikitext","*":"{{Info/Futebolista\n |nome = Fr\u00e9d\u00e9ric Piquionne\n |imagem = [[Ficheiro:Fr\u00e9d\u00e9ric Piquionne.jpg|300px]]\n |nomecompleto = Fr\u00e9d\u00e9ric Piquionne\n |datadenascimento = {{dni|8|12|1978|lang=br}}\n |cidadenatal = [[Noum\u00e9a]]\n |paisnatal = {{NCL}}\n |altura = 1,88 m\n |peso = 77 kg\n |p\u00e9 = [[Ambidestro]]\n |actualclube = {{INDb}} [[Mumbai City Football Club|Mumbai City]]\n |clubenumero = 9\n |posi\u00e7\u00e3o = [[Atacante (futebol)|Atacante]]\n |jovemanos = [[1996]]\u2013[[1999]]\n |jovemclubes = {{MTQb}} [[Golden Star de Fort-de-France|Golden Star]]\n |ano = [[2000]]\u2013[[2001]]
[[2001]]\u2013[[2004]]
[[2004]]\u2013[[2005]]
[[2005]]\u2013[[2007]]
[[2007]]
[[2007]]\u2013[[2008]]
[[2008]]\u2013[[2009]]
[[2009]]\u2013[[2010]]
[[2010]]\u2013[[2013]]
[[2012]]
[[2013]]\u2013[[2014]]
[[2014]]\u2013[[2015]]
[[2015]]\u2013\n |clubes = {{FRAb}} [[N\u00eemes Olympique|N\u00eemes]]
{{FRAb}} [[Stade Rennais Football Club|Rennais]]
{{seta fut}} {{FRAb}} [[Association Sportive de Saint-\u00c9tienne Loire|Saint-\u00c9tienne]] {{emp fut}}
{{FRAb}} [[Association Sportive de Saint-\u00c9tienne Loire|Saint-\u00c9tienne]]
{{seta fut}} {{FRAb}} [[Association Sportive de Monaco Football Club|Monaco]] {{emp fut}}
{{FRAb}} [[Association Sportive de Monaco Football Club|Monaco]]
{{FRAb}} [[Olympique Lyonnais|Lyon]]
{{seta fut}} {{INGb}} [[Portsmouth Football Club|Portsmouth]] {{emp fut}}
{{INGb}} [[West Ham United Football Club|West Ham United]]
{{seta fut}}{{ENGb}} [[Doncaster Rovers Football Club|Doncaster Rovers]] {{emp fut}}
{{USAb}} [[Portland Timbers]]
{{FRAb}} [[Union Sportive Cr\u00e9teil-Lusitanos|Cr\u00e9teil]]
{{INDb}} [[Mumbai City Football Club|Mumbai City]]\n |jogos(golos) = {{0|0000}}8 {{0|000}}(3)
{{0|000}}83 {{0|00}}(18)
{{0|000}}38 {{0|00}}(11)
{{0|000}}53 {{0|00}}(12)
{{0|000}}14 {{0|000}}(5)
{{0|000}}32 {{0|000}}(7)
{{0|000}}19 {{0|000}}(2)
{{0|000}}34 {{0|000}}(5)
{{0|000}}54 {{0|000}}(8)
{{0|000}} 8 {{0|000}}(2)
{{0|000}}24 {{0|000}}(1)
{{0|000}}29 {{0|000}}(8)
{{0|000}}12 {{0|000}}(3)\n |anoselecao = [[2002]]\u2013
[[2007]]
[[2007]]\n |selecaonacional = {{MTQf}}
{{FRAf}} B
{{FRAf}}\n |partidasselecao = {{0|0000}}8 {{0|000}} (2)
{{0|0000}}1 {{0|000}}(0)
{{0|0000}}1 {{0|000}}(0)\n |pcupdate = [[27 de julho]] de [[2010]]\n |ntupdate = [[27 de julho]] de [[2010]]\n}}\n'''Fr\u00e9d\u00e9ric Piquionne''' ([[Noum\u00e9a]], [[8 de dezembro]] de [[1978]]) \u00e9 um [[futebolista]] [[Fran\u00e7a|franc\u00eas]] que atua como [[Atacante (futebol)|atacante]]. Atualmente, defende o [[Mumbai City Football Club|Mumbai City]].\n\nAp\u00f3s uma temporada emprestado ao [[Portsmouth Football Club|Portsmouth]], onde foi finalista da [[Copa da Inglaterra]], retornou ao [[Olympique Lyonnais|Lyon]] e, em seguida, assinou um contrato de tr\u00eas temporadas com o [[West Ham United Football Club|West Ham United]], onde voltar\u00e1 a ser treinado por [[Avram Grant]], que foi seu treinador no Portsmouth.[http://www.trivela.com/Noticias.aspx?view=FqdC1nihoDQ=&id=36995 \"West Ham contrata Fr\u00e9d\u00e9ric Piquionne\"]\n\n{{Refer\u00eancias}}\n\n== Liga\u00e7\u00f5es externas ==\n* {{Link|fr|2=http://www.lfp.fr/joueur/index.asp?no_joueur=103335|3=lfp.fr}}\n\n{{Esbo\u00e7o-futebolistafra}}\n\n{{Sele\u00e7\u00e3o Martinicana de Futebol de 2013}}\n\n{{Portal3|Futebol}}\n\n{{DEFAULTSORT:Piquionne, Frederic}}\n[[Categoria:Naturais de Noum\u00e9a]]\n[[Categoria:Futebolistas da Fran\u00e7a]]\n[[Categoria:Futebolistas do N\u00eemes Olympique]]\n[[Categoria:Futebolistas do Stade Rennais Football Club]]\n[[Categoria:Futebolistas da Association Sportive de Saint-\u00c9tienne Loire]]\n[[Categoria:Futebolistas da Association Sportive de Monaco Football Club]]\n[[Categoria:Futebolistas do Olympique Lyonnais]]\n[[Categoria:Futebolistas do Portsmouth Football Club]]\n[[Categoria:Futebolistas do West Ham United Football Club]]\n[[Categoria:Futebolistas do Portland Timbers]]\n[[Categoria:Futebolistas da Union Sportive Cr\u00e9teil-Lusitanos]]\n[[Categoria:Jogadores da Sele\u00e7\u00e3o Francesa de Futebol]]\n[[Categoria:Futebolistas de Martinica]]"}]},"1131828":{"pageid":1131828,"ns":0,"title":"Howell","revisions":[{"contentformat":"text/x-wiki","contentmodel":"wikitext","*":"{{desambigua\u00e7\u00e3o}}\n\n*[[Thomas Jefferson Howell]]\n*[[Howell (Michigan)]]\n*[[Howell (Utah)]]\n\n[[Categoria:Desambigua\u00e7\u00e3o]]"}]},"3063666":{"pageid":3063666,"ns":0,"title":"Patzig","revisions":[{"contentformat":"text/x-wiki","contentmodel":"wikitext","*":"{{Info/Cidade da Alemanha|\n|nome = Patzig\n|imagem = Patzig kirche.jpg\n|texto da imagem = \n|bras\u00e3o = \n|lat_deg = 54 |lat_min = 28 |lat_sec = 00\n|lon_deg = 13 |lon_min = 24 |lon_sec = 00\n|mapa distrito = Patzig in R\u00dcG.PNG\n|estado = [[Mecklemburgo-Pomer\u00e2nia Ocidental]]\n|distrito = [[Vorpommern-R\u00fcgen]]\n|Amt = [[Bergen auf R\u00fcgen (Amt)|Bergen auf R\u00fcgen]]\n|altitude = 48\n|\u00e1rea = 8,05\n|popula\u00e7\u00e3o = 483[http://service.mvnet.de/statmv/daten_stam_berichte/e-bibointerth01/bevoelkerung--haushalte--familien--flaeche/a-i__/a123__/2009/daten/a123-2009-22.pdf Bev\u00f6lkerungsstand der Kreise, \u00c4mter und Gemeinden in Mecklenburg-Vorpommern 31.12.2009] {{de}}\n|censo = 31/12/[[2009]]\n|densidade = 60,00\n|codigopostal = 18528\n|codigotelefone = 03838\n|placa = R\u00dcG\n|end adm central = Markt 5\u20136
