/blog/abertura de empresa para medicos/

 (11) 3340.6655     (11) 95636.4873     contato@pigatti.com.br      Cliente
    
  


Abertura de empresa para médicos: como funciona
escrito em 16 de julho de 2020

São muitas as características a se pensar no processo de abertura de empresa para médicos, mas esse procedimento pode ser muito mais simples se você entender vantagens e desvantagens de cada caso. Com modalidades jurídicas distintas que favorecem diferentes situações, é importante saber o que muda para cada um.

 

Hoje, separamos o que mais vale saber de cada caso e o que levar em conta no momento da abertura de empresa para médicos. Assim, você tem mais tranquilidade para se dedicar com segurança ao que mais precisa do seu tempo: seus pacientes. Continue lendo para entender as opções disponíveis no mercado para você:

 

Quando um médico trabalha por escala de plantões em hospitais, o mais comum é que receba em pessoa jurídica pelo seu trabalho prestado. Consequentemente, a abertura de empresa para médicos acaba sendo mais por uma necessidade do que por escolha propriamente dita. Com tantas modalidades jurídicas distintas, é importante conhecer o que cada uma oferece para que sua escolha seja mais assertiva. Você pode abrir uma empresa como Sociedade Limitada, Sociedade Simples, Sociedade Empresária Limitada, EIRELI e alguns outras naturezas, mas a Sociedade Simples Pura, Sociedade Simples Limitada e Sociedade Empresária costumam ser as mais usadas.

 

Quais os tipos de empresa médicos podem abrir?

 

MEI

A legislação (Lei Complementar 123 de 2006) não permite que um médico possa fazer a opção pelo regime do MEI – Microempreendedor Individual. Ou seja, Médicos não podem abrir MEI, então essa possibilidade já é descartada.

 

Ser médico PESSOA FÍSICA vale a pena?

Embora seja possível trabalhar como pessoa física sendo um médico autônomo, a modalidade não é recomendada pelas altas cargas tributárias impostas nessa natureza jurídica. Os custos são altos, podendo chegar a 27,5% de todos os seus rendimentos! Mesmo que em um primeiro momento pareça ser uma opção viável por possibilitar a declaração de todos os valores recebidos, é a modalidade que mais oferece riscos em relação aos cruzamentos com a Receita Federal.

 

No entanto, há um só momento em que as vantagens de ser pessoa física se sobrepõem à uma abertura de empresa para médicos. No início de carreira ou nos primeiros meses de consultório, quando o número alto de despesas é alto e o lucro líquido ainda é baixo, pode valer mais a pena ser pessoa física. Por outro lado, só o cálculo prévio de ganhos e despesas feitos pela contabilidade podem definir se esse é o seu caso.

 

Médicos sozinhos – sem sociedade

 

EMPRESA INDIVIDUAL

De acordo com o Artigo 966 do Código Civil, as atividades regulamentadas não são reconhecidas no regime individual, já que não são considerados empresários aqueles que exercem profissão intelectual, de natureza científica, literária ou artística.

 

Este tipo de empresa não é recomendado a estes profissionais porque, de acordo com o artigo 150 do Regulamento do Imposto de Renda, pela Receita Federal, se pessoa física tiver empresa na modalidade de empresário individual e exercer uma atividade regulamentada, ela pode ser tributada em até 27,5%, da mesma forma que pessoa física.

 

É por isso que nesses casos, de profissionais como psicólogos, médicos, veterinários, dentistas, engenheiros, advogados, entre outros, existem outros caminhos para os quais não existe essa peculiaridade quanto ao imposto de renda.

 

EIRELI (Empresa Individual de Responsabilidade Limitada) 

A natureza jurídica EIRELI costuma ser uma da mais indicada. Para integralizar essa modalidade, um dos requisitos da modalidade é um capital social de no mínimo 100 salários mínimos vigentes, ou seja, agora (julho de 2020) esse valor corresponderia a R$104.500,00.

 

A novidade da Sociedade Limitada unipessoal

Foi criada através de uma alteração no Código Civil pela lei  13.874 – 20/9/2019, que trouxe mudanças no Código brasileiro onde é possível a abertura da sua clínica ou consultório somente por um único representante e sócio.

 

Isso facilitou muito a vida de empreendedores em relação às limitações da responsabilidade sobre o capital social no ato de legalizar e abrir a sua empresa.

 

Antes o empreendedor podia ter sociedade empresária unipessoal por um período determinado que correspondia a 180 dias, quando trocava de sociedade ou fazer uma troca para a modalidade de empresa individual.

 

Essa liberdade econômica para a modalidade jurídica unipessoal facilitou muito algumas áreas e setores da economia, principalmente para a área da saúde a abertura de empresas para médicos, abertura de clínicas odontológicas, que antigamente só era possível se tivesse um sócio que fizesse parte da sociedade médica.

 

SOCIEDADE EMPRESÁRIA LIMITADA UNIPESSOAL

A sociedade limitada unipessoal empresária é registrada na junta comercial  do seu estado e deve ser utilizada quando quem tiver abrindo uma empresa,  não for médico e tiver um objetivo de empreender na área da saúde.

 

SOCIEDADE SIMPLES LIMITADA UNIPESSOAL

Natureza simples, é registrada no cartório e utilizada por médicos que querem atuar como pessoa jurídica, seja em locais de terceiros como clínicas é hospitais ou quer abrir o seu próprio consultório ou sua clínica médica e não tem sócio.

Essa é uma grande vantagem de abrir neste tipo de modalidade jurídica pois você não corre o risco de precisar quitar possíveis dividas com o seu capital pessoal.