18528 Bergen auf R\u00fcgen\n|website = amt-bergen-auf-ruegen.de\n|prefeito = Irit Vollbrecht\n}}\n'''Patzig''' \u00e9 um [[munic\u00edpios da Alemanha|munic\u00edpio]] da [[Alemanha]] localizado no [[lista de distritos rurais da Alemanha|distrito]] de [[Vorpommern-R\u00fcgen]], [[estados da Alemanha|estado]] de [[Mecklemburgo-Pomer\u00e2nia Ocidental]].\nPertence ao [[Amt]] de [[Bergen auf R\u00fcgen (Amt)|Bergen auf R\u00fcgen]].\n\n==Liga\u00e7\u00f5es externas==\n*[http://www.amt-bergen-auf-ruegen.de Site do Amt de Bergen auf R\u00fcgen]\n\n{{refer\u00eancias}}\n{{commonscat}}\n{{esbo\u00e7o-geode}}\n{{Alemanha/distrito R\u00fcgen}}\n\n[[Categoria:Munic\u00edpios de Meclemburgo-Pomer\u00e2nia Ocidental]]"}]},"49617":{"pageid":49617,"ns":0,"title":"Ariano Suassuna","revisions":[{"contentformat":"text/x-wiki","contentmodel":"wikitext","*":"{{Info/Biografia\n|nome =Ariano Suassuna\n|abl =sim\n|imagem =Ariano Suassuna.jpg\n|nome_completo = Ariano Vilar Suassuna\n|data_nascimento ={{dni|16|6|1927|si|lang=br}}\n|local_nascimento=[[Jo\u00e3o Pessoa|Parahyba do Norte]], [[Para\u00edba]]\n|data_morte ={{nowrap|{{morte|23|7|2014|16|6|1927|lang=br}}}}\n|local_morte =[[Recife]], [[Pernambuco]]\n|nacionalidade ={{BRAn|o}}\n|ocupa\u00e7\u00e3o ={{collapsible list|title=|[[dramaturgo]]
[[Romance|romancista]]
[[Ensaio|ensa\u00edsta]]
[[Poesia|poeta]]}}\n|magnum_opus = ''[[Auto da Compadecida]]'' (1955)\n*''[[Auto da Compadecida]]'' (1955)\n*''[[O Romance d'A Pedra do Reino e o Pr\u00edncipe do Sangue do Vai-e-Volta]]'' (1971)\n|religi\u00e3o = [[Igreja Cat\u00f3lica|catolicismo]]\n|causa_morte = [[infarto]]\n|c\u00f4njuge = \n|filhos = \n|alma_mater = [[Faculdade de Direito da Universidade Federal de Pernambuco|Faculdade de Direito do Recife]]\n|assinatura = [[Imagem:Ariano Suassuna signature.svg|150px]]\n|pr\u00e9mios = Pr\u00e9mio Nacional de Fic\u00e7\u00e3o (1973)\n}}\n'''Ariano Vilar Suassuna''' ([[Jo\u00e3o Pessoa|Parahyba do Norte]], [[16 de junho]]\u00a0de\u00a0[[1927]]\u00a0\u2014\u00a0[[Recife]], [[23 de julho]] de [[2014]]) foi um [[dramaturgo]], [[Romance|romancista]], [[Ensaio|ensa\u00edsta]], [[Poesia|poeta]], [[professor]] e [[advogado]] [[Brasileiros|brasileiro.]]\n\nIdealizador do [[Movimento Armorial]] e autor das obras ''[[Auto da Compadecida]]'' e ''[[O Romance d'A Pedra do Reino e o Pr\u00edncipe do Sangue do Vai-e-Volta]]'', foi um preeminente defensor da [[Cultura da regi\u00e3o Nordeste do Brasil|cultura do Nordeste do Brasil]].\n\nFoi Secret\u00e1rio de Cultura de [[Pernambuco]] (1994-1998) e Secret\u00e1rio de Assessoria do governador [[Eduardo Campos]] at\u00e9 abril de 2014.{{citar web|url=http://www.pe.gov.br/secretarias/secretaria-de-assessoria-ao-governador|t\u00edtulo=Secretaria de assessoria ao governador|obra=pe.gov.br|acessodata=28 de outubro de 2018}}\n\n== Biografia ==\n[[File:Ariano Suassuna (1964).tif|thumb|left|Em 1964.]]\nAriano Vilar Suassuna nasceu em Parahyba do Norte,{{citar web|url=http://brasilianafotografica.bn.br/?p=5734|t\u00edtulo=A funda\u00e7\u00e3o de Jo\u00e3o Pessoa|publicado=[[Brasiliana Fotogr\u00e1fica]]|acessodata=28-6-2020|wayb= 20180614174341|urlmorta= sim}} atual Jo\u00e3o Pessoa, no dia 16 de junho de 1927, filho de Rita de C\u00e1ssia Dantas Villar e [[Jo\u00e3o Suassuna]].{{citar web|url=http://paraibanos.com/joaopessoa/historia-nomes.htm|t\u00edtulo=Breve Hist\u00f3ria da Cidade de Jo\u00e3o Pessoa|obra=Paraibanos|acessodata=28 de outubro de 2018|wayb=20100603005733|urlmorta=yes|arquivourl=https://web.archive.org/web/20170813200224/http://paraibanos.com/joaopessoa/historia-nomes.htm|arquivodata=2017-08-13}} Seu pai era ent\u00e3o o ''presidente do estado'' da [[Para\u00edba]].{{nota de rodap\u00e9|O cargo de ''presidente de estado'' passou a ser denominado [[governador|governador de estado]], a partir de 1947.{{citar web|URL = http://mundoeducacao.bol.uol.com.br/politica/governador.htm|t\u00edtulo = Governador|obra= Mundo Educa\u00e7\u00e3o|data = |acessadoem = |autor = |publicado = |wayb= 20180125224448}}}} Ariano nasceu nas depend\u00eancias do [[Pal\u00e1cio da Reden\u00e7\u00e3o]],{{citar web|URL = http://www.releituras.com/asuassuna_menu.asp|t\u00edtulo = Releituras - Ariano Suassuna|data = |acessadoem = |autor = |publicado = |wayb = 20071225184950|urlmorta = yes|arquivourl = https://web.archive.org/web/20140607051157/http://www.releituras.com/asuassuna_menu.asp|arquivodata = 2014-06-07}} sede do Executivo paraibano. No ano seguinte, o pai deixa o governo da [[Para\u00edba]], e a fam\u00edlia passou a morar no [[sert\u00e3o]], na Fazenda Acau\u00e3, em [[Sousa (Para\u00edba)|Sousa]].{{citar web|URL = http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa13169/ariano-suassuna|t\u00edtulo = Ariano Suassuna|obra= Enciclop\u00e9dia da Ita\u00fa Cultural da Literatura Brasileira.|data = |acessadoem = |autor = |publicado = |wayb= 20170315111028}}\n\nCom a [[Revolu\u00e7\u00e3o de 1930]], Jo\u00e3o Suassuna foi assassinado por motivos pol\u00edticos no [[Rio de Janeiro (cidade)|Rio de Janeiro]], e a fam\u00edlia mudou-se para [[Tapero\u00e1 (Para\u00edba)|Tapero\u00e1]], onde morou de 1933 a 1937. Nessa cidade, Ariano fez seus primeiros estudos e assistiu pela primeira vez a uma pe\u00e7a de [[mamulengo]]s e a um desafio de viola, cujo car\u00e1ter de \"improvisa\u00e7\u00e3o\" seria uma das marcas registradas tamb\u00e9m da sua produ\u00e7\u00e3o teatral.{{citar web|url= http://acervo.estadao.com.br/noticias/personalidades,ariano-suassuna,704,0.htm|t\u00edtulo= Ariano Suassuna|obra= Acervo ''O Estado de S.Paulo''|data= |acessodata= 24 de mar\u00e7o de 2018|autor= |publicado= ''O Estado de S.Paulo''|wayb= 20170617032700}}\n\nO pr\u00f3prio Ariano Suassuna reconhecia que o assassinato de seu pai ocupava posi\u00e7\u00e3o marcante em sua inquieta\u00e7\u00e3o criadora. No discurso de posse na Academia Brasileira de Letras, disse:\n\n{{cita\u00e7\u00e3o2|Posso dizer que, como escritor, eu sou, de certa forma, aquele mesmo menino que, perdendo o pai assassinado no dia 9 de outubro de 1930, passou o resto da vida tentando protestar contra sua morte atrav\u00e9s do que fa\u00e7o e do que escrevo, oferecendo-lhe esta prec\u00e1ria compensa\u00e7\u00e3o e, ao mesmo tempo, buscando recuperar sua imagem, atrav\u00e9s da lembran\u00e7a, dos depoimentos dos outros, das palavras que o pai deixou.|Ariano Suassuna, em seu discurso de posse na Academia Brasileira de Letras, 9 de agosto de 1990.{{citar web|URL = http://www.academia.org.br/abl/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=13527&sid=305|t\u00edtulo = Ariano Suassuna \u2013 Discurso de posse |data = 9 de agosto de 1990|acessadoem = 25 de janeiro de 2018|autor = |publicado = Academia Brasileira de Letras|wayb= 20141015065803|urlmorta= sim}}}}\n\nO assassinato de Jo\u00e3o Suassuna ocorreu como desdobramento da como\u00e7\u00e3o posterior ao assassinato de [[Jo\u00e3o Pessoa Cavalcanti de Albuquerque|Jo\u00e3o Pessoa]], governador da Para\u00edba e candidato a Vice-Presidente do Brasil na chapa de Get\u00falio Vargas. Ariano Suassuna atribu\u00eda \u00e0 ''fam\u00edlia Pessoa'' a encomenda do assassinato de seu pai, contratando o pistoleiro Miguel Laves de Souza, que atirou na v\u00edtima pelas costas, no Rio de Janeiro.{{citar web|URL = http://www.academia.org.br/abl/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=464&sid=224|t\u00edtulo = ABL. Murilo Melo Filho. Textos escolhidos.|data = |acessadoem = |autor = |publicado = |wayb= 20101028061115|urlmorta= sim}} Em raz\u00e3o disso, n\u00e3o concordava com a altera\u00e7\u00e3o do nome da cidade onde nasceu, de \"''Cidade da Parahyba''\" para \"''Jo\u00e3o Pessoa''\", em homenagem ao governador assassinado.\n\n== Forma\u00e7\u00e3o acad\u00eamica ==\nA partir de 1942 passou a viver em [[Recife]], onde terminou, em 1945, os estudos secund\u00e1rios no Gin\u00e1sio Pernambucano, no [[Col\u00e9gio Americano Batista]] e no Col\u00e9gio Osvaldo Cruz. No ano seguinte ingressou na [[Faculdade de Direito da Universidade Federal de Pernambuco|Faculdade de Direito do Recife]], onde formou-se em Ci\u00eancias Jur\u00eddicas e Sociais, em 1950.{{citar web|url= http://www.unicap.br/teologia/Gil15.htm|t\u00edtulo= Literatura e Religi\u00e3o na Obra de Ariano|publicado= Unicap|autor= Gilbraz Arag\u00e3o|data= 10 de maio de 2004|acessodata= 8 de dezembro de 2017|wayb= 20100430163559|urlmorta= yes|arquivourl= https://web.archive.org/web/20100430163559/http://www.unicap.br/teologia/Gil15.htm|arquivodata= 2010-04-30}}\n\n== Carreira ==\nAriano Suassuna estreou seus dons liter\u00e1rios precocemente no dia 7 de outubro de 1945, quando o seu poema \"Noturno\" foi publicado em destaque no ''[[Jornal do Commercio (Recife)|Jornal do Commercio]] do Recife.''[[Ficheiro:Ariano Suassuna, 1971.tif|esquerda|miniaturadaimagem|Ariano Suassuna, 1971. [[Arquivo Nacional (Brasil)|Arquivo Nacional.]]]]Na [[Faculdade de Direito do Recife]], conheceu [[Hermilo Borba Filho]], com quem fundou o Teatro do Estudante de Pernambuco. Em 1947, escreveu sua primeira pe\u00e7a, ''Uma Mulher Vestida de Sol''. Em 1948, sua pe\u00e7a ''Cantam as Harpas de Si\u00e3o'' (ou ''O Desertor de Princesa'') foi montada pelo Teatro do Estudante de Pernambuco, em em seguida ''Os Homens de Barro''. Seguiram-se ''Auto de Jo\u00e3o da Cruz'', de 1950, que recebeu o Pr\u00eamio Martins Pena. No mesmo ano, volta a [[Tapero\u00e1]], para curar-se de uma doen\u00e7a pulmonar e l\u00e1 escreve e monta a pe\u00e7a ''Torturas de um Cora\u00e7\u00e3o''.{{citar web|url= http://jconline.ne10.uol.com.br/canal/suplementos/jc-mais/noticia/2014/12/14/ariano-suassuna-e-um-sertao-perene-160406.php|t\u00edtulo= Ariano Suassuna \u00e9 um Sert\u00e3o perene|obra= |data= 14 de dezembro de 2014|acessodata= 24 de mar\u00e7o de 2018|autor= Mateus Ara\u00fajo|publicado= ''Jornal do Commercio''|wayb= 20180324132606}} Retorna a Recife onde, entre 1952 e 1956, dedica-se \u00e0 advocacia e ao teatro. Em 1953, escreve ''O Castigo da Soberba'', depois vieram ''O Rico Avarento'' (1954) e o aclamado ''Auto da Compadecida'', de 1955, que o projetou em todo o pa\u00eds. Em 1962, o cr\u00edtico teatral [[S\u00e1bato Magaldi]] diria que a pe\u00e7a \u00e9 ''\"o texto mais popular do moderno teatro brasileiro\"''. Sua obra mais conhecida, j\u00e1 foi montada exaustivamente por grupos de todo o pa\u00eds, al\u00e9m de ter sido adaptada para a televis\u00e3o e para o cinema. Em 1956, afasta-se da advocacia e torna-se professor de [[Est\u00e9tica]] da [[Universidade Federal de Pernambuco]], onde se aposentaria em 1994. Em 1957, vieram ''O Santo e a Porca'' e ''O Casamento Suspeitoso''. Depois vieram ''O Homem da Vaca e o Poder da Fortuna'' (1958) e ''A Pena e a Lei'' (1959), premiada dez anos depois no Festival Latino-Americano de Teatro. Ainda em 1959, funda o Teatro Popular do Nordeste, tamb\u00e9m com Hermilo Borba Filho, onde monta as pe\u00e7as ''Farsa da Boa Pregui\u00e7a'' (1960) e ''A Caseira e a Catarina'' (1962). No in\u00edcio dos anos 60, interrompeu sua bem-sucedida carreira de dramaturgo para dedicar-se \u00e0s aulas de Est\u00e9tica na UFPE. Ali, em 1976, defende a tese de livre-doc\u00eancia ''A On\u00e7a Castanha e a Ilha Brasil: Uma Reflex\u00e3o sobre a Cultura Brasileira''.