 

Médicos com sócios

 

SOCIEDADE EMPRESARIAL LTDA 

Entre médicos com parcerias em outras especialidades e profissionais de outras atividades – aberta na Junta Comercial.

 

A Sociedade Empresária é a que irá atuar da maneira prevista no art. 966 do Código Civil, ou seja, exercerá profissionalmente atividade econômica organizada para produção ou a circulação de bens ou de serviços.

 

As Sociedades Empresárias devem ser registradas na Junta Comercial.

 

SOCIEDADE SIMPLES LTDA

Para médicos com responsabilidades sobre capital social. As Sociedades Simples são aqueles em que os sócios exerçam profissão intelectual, de natureza científica, literária ou artística, desde que o exercício da profissão não constitua elemento de empresa.

 

Ponto fundamental na Sociedade Simples é que a atividade fim dependa diretamente da atuação e conhecimento pessoal dos seus sócios. Por exemplo, uma sociedade constituída por dentistas, onde os mesmos exerçam a atividade da empresa. Esse modelo societário deve ser registrado no Cartório de Registro Civil das Pessoas Jurídicas.

 

SOCIEDADE SIMPLES PURA 

Entre médicos na mesma especialidades com responsabilidade ilimitada – aberta no cartório.

 

Diferentemente da Ltda, neste caso os sócios “misturam” o patrimônio pessoal ao empresarial. Tudo relacionado à empresa está ligado diretamente ao potencial de exploração e investimento dos próprios sócios.

 

A maior vantagem para quem decide optar por este modelo é o do ISS reduzido, visto que o imposto não precisa seguir o faturamento da empresa e é fixo, como o de autônomo.

 

A abertura de empresas para médicos pode ser um processo muito mais simples com a Pigatti Contabilidade! Nosso time de especialistas pode te ajudar a abrir sua empresa com o melhor regime tributário e estrutura societária para que você alcance sucesso, sem nunca se preocupar com a sua contabilidade. Entre em contato conosco para saber mais!

 

ESCRITO POR: Fernando Pigatti, líder da Pigatti Contabilidade.
Ajudando os donos de negócios no Brasil!


voltar
{"continue":{"imcontinue":"2600546|Desfile_do_GRC_Primos_da_Ilha_em_2016.jpg","grncontinue":"0.935143761820|0.935143761820|0|0","continue":"grncontinue||revisions"},"warnings":{"main":{"*":"Subscribe to the mediawiki-api-announce mailing list at for notice of API deprecations and breaking changes. Use [[Special:ApiFeatureUsage]] to see usage of deprecated features by your application."},"revisions":{"*":"Because \"rvslots\" was not specified, a legacy format has been used for the output. This format is deprecated, and in the future the new format will always be used."}},"query":{"pages":{"2856070":{"pageid":2856070,"ns":0,"title":"Calophasidia","revisions":[{"contentformat":"text/x-wiki","contentmodel":"wikitext","*":"{{Info/Taxonomia\n| cor = pink\n| nome = ''Calophasidia''\n| imagem =\n| imagem_legenda=\n| estado =\n| reino = [[Animalia]]\n| filo = [[Artr\u00f3pode|Arthropoda]]\n| classe = [[Insetos|Insecta]]\n| ordem = [[Lepidoptera]]\n| fam\u00edlia = [[Arctiidae]]\n| g\u00e9nero = '''''Calophasidia'''''\n| g\u00e9nero_autoridade=\n| subdivis\u00e3o_nome = Esp\u00e9cies\n| subdivis\u00e3o =
Ver texto
\n| sin\u00f3nimos =\n}}\n'''''Calophasidia''''' \u00e9 um g\u00eanero de [[Lepidoptera|tra\u00e7a]] pertencente \u00e0 fam\u00edlia [[Arctiidae]].{{Citar web|url = https://www.gbif.org/species/1792968 |t\u00edtulo = Calophasidia |obra = [[Global Biodiversity Information Facility|Sistema Global de Informa\u00e7\u00e3o sobre Biodiversidade]] |l\u00edngua = en |acessodata = 12 de agosto de 2019}}\n\n\n\n\n{{Refer\u00eancias}}\n\n== Bibliografia ==\n* Bates DL, Fenton MB (1990) Aposematism or startle? Predators learn their responses to the defenses of prey. ''Can J Zool'' 68:49\u201352\n* Dunning DC, Kr\u00fcger M (1995) Aposematic sounds in African moths. ''Biotropica'' 27:227\u2013231\n* Dunning DC, Acharya L, Merriman CB, Ferro LD (1992) Interactions between bats and arctiid moths. ''Can J Zool'' 70:2218\u20132223\n* Fullard JH, Fenton MB, Simmons JA (1979) Jamming bat echolocation: the clicks of arctiid moths.'' Can J Zool'' 57:647\u2013649\n* William Conner (ed.). (2009). ''Tiger moths and woolly bears : behavior, ecology, and evolution of the Arctiidae.'' [[Oxford University Press]]: [[New York City|New York]]. ISBN 9780195327373\n\n== Liga\u00e7\u00f5es externas ==\n* [http://www.nhm.ac.uk/jdsml/research-curation/projects/butmoth/GenusList3.dsml?searchPageURL=index.dsml&SUPERFAMIL=&FAMILYqtype=starts+with&FAMILY=arctiidae&SUBFAMILYqtype=starts+with&SUBFAMILY=&TRIBEqtype=starts+with&TRIBE=&SUBTRIBEqtype=starts+with&SUBTRIBE=&GENUSqtype=starts+with&GENUS=&AUTHORqtype=starts+with&AUTHOR=&YEARqtype=equals&YEAR=&sort=GENUS Natural History Museum - Lepidoptera - cat\u00e1logo de nomes gen\u00e9ricos]\n\n{{Esbo\u00e7o-lepid\u00f3ptero}}\n{{Taxonbar}}\n\n[[Categoria:Arctiidae]]"}]},"2600546":{"pageid":2600546,"ns":0,"title":"Escola Mista da Pra\u00e7a 14 de Janeiro","revisions":[{"contentformat":"text/x-wiki","contentmodel":"wikitext","*":"'''Escola Mixta de Samba da Pra\u00e7a 14 de Janeiro''' foi uma [[escola de samba]] de [[Manaus]] fundada em fevereiro de 1946 e extinta em 1962, que conquistou quinze vezes o t\u00edtulo de [[Lista de campe\u00e3s do carnaval de Manaus|campe\u00e3]] do [[Carnaval de Manaus|Carnaval]] da cidade.{{citar web|url=http://www.reocities.com/carnavaldemanaus/todasascampeas.html|titulo=TODAS AS CAMPE\u00c3S DE MANAUS|data=|acessodata=19/01/2012|autor=Salles Gato|arquivourl=https://web.archive.org/web/20091021174211/http://geocities.com/carnavaldemanaus/todasascampeas.html|arquivodata=2009-10-21|urlmorta=yes}}\n\n{{refer\u00eancias}}\n\n{{esbo\u00e7o-carnaval}}\n{{Carnaval de Manaus}}\n[[Categoria:Escolas de samba de Manaus|Escola Mixta da Pra\u00e7a 14 de Janeiro]]\n[[Categoria:Escolas de samba extintas do Amazonas]]"}],"images":[{"ns":6,"title":"Ficheiro:Bandeira de Manaus.svg"}]},"78672":{"pageid":78672,"ns":0,"title":"Loreto Aprutino","revisions":[{"contentformat":"text/x-wiki","contentmodel":"wikitext","*":"{{Info/Comuna da It\u00e1lia\n |regiao = Abruzos \n |provincia = Pescara \n |nome = Loreto Aprutino\n |bandeira = \n |brasao = Loreto_Aprutino-Stemma.png\n |imagem = loretoap1.jpg\n |lat_deg =42 |lat_min = 26 |lat_sec = |latNS = N\n |lon_deg =13 |lon_min = 59 |lon_sec = |longEW = E\n |coord_t\u00edtulo = s\n |altitude = 307\n |area = 59\n |populacao = 7 611\n |densidade = 129\n |adjacentes = [[Catignano]], [[Civitaquana]], [[Civitella Casanova]], [[Collecorvino]], [[Moscufo]], [[Penne]], [[Pianella]], [[Picciano]]\n |cap = 65014\n |pref_tel = 085\n |istat = 068021\n |fical = \n |habitantes = \n |nomepatrono = \n |datapatrono = \n |site = \n}}\n'''Loreto Aprutino''' \u00e9 uma [[comuna italiana]] da [[Abruzos|regi\u00e3o dos Abruzos]], [[prov\u00edncia de Pescara]], com cerca de 7.611 habitantes. Estende-se por uma \u00e1rea de 59 [[quil\u00f3metro quadrado|km\u00b2]], tendo uma [[densidade populacional]] de 129 hab/km\u00b2. Faz fronteira com [[Catignano]], [[Civitaquana]], [[Civitella Casanova]], [[Collecorvino]], [[Moscufo]], [[Penne]], [[Pianella]], [[Picciano]].{{citar web|url=http://demo.istat.it/pop2011/index.html|t\u00edtulo=Statistiche demografiche ISTAT|autor=|data=|publicado=Dato istat|acessodata=|l\u00edngua2=it}}{{citar web|url=http://demo.istat.it/bil2010/index.html|t\u00edtulo=Popolazione residente al 31 dicembre 2010|autor=|data=|publicado=Dato istat|acessodata=|l\u00edngua2=it}}{{citar web|url=http://dati.istat.it/Index.aspx|t\u00edtulo=[[Istituto Nazionale di Statistica]]|autor=|data=|publicado=Statistiche I.Stat|acessodata=|l\u00edngua2=it}}\n\n==Demografia==\n{{Gr\u00e1fico de evolu\u00e7\u00e3o|1861|5644|1871|5640|1881|5726|1901|6768|1911|6926|1921|6914|1931|7492|1936|8192|1951|9209|1961|8217|1971|7037|1981|6972|1991|7228|2001|7615|2011|7619|\n|t\u00edtulo = Varia\u00e7\u00e3o [[demografia|demogr\u00e1fica]] do munic\u00edpio entre [[1861]] e [[2011]]\n|texto = \n|cor_16 = blue\n|notas = '''Fonte''': Istituto Nazionale di Statistica (ISTAT) - Elabora\u00e7\u00e3o gr\u00e1fica da Wikipedia\n}}\n\n{{refer\u00eancias}}\n\n{{esbo\u00e7o-geoit}}\n\n{{Comunas da prov\u00edncia de Pescara}}\n{{Portal3|It\u00e1lia}}\n\n{{DEFAULTSORT:Loreto Aprutino}}\n\n[[Categoria:Comunas de Pescara (prov\u00edncia)]]"}],"images":[{"ns":6,"title":"Ficheiro:Abruzzo bandiera.svg"},{"ns":6,"title":"Ficheiro:Disc Plain red (edge).svg"},{"ns":6,"title":"Ficheiro:Flag of Abruzzo.svg"},{"ns":6,"title":"Ficheiro:Flag of Italy.svg"},{"ns":6,"title":"Ficheiro:Italy location map.svg"},{"ns":6,"title":"Ficheiro:Italy looking like the flag.svg"},{"ns":6,"title":"Ficheiro:Loreto Aprutino-Stemma.png"},{"ns":6,"title":"Ficheiro:Loretoap1.jpg"},{"ns":6,"title":"Ficheiro:Pescara mappa.png"}]},"3360781":{"pageid":3360781,"ns":0,"title":"Between Darkness and Wonder","revisions":[{"contentformat":"text/x-wiki","contentmodel":"wikitext","*":"{{Info/\u00c1lbum\n |nome = Between Darkness and Wonder\n |tipo = est\u00fadio\n |artista = [[Lamb (banda)|Lamb]]\n |capa = \n |lan\u00e7ado = [[18 de novembro]] de [[2003 na m\u00fasica|2003]]{{citar web |url=http://www.allmusic.com/album/between-darkness-and-wonder-r669840 |t\u00edtulo=Credits |acessodata=1 de setembro de 2011 |autor= |autorlink= |coautores= |data= |ano= |mes= |formato= |obra= |publicado=allmusic |paginas= |l\u00edngua=ingl\u00eas |arquivourl= |arquivodata= |cita\u00e7\u00e3o= }}\n |gravado = \n |g\u00eanero = [[Drum and bass]], [[rock alternativo]], [[pop rock]]\n |dura\u00e7\u00e3o = \n |gravadora = Mercury, Universal, Koch\n |produtor = Lamb\n |formato = [[Compact Disc|CD]]\n |\u00faltimo_\u00e1lbum = ''[[What Sound]]''
([[2001]])\n |pr\u00f3ximo_\u00e1lbum = ''[[Best Kept Secrets: The Best of Lamb 1996\u20132004]]''
([[2004]])\n |miscel\u00e2neo = \n}}\n{{Cr\u00edticas profissionais\n| cri1 = [[allmusic]]\n| ava1 = {{avalia\u00e7\u00e3o-5|3}} [http://www.allmusic.com/album/between-darkness-and-wonder-r669840 link]\n}}\n\n'''''Between Darkness and Wonder''''' \u00e9 o quarto [[\u00e1lbum de est\u00fadio]] da banda [[Reino Unido|inglesa]] [[Lamb (banda)|Lamb]], lan\u00e7ado em [[18 de novembro]] de [[2003]].\n\n== Faixas ==\nTodas as faixas por Lamb, exceto onde anotado.