\n\nDe forma\u00e7\u00e3o calvinista e posteriormente agn\u00f3stico, converteu-se ao catolicismo, por influ\u00eancia de sua esposa Z\u00e9lia, com quem se casou em 19 de janeiro de 1957. Estas tr\u00eas vertentes influenciariam sua obra de forma significativa.\n\n{{cita\u00e7\u00e3o2|\"... Em quase todo o meu teatro, um pouco por causa da natureza da s\u00e1tira, mas tamb\u00e9m um pouco, parece, por causa da minha forma\u00e7\u00e3o calvinista, eu passo o tempo todo julgando os outros e a mim mesmo, absolvendo ou condenando os bons e os maus.[...] Talvez no supra-moralismo do Deus dos Profetas caibam n\u00e3o s\u00f3 as v\u00edtimas, mas os chicotes, as espadas, aqueles que os empunharam e at\u00e9 o chefe de todos eles, o Dem\u00f4nio, cujo papel e cuja miss\u00e3o s\u00f3 Deus pode entender. Em suma, dentro da minha cegueira, o que acho \u00e9 que Deus, para n\u00f3s, \u00e9 um arquejo, uma aspira\u00e7\u00e3o...\"|Ariano Suassuna.}}\nMembro fundador do Conselho Federal de Cultura (1967\u20131973); nomeado, pelo Reitor Murilo Guimar\u00e3es, diretor do Departamento de Extens\u00e3o Cultural da UFPE (1969\u20131974). Ligado diretamente \u00e0 cultura, iniciou em 1970, no Recife, o \u201cMovimento Armorial\u201d, interessado no desenvolvimento e no conhecimento das formas de express\u00e3o populares tradicionais. Convocou nomes expressivos da m\u00fasica para procurarem uma m\u00fasica erudita nordestina que viesse juntar-se ao movimento, lan\u00e7ado no Recife, em 18 de outubro de 1970, com o concerto \u201cTr\u00eas S\u00e9culos de M\u00fasica Nordestina \u2013 do Barroco ao Armorial\u201d e com uma exposi\u00e7\u00e3o de gravura, pintura e escultura. Foi Secret\u00e1rio de Educa\u00e7\u00e3o e Cultura do Recife, de 1975 a 1978 e Secret\u00e1rio de Cultura do Estado de Pernambuco, no Governo Miguel Arraes, de 1994 a 1998.\n\nEntre 1956 e 1976, dedicou-se \u00e0 prosa de fic\u00e7\u00e3o, publicando ''Hist\u00f3ria de Amor de Fernando e Isaura\" (1956), ''O Romance d'A Pedra do Reino\", o ''Pr\u00edncipe do Sangue do Vai-e-Volta'' (1971), e ''Hist\u00f3ria d'O Rei Degolado nas Caatingas do Sert\u00e3o'' (1976). No mesmo ano, defende sua tese de livre-doc\u00eancia, intitulada ''A On\u00e7a Castanha e a Ilha Brasil: Uma Reflex\u00e3o Sobre a Cultura Brasileira''. Ariano afirmava: \"Voc\u00ea pode escrever sem erros ortogr\u00e1ficos, mas ainda escrevendo com uma linguagem coloquial.\" No ano seguinte foi encenada a sua pe\u00e7a ''O Casamento Suspeitoso'', em S\u00e3o Paulo, pela Cia. S\u00e9rgio Cardoso, e ''O Santo e a Porca''.\n\nAriano Suassuna construiu em [[S\u00e3o Jos\u00e9 do Belmonte]], onde ocorre a cavalgada inspirada no ''Romance d\u2019A Pedra do Reino'', um santu\u00e1rio ao ar livre, constitu\u00eddo de 16 esculturas de pedra, com 3,50 m de altura cada, dispostas em c\u00edrculo, representando o sagrado e o profano. As tr\u00eas primeiras s\u00e3o imagens de Jesus Cristo, Nossa Senhora e S\u00e3o Jos\u00e9, o padroeiro do munic\u00edpio.\n\nEm dezembro de 2017, foi publicada sua obra in\u00e9dita e p\u00f3stuma ''A Ilumiara \u2013 Romance de Dom Pantero no Palco dos Pecadores''. A organiza\u00e7\u00e3o do trabalho foi feita por sua fam\u00edlia, reunindo os escritos que Suassuna levou seus \u00faltimos trinta anos de vida para escrever. A obra \u00e9 dividida em dois volumes, ''O Jumento Sedutor'' e ''O Palha\u00e7o Tetraf\u00f4nico'' e \u00e9 considerada pela cr\u00edtica seu \"testamento liter\u00e1rio\", tendo sido finalizada pouco antes de sua morte.{{citar web|url= http://jconline.ne10.uol.com.br/canal/cultura/literatura/noticia/2017/12/05/livro-inedito-de-ariano-suassuna-e-lancado-esta-semana-no-recife-318682.php|t\u00edtulo= Livro in\u00e9dito de Ariano Suassuna \u00e9 lan\u00e7ado esta semana no Recife|publicado= JConLine|autor= Valentine Herold|data= 5 de dezembro de 2017|acessodata= 8 de dezembro de 2017|wayb= 20171208002645}} O pr\u00f3prio Suassuna considerava a obra como \"o livro da sua vida\".{{cita\u00e7\u00e3o2|''Estou acabando um romance que \u00e9 o livro da minha vida. Ele \u00e9 dedicado a tr\u00eas pessoas: Miguel Arraes, Luiz In\u00e1cio Lula da Silva e Eduardo Campos. Eu exercito tr\u00eas g\u00eaneros liter\u00e1rios: romance, teatro e poesia. Mas sempre fiz isso separadamente. Nessa nova obra, estou tentando fundir o dramaturgo, o romancista e o poeta num s\u00f3. Por isso a considero como minha obra definitiva.''|Ariano Suassuna, em entrevista \u00e0 revista Veja em 14 de julho de 2014, nove dias antes de sua morte.}}\n\n=== Movimento Armorial ===\n{{artigo principal|Movimento Armorial}}\n\nAriano foi o idealizador do Movimento Armorial em outubro de 1970, que teve como objetivo criar uma arte erudita a partir de elementos da [[cultura popular]] do [[Regi\u00e3o Nordeste do Brasil|Nordeste Brasileiro]]. Tal movimento procura orientar para esse fim todas as formas de express\u00f5es art\u00edsticas: [[m\u00fasica]], [[dan\u00e7a]], [[literatura]], [[artes pl\u00e1sticas]], [[teatro]], [[cinema]], [[arquitetura]], entre outras express\u00f5es.\n\n== Reconhecimento ==\nDoutor ''Honoris Causa'' pela [[Universidade Federal do Rio Grande do Norte]] (2000); Universidade Federal da Para\u00edba (Resolu\u00e7\u00e3o N\u00ba 10/2001) tendo recebido a honraria no dia 29 de junho de 2002; Universidade Federal Rural de Pernambuco (2005), Universidade de Passo Fundo (2005) e [[Universidade Federal do Cear\u00e1]] (2006) tendo recebido a honraria em 10 de junho de 2010, \u00e0s v\u00e9speras de completar 83 anos. \"Podia at\u00e9 parecer que n\u00e3o queria receber a honraria, mas era problemas de agenda\", afirmou Ariano, referindo-se ao tempo entre a concess\u00e3o e o recebimento do t\u00edtulo.