\n\n#\"Darkness\" \u2014 4:59\n#\"Stronger\" \u2014 3:14\n#\"Sugar 5\" (Barlow, Robinson, Jon Thorne, Nikolaj Bjerre, Oddur Mar Runarsson) \u2014 3:54\n#\"Angelica\" \u2014 3:41\n#\"Till the Clouds Clear\" (Barlow, Robinson, Thorne, Runarsson, Bjerre, Bergthorsson) \u2014 4:28\n#\"Wonder\" \u2014 5:21\n#\"Sun\" (Barlow, Robinson, Bjerre, Thorne, Runarsson) \u2014 3:00\n#\"Learn\" (Barlow, Robinson, S. Liew, L. Liew) \u2014 2:12\n#\"Please\" (Barlow, Robinson, Thorne, Runarsson) \u2014 4:33\n#\"Open Up\" \u2014 4:48\n#\"Hearts and Flowers\" \u2014 5:22\n\n{{Refer\u00eancias}}\n\n{{Esbo\u00e7o-\u00e1lbum|Lamb}}\n\n[[Categoria:\u00c1lbuns de 2003]]\n[[Categoria:\u00c1lbuns de Lamb]]\n[[Categoria:\u00c1lbuns de rock alternativo]]\n[[Categoria:\u00c1lbuns de pop rock]]"}]},"2405698":{"pageid":2405698,"ns":0,"title":"The City (s\u00e9rie de televis\u00e3o)","revisions":[{"contentformat":"text/x-wiki","contentmodel":"wikitext","*":"{{Info/Televis\u00e3o\n| t\u00edtulo= ''The City''\n| t\u00edtulo-pt = \n| t\u00edtulo-br = \n| fundo = yellow\n| idioma = [[L\u00edngua inglesa|ingl\u00eas]]\n| imagem = \n| formato = Reality show\n| dura\u00e7\u00e3o = 22 Minutos\n| criador = [[Adam Divello]]\n| produtor executivo = \n| elenco = [[Whitney Port]]
[[Olivia Palermo]]
\n| pa\u00eds = [[Estados Unidos da Am\u00e9rica|EUA]]\n| website = \n| rede_tv = [[MTV]], [[Multishow]]\n| p_transmiss\u00e3o= [[2008]] - [[2010]]\n| num_epis\u00f3dios = 35\n| imdb = tt0489598\n}}\n\n'''''The City''''' foi um [[reality show]] da [[MTV]] [[Estados Unidos da Am\u00e9rica|estadunidense]] derivado de ''[[The Hills (teless\u00e9rie)|The Hills]] '', que acompanhava o dia-a-dia de [[Whitney Port]] e [[Olivia Palermo]] em Nova York. No total a s\u00e9rie conta com 35 epis\u00f3dios divididos em 2 temporadas. \n\nA m\u00fasica tema \u00e9 [[Top of the World (can\u00e7\u00e3o)|Top of the World]], das [[Pussycat Dolls]].\n\n''\"The City\"'' \u00e9 um [[spin-off]] de [[The Hills (teless\u00e9rie)|The Hills]] e [[Laguna Beach: The Real Orange County]].\n\nNo [[Brasil]] o programa era exibido no canal [[Multishow]].\n\n\"The City\" estreou em 29 de dezembro de 2008 e terminou em 13 de julho de 2010.\n\n== House of DVF ==\n\nEm 2015 foi lan\u00e7ado um spin-off do reality chamado ''\"House of DVF''\", no programa a estilista [[Diane von F\u00fcrstenberg]] (A chefe de Whitney e Olivia em ''\"The City''\") escolhe a nova rela\u00e7\u00f5es p\u00fablicas (PR) da sua marca, a DVF. \n\n== Epis\u00f3dios ==\n{{Anexo|Lista de epis\u00f3dios de The City}}\n\n== Liga\u00e7\u00f5es externas ==\n* {{link|1=|2=http://www.mtv.com/shows/the-city|3=The City Site oficial|4=www.mtv.com}}\n\n{{DEFAULTSORT:City, The}}\n[[Categoria:Reality shows dos Estados Unidos]]\n[[Categoria:Programas da MTV]]\n[[Categoria:Programas do Multishow]]\n[[Categoria:Programas de televis\u00e3o derivados]]\n[[Categoria:Programas de televis\u00e3o dos Estados Unidos que estrearam em 2008]]\n[[Categoria:Programas de televis\u00e3o dos Estados Unidos encerrados em 2010]]\n[[Categoria:S\u00e9ries de televis\u00e3o ambientadas em Nova Iorque]]\n[[Categoria:Programas de televis\u00e3o em l\u00edngua inglesa]]"}]},"5134961":{"pageid":5134961,"ns":0,"title":"Farus","revisions":[{"contentformat":"text/x-wiki","contentmodel":"wikitext","*":"{{Info/Empresa\n|nome_empresa = Farus\n|logo_empresa =\n|legenda = \n|funda\u00e7\u00e3o = [[1979]]\n|encerramento = [[1990]]\n|fundador = [[Alfio Russo e Giuseppe Russo]]\n|slogan_empresa = \n|situa\u00e7\u00e3o = [[Anexo:Lista dos fabricantes de autom\u00f3veis extintos do Brasil|Extinta]]\n|accionistas =\n|cota\u00e7\u00e3o =\n|sede = [[Belo Horizonte]], [[Minas Gerais]] {{BRAb}}\n|locais = \n|ind\u00fastria = [[Ind\u00fastria automobil\u00edstica|Automobil\u00edstica]]\n|produtos = [[Autom\u00f3veis]]\n|tipo_empresa = \n|num_empregados = \n|sucessora =\n|p\u00e1gina = \n|holding = \n|divis\u00f5es = \n}}\n\n'''Farus''' foi uma marca de autom\u00f3veis [[Brasil|brasileira]], criada pela '''''Ind\u00fastria de Ve\u00edculos Esportivos Ltda''''', que mais tarde passou a se chamar '''''TECVAN (Tecnologia de Vanguarda Ltda)'''''. A empresa, localizada no sul da cidade brasileira de Belo Horizonte, foi fundada em 1979. O nome da marca \u00e9 uma jun\u00e7\u00e3o de '''FA'''m\u00edlia '''RUS'''so{{Citar web | t\u00edtulo = Fora de s\u00e9rie: Farus | autor = M\u00e1rdel | url = http://garagemdomardel.com.br/bloggaragemdomardel/?p=1805 | obra = Garagem do M\u00e1rdel | acessodata = 22/10/2012 | arquivourl = https://web.archive.org/web/20160806165734/http://garagemdomardel.com.br/bloggaragemdomardel/?p=1805 | arquivodata = 2016-08-06 | urlmorta = yes }}, em refer\u00eancia a seus fundadores Alfio Russo e seu filho Giuseppe. \n\nFocou sua produ\u00e7\u00e3o em modelos esportivos, geralmente dotados de motoriza\u00e7\u00e3o [[Fiat]], [[Chevrolet]] e [[Volkswagen]]. \n\nA empresa encerrou suas atividades em 1990, devido a abertura do mercado nacional para os ve\u00edculos importados. \n\n== Modelos / Ano de Fabrica\u00e7\u00e3o ==\n* '''ML-929''' (1978 a ?)