{{citar web|url=http://diariodonordeste.verdesmares.com.br/cadernos/cidade/suassuna-e-honoris-causa-1.126062|t\u00edtulo= Suassuna \u00e9 \u00b4Honoris Causa\u00b4|obra=[[Di\u00e1rio do Nordeste]]|acessodata=28 de outubro de 2018}}\n\n[[Imagem:Ariano.Suassuna.jpg|miniatura|240px|Ariano Suassuna, durante evento pr\u00f3-equidade de [[G\u00e9nero (sociedade)|g\u00eanero]] e [[Diversidade sexual|diversidade]], em [[Bras\u00edlia]], 2007.]]\n\nEm 2002, Ariano Suassuna foi tema de enredo no carnaval carioca na escola de samba [[Imp\u00e9rio Serrano]]; em 2008, foi novamente tema de enredo, desta vez da escola de samba [[Mancha Verde]] no carnaval paulista. Em 2013 sua mais famosa obra, o [[Auto da Compadecida]] foi o tema da escola de samba [[GRES P\u00e9rola Negra|P\u00e9rola Negra]] em S\u00e3o Paulo.\n\nEm 2004, com o apoio da ABL, a Trinca Filmes produziu um document\u00e1rio intitulado O Sert\u00e3o: Mundo de Ariano Suassuna, dirigido por Douglas Machado e que foi exibido na Sala Jos\u00e9 de Alencar.\n\nEm 2007, em homenagem aos oitenta anos do autor, a Rede Globo produziu a miniss\u00e9rie ''[[A Pedra do Reino]]'', com dire\u00e7\u00e3o e roteiro de [[Luiz Fernando Carvalho]] a partir de ''O Romance d'A Pedra do Reino e o Pr\u00edncipe do Sangue do Vai-e-Volta''.{{citar web|url=http://www.terra.com.br/istoegente/edicoes/406/artigo52252-1.htm?o=r|t\u00edtulo=O Brasil de Quaderna para milh\u00f5es|publicado=Isto\u00c9 Gente}}{{citar web|url=http://www.memorial.org.br/2007/09/aula-espetaculo-de-ariano-suassuna-abre-evento-em-sua-homenagem/|t\u00edtulo=Aula-espet\u00e1culo de Ariano Suassuna abre evento em sua homenagem|obra=Memorial.org|acessodata=28 de outubro de 2018|wayb=20170404221242|urlmorta=yes|arquivourl=https://web.archive.org/web/20170520182741/http://www.memorial.org.br/2007/09/aula-espetaculo-de-ariano-suassuna-abre-evento-em-sua-homenagem/|arquivodata=2017-05-20}}{{citar web|url=https://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2017/06/19/tributo-de-bial-a-suassuna-chama-atencao-por-ausencia-de-ex-diretor-da-globo/|t\u00edtulo=Tributo de Bial a Suassuna chama aten\u00e7\u00e3o por aus\u00eancia de ex-diretor da Globo|autor=Maur\u00edcio Stycer|publicado=UOL|data=19 de junho de 2017|acessodata=21 de junho de 2017}}\n\nAs obras de Suassuna j\u00e1 foram traduzidas para o ingl\u00eas, franc\u00eas, espanhol, alem\u00e3o, holand\u00eas, italiano e polon\u00eas.{{citar web|t\u00edtulo=Ariano Suassuna para o Nobel|url=http://cultura.estadao.com.br/noticias/geral,ariano-suassuna-para-o-nobel-imp-,878219|obra=Estad\u00e3o|acessodata=25 de janeiro de 2018|data=16 de maio de 2012}}\n\nEm 2011, quando [[Eduardo Campos]], ent\u00e3o governador de Pernambuco, foi reeleito presidente nacional do [[Partido Socialista Brasileiro]] - [[PSB]], Ariano foi eleito presidente de honra do partido. Na oportunidade, declarou que era \"um contador de hist\u00f3ria\" e que encerraria sua \"vida pol\u00edtica neste cargo\"{{citar web|url= http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/noticia/2011-12-03/eduardo-campos-e-reeleito-presidente-nacional-do-psb|t\u00edtulo= Eduardo Campos \u00e9 reeleito presidente nacional do PSB|autor= Iolando Louren\u00e7o|publicado= Ag\u00eancia Brasil|data= 3 de dezembro de 2011|acessodata= 30 de agosto de 2017|wayb= 20140821013842|urlmorta= sim}}. Durante o mandato de [[Eduardo Campos]] no Governo de Pernambuco, Ariano Suassuna foi seu assessor especial at\u00e9 abril de 2014.{{citar web|url= https://veja.abril.com.br/entretenimento/ariano-suassuna-estava-escrevendo-o-livro-da-sua-vida/#|t\u00edtulo= Ariano Suassuna estava escrevendo \u2018o livro da sua vida\u2019|publicado= Revista Veja|autor= Kalleo Coura|data= 23 de julho de 2014|acessodata= 8 de dezembro de 2017|wayb= 20171208012453}}{{citar web|url= http://www.psb40.org.br/noticias/psb-relembra-ariano-suassuna/|t\u00edtulo= PSB relembra Ariano Suassuna|publicado= Portal PSB Not\u00edcias|autor= |data= 22 de julho de 2015|acessodata= 8 de dezembro de 2017|wayb= 20171208012930}}\n\n=== Academia Pernambucana de Letras ===\nEm 1993, foi eleito para a cadeira 18 da [[Academia Pernambucana de Letras]], cujo patrono \u00e9 o escritor Afonso Olindense.\n\n=== Academia Brasileira de Letras ===\nDe 1990 at\u00e9 o ano de sua morte, ocupou a cadeira 32 da [[Academia Brasileira de Letras]], cujo patrono \u00e9 [[Manuel Jos\u00e9 de Ara\u00fajo Porto Alegre]], o bar\u00e3o de Santo \u00c2ngelo. Foi sucedido por [[Zuenir Ventura]].{{citar web|URL=http://www.tribunadonorte.com.br/noticia/ferreira-gullar-evaldo-mello-e-zuenir-ventura-ocupam-as-cadeiras-vagas-na-abl/289304|t\u00edtulo=Ferreira Gullar, Evaldo Mello e Zuenir Ventura ocupam as cadeiras vagas na ABL|autor=|data=1 de agosto de 2014|publicado=ribuna do Norte.|acessodata=1 de abril de 2017}}\n\n===Academia Paraibana de Letras===\nAssumiu a cadeira 35 na [[Academia Paraibana de Letras]] em 9 de outubro de 2000, cujo patrono \u00e9 Raul Campelo Machado, sendo recepcionado pelo acad\u00eamico [[Joacil de Brito Pereira]].\n\n== Morte ==\nAriano morreu no dia 23 de julho de 2014 no [[Real Hospital Portugu\u00eas de Benefic\u00eancia|Real Hospital Portugu\u00eas]], no [[Recife]], v\u00edtima de uma parada card\u00edaca. Havia dado entrada no hospital na noite do dia 21, depois de um [[acidente vascular cerebral]] (AVC), passando por procedimento cir\u00fargico com coloca\u00e7\u00e3o de dois drenos para controlar a press\u00e3o intracraniana.{{citar not\u00edcia|URL=http://oglobo.globo.com/cultura/livros/morre-aos-87-anos-escritor-ariano-suassuna-cavaleiro-do-sertao-13341934|t\u00edtulo=Morre aos 87 anos o escritor Ariano Suassuna, o cavaleiro do sert\u00e3o|jornal=[[O Globo]]|data=23 de julho de 2018|acessodata=28 de outubro de 2018}} Ele ficou em coma e respirando por ajuda de aparelhos.{{citar not\u00edcia|url=http://cultura.estadao.com.br/noticias/literatura,ariano-suassuna-esta-em-coma-e-respira-com-ajuda-de-aparelhos,1532366|t\u00edtulo= Ariano Suassuna est\u00e1 em coma e respira com ajuda de aparelhos|jornal=[[Estad\u00e3o]]|acessodata=28 de outubro de 2018}} O corpo de Ariano foi sepultado no [[Cemit\u00e9rio Morada da Paz]] em [[Paulista (Pernambuco)|Paulista]], [[Regi\u00e3o Metropolitana do Recife]] em Recife em 24 de julho de 2014.{{citar web|url=http://g1.globo.com/pernambuco/noticia/2014/07/apos-16-horas-de-velorio-e-desfile-em-carro-aberto-ariano-e-enterrado.html|t\u00edtulo=Ap\u00f3s 16 horas de vel\u00f3rio e desfile em carro aberto, Ariano \u00e9 enterrado|obra=[[G1]]|data=24 de julho de 2014|acessodata=28 de outubro de 2018}}\n\nAriano Suassuna era torcedor do [[Sport Club do Recife]].{{citar web|url=http://globoesporte.globo.com/pe/noticia/2012/04/meu-jogo-inesquecivel-o-timao-na-trilha-do-sport-de-ariano-suassuna.html|t\u00edtulo=Meu Jogo Inesquec\u00edvel: o Tim\u00e3o na trilha do Sport de Ariano Suassuna|obra=[[Globo Esporte]]|acessodata=28 de outubro de 2018}} O clube o homenageou, dando o nome de [[Ta\u00e7a Ariano Suassuna]] a um torneio amistoso internacional de futebol que promove anualmente desde 2015, durante a sua pr\u00e9-temporada.\n\n== Obras ==\n=== Obras selecionadas ===\n{{div col|colunas=3}}\n*''Uma mulher vestida de Sol'' (1947)\n*''Cantam as harpas de Si\u00e3o ou O desertor de Princesa'' (1948)\n*''Os homens de barro'' (1949)\n*''Auto de Jo\u00e3o da Cruz'' (1950)\n*''Torturas de um cora\u00e7\u00e3o'' (1950)\n*''O arco desolado'' (1952)\n*''[[O castigo da soberba]]'' (1953)\n*''[[O Rico Avarento]]'' (1954)\n*''[[Auto da Compadecida]]'' (1955)\n*''O casamento suspeitoso'' (1957)\n*''[[O santo e a porca]]'' (1957)\n*''O homem da vaca e o poder da fortuna'' (1958)\n*''A pena e a lei'' (1959)\n*''Farsa da boa pregui\u00e7a'' (1960)\n*''[[A Caseira e a Catarina]]'' (1962)\n*''As conchambran\u00e7as de Quaderna'' (1987)\n*''Fernando e Isaura'' (1956, in\u00e9dito at\u00e9 1994)\n{{div col end}}\n\n=== Romance ===\n*''A Hist\u00f3ria de amor de Fernando e Isaura'' (1956)\n*''[[O Romance d'A Pedra do Reino e o Pr\u00edncipe do Sangue do Vai-e-Volta]]'' (1971)\n*''Hist\u00f3ria d'O Rei Degolado nas caatingas do sert\u00e3o /Ao sol da On\u00e7a Caetana'' (2015)\n*''A Ilumiara \u2013 Romance de Dom Pantero no Palco dos Pecadores'' (2017) \u2013 publica\u00e7\u00e3o p\u00f3stuma\n\n=== Poesia ===\n*''O pasto incendiado'' (1945-1970)\n*''Ode'', (1955)\n*''Sonetos com mote alheio'' (1980)\n*''Sonetos de Albano Cervonegro'' (1985)\n*''Poemas'' (antologia) (1999)\n* ''Os homens de barro'' (1949)\n\n== Ver tamb\u00e9m ==\n* [[Literatura do Brasil]]\n\n{{Notas e refer\u00eancias}}\n\n== Liga\u00e7\u00f5es externas ==\n{{Correlatos\n|wikiquote =Ariano Suassuna\n}}\n*{{Link|pt|2=http://www.academia.org.br/abl/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?sid=305|3=Perfil no s\u00edtio oficial da Academia Brasileira de Letras}}\n*[http://www.sescrio.org.br/main.asp?ViewID={1EA3936A-90BA-4C11-96FB-808D29710862}¶ms=itemID={EFCA53FF-5B15-4656-B88A-C54B0233EFFC};&UIPartUID={174F2932-D66D-4353-B6B5-5793371C8959 Entrevista com Ariano Suassuna]{{Liga\u00e7\u00e3o inativa|1=data=junho de 2019 }} ([https://web.archive.org/web/20090210032507/http://www.sescrio.org.br/main.asp?ViewID=%7B1EA3936A-90BA-4C11-96FB-808D29710862%7D¶ms=itemID=%7BEFCA53FF-5B15-4656-B88A-C54B0233EFFC%7D;&UIPartUID=%7B174F2932-D66D-4353-B6B5-5793371C8959%7D c\u00f3pia arquivada])\n*[http://www.pluralpluriel.org/index.php?option=com_content&view=article&id=63:ahhhh&catid=56:presentation-des-numeros&Itemid=53 N\u00famero especial Ariano Suassuna 80 anos - Revista Plural Pluriel (Fran\u00e7a)]\n\n{{Come\u00e7a caixa}}\n{{Caixa de sucess\u00e3o\n|t\u00edtulo={{nowrap|[[Imagem:Lorbeerkranz.png|20px]] [[Lista de membros da Academia Brasileira de Letras|ABL - sexto acad\u00eamico da cadeira 32]]}}\n|anos=1990 \u2014 2014\n|antes=[[Genolino Amado]]\n|depois=[[Zuenir Ventura]]\n}}\n{{Caixa de sucess\u00e3o\n|t\u00edtulo=[[Academia Paraibana de Letras|Academia Paraibana de Letras - cadeira 35]]\n|anos=2000 \u2014 2014\n|antes= [[Odilon Ribeiro Coutinho]]\n|depois=\u2014\n}}\n{{Caixa de sucess\u00e3o\n|t\u00edtulo=[[Academia Pernambucana de Letras|Academia Pernambucana de Letras - cadeira 18]]\n|anos=1993 \u2014 2014\n|antes= [[Jos\u00e9 Louren\u00e7o de Lima]]\n|depois=\u2014\n}}\n{{Termina caixa}}\n\n{{Academia Brasileira de Letras}}\n{{Ordem do M\u00e9rito Cultural}}\n{{Portal3|ABL|Arte|Brasil|Literatura|Jo\u00e3o Pessoa|Para\u00edba}}\n{{Controle de autoridade}}\n\n[[Categoria:Ariano Suassuna| ]]\n[[Categoria:Advogados da Para\u00edba]]\n[[Categoria:Agraciados com a Ordem do M\u00e9rito Cultural]]\n[[Categoria:Alunos da Faculdade de Direito da Universidade Federal de Pernambuco]]\n[[Categoria:Cat\u00f3licos do Brasil]]\n[[Categoria:Convertidos do ate\u00edsmo ou agnosticismo ao catolicismo romano]]\n[[Categoria:Criacionistas]]\n[[Categoria:Doutores honoris causa da Universidade Federal da Para\u00edba]]\n[[Categoria:Doutores honoris causa da Universidade Federal do Cear\u00e1]]\n[[Categoria:Dramaturgos do Brasil]]\n[[Categoria:Ensa\u00edstas