\n* '''TS''' (1982 a ?)\n* '''Beta''' (1984 a ?)\n* '''Beta Cabriolet''' (1985 a ?)\n* '''[[Farus Quadro|Quadro]]''' (1989 a 1990)\n\n== Ver tamb\u00e9m ==\n* [[Lista de autom\u00f3veis do Brasil]]\n* [[Adamo (autom\u00f3veis)|Adamo]]\n* [[Brasinca]]\n* [[Corona (autom\u00f3veis)|Corona]]\n* [[Hofstetter]]\n* [[Miura (autom\u00f3veis)|Miura]]\n* [[Puma Ve\u00edculos e Motores|Puma]]\n* [[Companhia Industrial Santa Matilde|Santa Matilde]]\n* [[Sociedade T\u00e9cnica de Ve\u00edculos|Sociedade T\u00e9cnica de Ve\u00edculos (STV)]]\n* [[Wladimir Martins Ve\u00edculos|Wladimir Martins Ve\u00edculos (WMV)]]\n* [[Aurora 122 C|Aurora]]\n* [[Bianco (autom\u00f3veis)|Bianco]]\n\n{{Refer\u00eancias}}\n* Revista Auto Esporte, N\u00ba 308.\n* Revista Quatro Rodas - Abril de 1989 - Edi\u00e7\u00e3o 345. Farus Cabriolet 2.0.\n* Revista Quatro Rodas - Novembro de 1981 - Edi\u00e7\u00e3o 256. Farus ML-929.\n* Revista Motor 3, Janeiro de 1982. Farus 929 TS 1.6.\n* Revista Motor 3, Fevereiro de 1984. Farus ML 929.\n* Revista Motor 3, Novembro de 1986. Farus Beta 1.8.\n\n== Liga\u00e7\u00f5es externas ==\n* [http://www.lexicarbrasil.com.br/farus/ Site Lexicar Brasil. Pequenas S\u00e9ries: Farus] (Por Jo\u00e3o F. Scharinger)\n* [http://www.autopasion18.com/HISTORIA-FARUS.htm Hist\u00f3ria do Farus] e galeria (em Espanhol)\n* [https://web.archive.org/web/20160806165734/http://garagemdomardel.com.br/bloggaragemdomardel/?p=1805 Garagem do M\u00e1rdel] Fora de s\u00e9rie: Farus\n* [http://www.automobile-catalog.com/make/farus/farus_quadro/farus_quadro/1989.html Automobile Catalog > Farus] (em ingl\u00eas)\n* [http://quatrorodas.abril.com.br/materia/grandes-brasileiros-farus-ml-929 Grandes Brasileiros: Farus ML 929]\n* [http://wm1.com.br/cultura-auto/farus-quadro-o-fora-de-serie-mineiro WebMotors. Farus Quadro, o fora-de-s\u00e9rie mineiro] (Por Gustavo Henrique Ruffo)\n* [http://www.maxicar.com.br/2015/03/o-ultimo-farus/ Maxicar. O \u00faltimo Farus] (Por Jo\u00e3o Baptista Jorge Pinto Filho)\n* [https://quatrorodas.abril.com.br/noticias/classicos-farus-quadro-sonhava-em-ser-ferrari-usando-base-de-vw-santana/ Quatro Rodas. Cl\u00e1ssicos: Farus Quadro sonhava em ser Ferrari usando base de VW Santana]\n\n{{Empresas automobil\u00edsticas do Brasil}}\n{{Portal3|Carros}}\n{{esbo\u00e7o-empresa}}\n\n[[Categoria:Fabricantes de autom\u00f3veis do Brasil]]\n[[Categoria:Fabricantes de autom\u00f3veis extintos do Brasil]]\n[[Categoria:Empresas extintas de Belo Horizonte]]\n[[Categoria:Marcas extintas do Brasil]]\n[[Categoria:Ve\u00edculos de fibra de vidro]]\n[[Categoria:Autom\u00f3veis desportivos]]\n[[Categoria:Ve\u00edculos fora-de-s\u00e9rie]]"}]},"3983648":{"pageid":3983648,"ns":0,"title":"Trilogy","revisions":[{"contentformat":"text/x-wiki","contentmodel":"wikitext","*":"{{desambigua\u00e7\u00e3o|Trilogy}}\n\n*[[Trilogy (\u00e1lbum de Emerson, Lake & Palmer)]]\n*[[Trilogy (\u00e1lbum de Yngwie Malmsteen)]]\n*[[Trilogy (\u00e1lbum de The Weeknd)]]\n*[[The Cure: Trilogy]]\n\n[[Categoria:Desambigua\u00e7\u00e3o]]"}]},"3835478":{"pageid":3835478,"ns":0,"title":"Apocinina","revisions":[{"contentformat":"text/x-wiki","contentmodel":"wikitext","*":"{{chembox new\n| verifiedrevid = 443394610\n| ImageFile=Acetovanillone.svg\n| ImageSize=150px\n| IUPACName=1-(4-Hydroxy-3-methoxyphenyl)ethanone\n| OtherNames=4-Hidroxi-3-metoxiacetofenona
Acetovanilona\n| Section1= {{Chembox Identifiers\n| KEGG_Ref = {{keggcite|correct|kegg}}\n| KEGG = C11380\n| InChI = 1/C9H10O3/c1-6(10)7-3-4-8(11)9(5-7)12-2/h3-5,11H,1-2H3\n| InChIKey = DFYRUELUNQRZTB-UHFFFAOYAW\n| StdInChI_Ref = {{stdinchicite|correct|chemspider}}\n| StdInChI = 1S/C9H10O3/c1-6(10)7-3-4-8(11)9(5-7)12-2/h3-5,11H,1-2H3\n| StdInChIKey_Ref = {{stdinchicite|correct|chemspider}}\n| StdInChIKey = DFYRUELUNQRZTB-UHFFFAOYSA-N\n| CASNo_Ref = {{cascite|correct|CAS}}\n| CASNo=498-02-2\n| ChemSpiderID_Ref = {{chemspidercite|correct|chemspider}}\n| ChemSpiderID = 21106900\n| ChEMBL_Ref = {{ebicite|correct|EBI}}\n| ChEMBL = 346919\n| PubChem=2214\n| UNII_Ref = {{fdacite|correct|FDA}}\n| UNII = B6J7B9UDTR\n| ChEBI_Ref = {{ebicite|correct|EBI}}\n| ChEBI = 2781\n| SMILES = Oc1ccc(cc1OC)C(C)=O\n}}\n|Section2= {{Chembox Properties\n| Formula = C9H10O3\n| MolarMass = 166.17 g/mol\n| ExactMass = 166.062994 u\n| Appearance= agulhas brancas\n| Density=\n| MeltingPt= 112\u2013115 [[Grau Celsius|\u00b0C]]{{Sigma-Aldrich|ALDRICH|A10809|Name=4\u2032-Hydroxy-3\u2032-methoxyacetophenone|Datum=9. November 2012}}\n| BoilingPt= 263\u2013265 \u00b0C (17 [[mmHg]]; \u2248 23 [[Hectopascal|hPa]])\n| Solubility= sol\u00favel em \u00e1gua quente, [[etanol]], [[\u00e9ter et\u00edlico]], [[clorof\u00f3rmio]] e [[benzeno]]Erich Neitzel: \u201eUeber Derivate des Acetovanillons\u201c; in: ''[[Berichte der deutschen chemischen Gesellschaft]]''; '''1891'''; ''24'' (2); S. 2863\u20132868; {{DOI|10.1002/cber.189102402111}}.\n }}\n|Section3= {{Chembox Hazards\n| MainHazards=\n| FlashPt=\n| Autoignition=\n }}\n| Section8 = {{Chembox Related\n| OtherCpds = [[Vanilina]] (alde\u00eddo: em vez do ''acetil'', ''formil'')\n }}\n}}\n\n'''Apocinina''', tamb\u00e9m conhecida como '''acetovanilona''', \u00e9 um [[composto org\u00e2nico]] natural estruturalmente relacionado \u00e0 [[vanilina]]. Tem sido isolado de uma variedade de fontes vegetais e \u00e9 estudado por sua variedade de propriedades farmacol\u00f3gicas.\n\n== Hist\u00f3ria ==\nApocinina foi primariamente descrita por [[Oswald Schmiedeberg]], um farmacologista alem\u00e3o, em 1883 e foi isolada pela primeira vez da raiz do c\u00e2nhamo canadense (''[[Apocynum cannabinum]]''). Na \u00e9poca, esta planta j\u00e1 era usada pela sua conhecida efic\u00e1cia contra [[edema]] e problemas de cora\u00e7\u00e3o. Em 1971, apocinina tamb\u00e9m foi isolada da ''Picrorhiza kurroa'', uma pequena planta que cresce em altas altitudes noroeste do [[Himalaia]]. ''P. kurroa'' foi usada ao longo da hist\u00f3ria como um tratamento para problemas no f\u00edgado e cora\u00e7\u00e3o, [[icter\u00edcia]], e [[asma]]. Em 1990, Simons ''et al''. isolaram a apocinina fra\u00e7\u00f5es farmacologicamente utiliz\u00e1veis em um processo de isolamento guiado ativamente. \n\n{{Em tradu\u00e7\u00e3o}}\n\n{{refer\u00eancias}}\n\n[[Categoria:Produtos naturais]]\n[[Categoria:Cetonas]]\n[[Categoria:\u00c9teres]]\n[[Categoria:Fen\u00f3is]]"}]},"5449416":{"pageid":5449416,"ns":0,"title":"Greg News","revisions":[{"contentformat":"text/x-wiki","contentmodel":"wikitext","*":"{{Info/Televis\u00e3o\n| t\u00edtulo = Greg News com Greg\u00f3rio Duvivier\n| t\u00edtulo-or = \n| t\u00edtulo-pt = \n| imagem = \n| tamanho = \n| formato = Talk Show\n| g\u00eanero = [[Com\u00e9dia]], [[Notici\u00e1rio sat\u00edrico|s\u00e1tira]]\n| dura\u00e7\u00e3o = 30 minutos\n| criador = [[Porta dos Fundos]]\n| pa\u00eds = {{BRA}}\n| idioma = [[L\u00edngua portuguesa|Portugu\u00eas]]\n| produtor = \n| produtor_executivo = \n| apresentador = [[Greg\u00f3rio Duvivier]]\n| narrador = \n| abertura = \n| encerramento = \n| local = [[Rio de Janeiro (estado)|Rio de Janeiro]]\n| emissora orig = [[Imagem:HBO_logo.svg|50px|link=HBO Brasil]]\n| form_exibi\u00e7\u00e3o = [[1080i]] ([[Televis\u00e3o de alta defini\u00e7\u00e3o]])\n| transmiss\u00e3o = {{Dtlink|5|5|2017}}\n| ult_transmiss\u00e3o = presente\n| temporadas = 4\n| epis\u00f3dios = 52\n| relacionados = ''[[Last Week Tonight with John Oliver]]''\n| roteirista = Alessandra Orofino, Bruno Torturra, Greg\u00f3rio Duvivier\n| Diretora Geral = Alessandra Orofino\n}}\n'''''Greg News com [[Greg\u00f3rio Duvivier]]''''' \u00e9 um programa estilo [[late-night talk show]] [[Notici\u00e1rio sat\u00edrico|sat\u00edrico]] que vai ao ar na [[HBO Brasil]]. Inspirado no americano ''[[Last Week Tonight with John Oliver]]'' e produzido pelo coletivo [[Porta dos Fundos]], do qual faz parte o apresentador Greg\u00f3rio Duvivier, estreou em maio de 2017.{{Citar peri\u00f3dico|titulo=\"Greg News\", programa de Greg\u00f3rio Duvivier, estreia dia 5 na HBO|url=https://tvefamosos.uol.com.br/noticias/redacao/2017/04/24/greg-news-programa-de-gregorio-duvivier-estreia-dia-5-na-hbo.htm}} A primeira temporada teve 20 epis\u00f3dios de meia hora, se encerrando em setembro.