do Brasil]]\n[[Categoria:Escritores da Gera\u00e7\u00e3o de 45 do Brasil]]\n[[Categoria:Escritores da Para\u00edba]]\n[[Categoria:Escritores de romance hist\u00f3rico]]\n[[Categoria:Fam\u00edlia Suassuna]]\n[[Categoria:Fil\u00f3sofos da Para\u00edba]]\n[[Categoria:Membros da Academia Brasileira de Letras]]\n[[Categoria:Membros da Academia Paraibana de Letras]]\n[[Categoria:Membros da Academia Pernambucana de Letras]]\n[[Categoria:Membros do Partido Socialista Brasileiro de Pernambuco]]\n[[Categoria:Monarquistas do Brasil]]\n[[Categoria:Mortes por parada card\u00edaca]]\n[[Categoria:Movimento Armorial]]\n[[Categoria:Naturais de Jo\u00e3o Pessoa]]\n[[Categoria:Poetas da Para\u00edba]]\n[[Categoria:Professores da Para\u00edba]]\n[[Categoria:Professores da Universidade Federal de Pernambuco]]\n[[Categoria:Romancistas do Brasil]]\n[[Categoria:Secret\u00e1rios da gest\u00e3o de Eduardo Campos em Pernambuco (2010-2014)]]\n[[Categoria:Socialistas do Brasil]]"}],"images":[{"ns":6,"title":"Ficheiro:ABL logo.svg"},{"ns":6,"title":"Ficheiro:Ariano.Suassuna.jpg"},{"ns":6,"title":"Ficheiro:Ariano Suassuna, 1971.tif"},{"ns":6,"title":"Ficheiro:Ariano Suassuna.jpg"},{"ns":6,"title":"Ficheiro:Ariano Suassuna (1964).tif"},{"ns":6,"title":"Ficheiro:Ariano Suassuna signature.svg"},{"ns":6,"title":"Ficheiro:Bandeira da Para\u00edba.svg"},{"ns":6,"title":"Ficheiro:Bandeira de Jo\u00e3o Pessoa.svg"},{"ns":6,"title":"Ficheiro:Books-aj.svg aj ashton 01.png"},{"ns":6,"title":"Ficheiro:Books-aj.svg aj ashton 01.svg"}]},"1814019":{"pageid":1814019,"ns":0,"title":"Le Jardin","revisions":[{"contentformat":"text/x-wiki","contentmodel":"wikitext","*":"{{Info/Comuna da Fran\u00e7a|\n|nome = Le Jardin\n|regi\u00e3o = Nova Aquit\u00e2nia\n|departamento = Corr\u00e8ze\n|\u00e1rea = 12.23\n|altitude = \n|latP = N| latG = 45| latM = 19|latS = 20\n|lonP = E| lonG = 2| lonM = 02|lonS = 03\n|popula\u00e7\u00e3o = 75\n|densidade = auto\n|censo = 1999\n|insee = 19092\n|insee_ref = s\n|c\u00f3dpostal = 19300 \n|mapa = \n|mapaX = \n|mapaY = \n|escudo = Blason ville fr Le-Jardin (Corr\u00e8ze).svg\n|bandeira = \n|imagem = \n|legenda = \n|gent\u00edlico = \n|website = \n|notas = \n}}\n'''Le Jardin''' \u00e9 uma [[comuna francesa]] na [[Regi\u00f5es administrativas francesas|regi\u00e3o administrativa]] da [[Nova Aquit\u00e2nia]], no [[Departamentos franceses|departamento]] de [[Corr\u00e8ze]]. Estende-se por uma \u00e1rea de 12,23 [[Quil\u00f3metro quadrado|km\u00b2]]. {{Pop comuna francesa2|19092|12.23}}\n\n{{Refer\u00eancias}}\n\n{{esbo\u00e7o-geofr}}\n\n{{DEFAULTSORT:Jardin}}\n[[Categoria:Comunas de Corr\u00e8ze]]"}]},"5193975":{"pageid":5193975,"ns":0,"title":"Justin Geduld","revisions":[{"contentformat":"text/x-wiki","contentmodel":"wikitext","*":"{{Info/esporte/atleta\n|nome = Justin Geduld\n|esporte = [[Rugby Sevens]]\n|imagem = \n|tamanho = 220px\n|legenda = Justin Geduld\n|nomecompleto = Justin Gilberto Geduld\n|apelido =\n|nacionalidade = {{RSAn}}\n|data_nascimento = {{Dni|1|10|1993|lang=br}}\n|local_nascimento = [[\u00c1frica do Sul]]\n|peso = \n|altura = \n| clube = \n|medaltemplates =\n{{MedalCompetition|[[Jogos Ol\u00edmpicos]]}}\n{{MedalBronze|[[Jogos Ol\u00edmpicos de Ver\u00e3o de 2016|Rio de Janeiro 2016]]|[[Rugby sevens nos Jogos Ol\u00edmpicos de Ver\u00e3o de 2016 - Masculino|Equipe]]}}\n}}\n\n'''Justin Gilberto Geduld''' ([[1 de outubro]] de [[1993]]) \u00e9 um jogador de [[rugby]] sevens sul-africano, medalhista ol\u00edmpico\n\n== Carreira ==\nJustin Geduld integrou o elenco da Sele\u00e7\u00e3o Sul-Africana de Rugbi de Sevens, na Rio 2016, conquistando a [[medalha de bronze]].{{citar web|URL=http://www.sarugby.co.za/article.aspx?id=3615014&leagueid=3034|t\u00edtulo=elenco GBR na Rio 2016|autor=|data=|publicado=|acessodata=11 de agosto de 2016}}\n\n{{refer\u00eancias}}\n\n{{Sele\u00e7\u00e3o Sul-Africana de Rugby Sevens de 2016}}\n{{Portal3|Rugby|\u00c1frica do Sul}}\n\n{{DEFAULTSORT:Geduld, Justin}}\n[[Categoria:Jogadores ol\u00edmpicos de rugby sevens da \u00c1frica do Sul]]\n[[Categoria:Jogadores de rugby sevens nos Jogos Ol\u00edmpicos de Ver\u00e3o de 2016]]\n[[Categoria:Medalhistas nos Jogos Ol\u00edmpicos de Ver\u00e3o de 2016]]"}]},"1842591":{"pageid":1842591,"ns":0,"title":"Pico do Frade","revisions":[{"contentformat":"text/x-wiki","contentmodel":"wikitext","*":"{{Sem fontes|data=mar\u00e7o de 2019}}\n\n{{coord|22|12|37.7676|S|42|04|39.648|W}}\nO '''Pico do Frade''' \u00e9 o ponto mais alto do munic\u00edpio de [[Maca\u00e9]], no estado do [[Rio de Janeiro (estado)|Rio de Janeiro]]. Tem 1.429 m de altitude{{Carece de fontes|data=Dezembro de 2008}}. Fica pr\u00f3ximo ao limite com o munic\u00edpio de [[Trajano de Morais]].\n\nPode ser visto de v\u00e1rios pontos da cidade, dos distritos, da [[BR-101]] e at\u00e9 mesmo em munic\u00edpios vizinhos.\n{{Esbo\u00e7o-geografia}}{{Portal3|Geografia}}\n\n{{DEFAULTSORT:Pico Frade}}\n[[Categoria:Picos do Brasil|Frade]]\n[[Categoria:Geografia de Maca\u00e9]]"}]},"1210997":{"pageid":1210997,"ns":0,"title":"Friedrich Reinhold Kreutzwald","revisions":[{"contentformat":"text/x-wiki","contentmodel":"wikitext","*":"{{Info/Biografia/Wikidata}}\n'''Friedrich Reinhold Kreutzwald''' ([[J\u00f5epere]], [[Virumaa]], 14 de dezembro/[[26 de dezembro]] de [[1803]]14 de dezembro de 1803 \u00e9 a data de nascimento pelo antigo [[Calend\u00e1rio juliano]], a data 26 de dezembro de 1803 \u00e9 pelo reformado [[Calend\u00e1rio gregoriano]]. \u2014 [[Tartu]], 13 de agosto/[[25 de agosto]] de [[1882]]) foi um [[m\u00e9dico]] e [[escritor]] [[Est\u00f3nia|estoniano]] que \u00e9 considerado o pai da [[literatura]] nacional da [[Est\u00f4nia]].\n\n== Vida ==\nOs pais de Friedrich eram [[servid\u00e3o|servos]]. Seu pai trabalhou como [[sapateiro]]. Somente ap\u00f3s a aboli\u00e7\u00e3o da servid\u00e3o dos estonianos em [[1815]], a fam\u00edlia foi capaz de enviar seu filho para a escola do distrito em [[Rakvere]]. Em [[1820]], ele se formou na escola secund\u00e1ria em [[Tallinn]] e trabalhou como [[professor]] de escola prim\u00e1ria. Em [[1833]], Kreutzwald graduou-se pela Faculdade de Medicina da [[Universidade de Tartu]] e casou com Marie Elisabeth Saedler em [[18 de agosto]] do mesmo ano. De [[1833]] a [[1877]], ele trabalhou como m\u00e9dico em [[V\u00f5ru]], Est\u00f4nia. Ele foi membro de v\u00e1rias [[Sociedade cient\u00edfica|sociedades cient\u00edficas]] na [[Europa]] e recebeu o t\u00edtulo de [[Honoris causa|doutor honor\u00e1rio]] de muitas [[universidade]]s.\n\n== Literatura ==\nKreutzwald \u00e9 o autor de muitos livros folcl\u00f3ricos [[moral]]istas, a maioria deles traduzido para o [[L\u00edngua alem\u00e3|alem\u00e3o]]: \"A peste do vinho\" [[1840]], \"O Mundo e algumas coisas que se pode encontrar nele\" [[1848]]\u2013[[1849|49]], \"Reynard a raposa\" [[1850]], \"Os s\u00e1bios de Gotham\" [[1857]]. Al\u00e9m desses trabalhos, ele escreveu [[Poesia \u00e9pica|epop\u00e9ias nacionais]] baseados no [[folclore]] estoniano, \"O [[Kalevipoeg]]\" ('O filho de Kalev') publicou \"Os antigos contos-de-fadas estonianos\" ([[1866]]), cole\u00e7\u00f5es de versos e poemas \"Lembitu\", ([[1885]]), publicado ap\u00f3s a sua morte.\n\nKreutzwald \u00e9 considerado o autor do primeiro livro originalmente estoniano. Ele foi um dos l\u00edderes do despertar da consci\u00eancia nacional estoniana, bem como um modelo de perfei\u00e7\u00e3o e est\u00edmulo para as gera\u00e7\u00f5es mais jovens de intelectuais de [[L\u00edngua est\u00f3nia|fala estoniana]].\n\n== Notas ==\n{{reflist}}\n\n{{Controle de autoridade}}\n\n[[Categoria:Escritores da Est\u00f4nia|Kreutzwald, Friedrich Reinhold]]\n[[Categoria:M\u00e9dicos da Est\u00f4nia|Kreutzwald, Friedrich Reinhold]]\n[[Categoria:M\u00e9dicos escritores]]\n[[Categoria:Mortos em 1882]]"}]},"6559454":{"pageid":6559454,"ns":0,"title":"Moctar Ouane","revisions":[{"contentformat":"text/x-wiki","contentmodel":"wikitext","*":"{{Info/Pol\u00edtico\n|nome = Moctar Ouane\n|imagem = Moctar_Ouane_2009_(cropped).jpg\n|imagem-tamanho = 200px\n|legenda = Ouane em 2009\n|t\u00edtulo = Primeiro-ministro do [[Mali]]\n|mandato = 27 de setembro de 2020
''a atualidade''\n|vice_t\u00edtulo = Presidente\n|vice = [[Bah Ndaw]]\n|antecessor = [[Boubou Ciss\u00e9]]\n|nascimento_data = {{dni|11|10|1955}}\n|nascimento_local = Bidi, [[Sud\u00e3o Franc\u00eas]]\n|nacionalidade = {{MLI}}\n|profiss\u00e3o = Pol\u00edtico\n}}\n'''Moctar Ouane''' ([[Sud\u00e3o Franc\u00eas|Bidi]], [[11 de outubro]] de [[1955]]) \u00e9 um diplomata e pol\u00edtico do [[Mali]] servindo como primeiro-ministro interino desde 27 de setembro de 2020, ap\u00f3s a deposi\u00e7\u00e3o do governo do presidente [[Ibrahim Boubacar Ke\u00efta]]. Ele tamb\u00e9m serviu anteriormente no governo de Mali como Ministro das Rela\u00e7\u00f5es Exteriores de maio de 2004 a abril de 2011.{{citar web |url=https://www.theafricareport.com/67508/mali-prime-minister-moctar-ouane-promises-a-revision-of-the-constitution/ |titulo=Mali: Prime Minister Moctar Ouane promises a revision of the Constitution |data=25 de fevereiro de 2021 |acessodata=19 de abril de 2021 |publicado=The Africa Report |lingua=en}}\n\n== Biografia ==\nOuane foi assessor t\u00e9cnico do Secret\u00e1rio-Geral do Governo de 1982 a 1986, chefe da Divis\u00e3o de Acordos e Conven\u00e7\u00f5es Internacionais do Minist\u00e9rio das Rela\u00e7\u00f5es Exteriores em 1986, assessor diplom\u00e1tico do primeiro-ministro de 1986 a 1988, chefe de gabinete do Secret\u00e1rio-Geral da Presid\u00eancia de 1988 a 1990, conselheiro diplom\u00e1tico do Presidente [[Moussa Traor\u00e9]] de 1990 a 1991 e do chefe de estado transit\u00f3rio [[Amadou Toumani Tour\u00e9]] de 1991 a 1992, e depois conselheiro diplom\u00e1tico do primeiro-ministro em 1992. Foi assessor pol\u00edtico do Ministro das Rela\u00e7\u00f5es Exteriores de 1994 a 1995 antes de se tornar Representante Permanente do Mali nas Na\u00e7\u00f5es Unidas em 27 de setembro de 1995; ele serviu nesse cargo at\u00e9 27 de setembro de 2002. Durante esse tempo, ele serviu como presidente do Conselho de Seguran\u00e7a das Na\u00e7\u00f5es Unidas em setembro de 2000 e dezembro de 2001. Foi Embaixador Diretor de Coopera\u00e7\u00e3o Internacional de 2003 a 2004 antes de ser nomeado Ministro das Rela\u00e7\u00f5es Exteriores em 2 de maio de 2004.{{citar web |url=https://www.bbc.com/pidgin/world-54321503 |titulo=Moctar Ouane biographie: President Bah Ndaw name Mali new Prime minister, see Moctar Ouane profile |data=28 de setembro de 2020 |acessodata=19 de abril de 2021 |publicado=BBC |lingua=en}}\n\nDepois de deixar o cargo de ministro das rela\u00e7\u00f5es exteriores em 2011, Ouane tornou-se conselheiro diplom\u00e1tico da [[Comunidade Econ\u00f3mica dos Estados da \u00c1frica Ocidental|Uni\u00e3o Econ\u00f3mica e Monet\u00e1ria da \u00c1frica Ocidental]] em janeiro de 2014. Ele se tornou conselheiro de paz e seguran\u00e7a da institui\u00e7\u00e3o em 2016.\n\nEle foi nomeado primeiro-ministro interino pelo presidente interino [[Bah Ndaw]] em 27 de setembro de 2020.\n\n{{Refer\u00eancias}}\n{{esbo\u00e7o-pol\u00edtico}}\n\n[[Categoria:Primeiros-ministros do Mali]]"}]}}}}