{{citar web|url=http://www.uai.com.br/app/noticia/series-e-tv/2017/04/24/noticias-series-e-tv,205607/com-temas-politicos-programa-de-duvivier-estreia-no-inicio-de-maio.shtml|t\u00edtulo=Com temas pol\u00edticos, programa de Duvivier estreia no in\u00edcio de maio|publicado=''[[Estado de Minas]]''|autor=[[Estado de S. Paulo|Ag\u00eancia Estado]]|data=24 de Abril de 2017}} Pouco antes do encerramento, foi confirmado que o programa seria renovado por mais duas temporadas.[https://observatoriodatelevisao.bol.uol.com.br/noticia-da-tv/2017/09/greg-news-e-renovado-para-mais-duas-temporadas-na-hbo Greg News \u00e9 renovado para mais duas temporadas na HBO] Um vig\u00e9simo primeiro epis\u00f3dio foi lan\u00e7ado no [[YouTube]] em dezembro. A segunda temporada estreou em mar\u00e7o de 2018.[https://www.uai.com.br/app/noticia/series-e-tv/2018/03/23/noticias-series-e-tv,224302/marielle-e-tema-da-estreia-da-nova-temporada-de-greg-news-na-hbo.shtml Marielle \u00e9 tema da estreia da nova temporada de Greg news na HBO] Apesar de ter a liberdade art\u00edstica habitual da [[HBO]], o programa \u00e9 rigorosamente vigiado pelo departamento jur\u00eddico da emissora visando evitar processos.[http://noticiasdatv.uol.com.br/noticia/televisao/para-evitar-processos-hbo-supervisiona-texto-de-novo-programa-de-duvivier--14985 Para evitar processos, advogados da HBO supervisionam programa de Duvivier]\n\nDevido \u00e0 [[Pandemia de COVID-19]], a quarta temporada precisou ter epis\u00f3dios gravados na casa de Duvivier, e tinham assuntos relacionados aos [[Pandemia de COVID-19 no Brasil|efeitos da pandemia no Brasil]].[https://telepadi.folha.uol.com.br/gregnews-volta-ao-ar-nesta-sexta-com-edicao-gravada-na-casa-do-apresentador/ GregNews volta ao ar, com edi\u00e7\u00e3o gravada na casa do apresentador]\n\n== Epis\u00f3dios ==\n{|class=\"wikitable\"\n|- style=\"color:#FFFFFF\"\n! style=\"background: #9f382a;\" | #\n! style=\"background: #9f382a;\" | Epis\u00f3dio\n! style=\"background: #9f382a;\" | Exibi\u00e7\u00e3o\n|-\n! colspan=\"3\" |{{centro|'''{{TOC tab|Primeira temporada}}'''}}\n|-\n|1\n|[[Organiza\u00e7\u00e3o Odebrecht|Odebrecht]], [[educa\u00e7\u00e3o no Brasil]] e [[Escola Sem Partido]]\n|5 de maio de 2017\n|-\n| 2\n| 1 ano do [[governo Michel Temer]], [[Poder Judici\u00e1rio do Brasil]]\n|12 de maio de 2017\n|-\n| 3\n| [[Dela\u00e7\u00f5es da JBS na Opera\u00e7\u00e3o Lava Jato]], [[Crise na Venezuela desde 2013|Venezuela]]\n|19 de maio de 2017\n|-\n| 4\n|[[Dela\u00e7\u00f5es da JBS na Opera\u00e7\u00e3o Lava Jato]], [[Criminalidade no Brasil|homic\u00eddio no Brasil]]\n|26 de maio de 2017\n|-\n| 5\n| [[Constitui\u00e7\u00e3o de 1988]], [[elei\u00e7\u00f5es no Brasil]]\n|2 de junho de 2017\n|-\n|6\n| [[Povos ind\u00edgenas do Brasil]] e CPI da [[Funai]], [[Tributos no Brasil|impostos do Brasil]]\n|9 de junho de 2017\n|-\n|7\n|[[Microempreendedor individual|Microempres\u00e1rios]] e [[:Categoria:empresas do Brasil|empresas do Brasil]]\n|16 de junho de 2017\n|-\n|8\n|29 anos do [[PSDB]], [[pol\u00edtica energ\u00e9tica do Brasil]]\n|23 de junho de 2017\n|-\n|9\n|[[Agricultura do Brasil|Pecu\u00e1ria]] e [[desmatamento no Brasil]]\n|30 de junho de 2017\n|-\n|10\n|[[Renan Calheiros]]\n|7 de julho de 2017\n|-\n|11\n|[[Not\u00edcias falsas]]\n|14 de julho de 2017\n|-\n|12\n|[[Rodrigo Maia]]\n|21 de julho de 2017\n|-\n|13\n|''[[Fidget spinner]]'', [[Marcelo Crivella]] e a [[Igreja Universal do Reino de Deus|Universal]]\n|28 de julho de 2017\n|-\n|14\n|[[Aborto no Brasil]]\n|4 de agosto de 2017\n|-\n|15\n|[[Ci\u00eancia e tecnologia do Brasil]]\n|11 de agosto de 2017\n|-\n|16\n|[[Angola]], [[Agrot\u00f3xico]]s\n|18 de agosto de 2017\n|-\n|17\n|[[Gilmar Mendes]], [[Ensino superior no Brasil]] e a [[Kroton Educacional]]\n|25 de agosto de 2017\n|-\n|18\n|[[Partidos pol\u00edticos do Brasil]]\n|1 de setembro de 2017\n|-\n|19\n|[[Desmatamento da Floresta Amaz\u00f4nica]]\n|8 de setembro de 2017\n|-\n|20\n|[[Opera\u00e7\u00e3o Lava Jato]]\n|15 de setembro de 2017\n|-\n|21
(exibida no [[YouTube]])\n|[[Redes sociais]] e [[Jair Bolsonaro]]\n|Dezembro de 2017\n|-\n! colspan=\"3\" |{{centro|{{TOC tab|Segunda temporada}}}}\n|-\n|1\n|[[Direitos humanos no Brasil]] e [[Marielle Franco]]\n|23 de mar\u00e7o de 2018\n|-\n|2\n|[[Marketing infantil|Publicidade infantil]]\n|30 de mar\u00e7o de 2018\n|-\n|3\n|[[Plano de sa\u00fade|Plano de Sa\u00fade]]\n|06 de abril de 2018\n|-\n|4\n|[[Ditadura militar no Brasil (1964\u20131985)|Regime Militar]]\n|13 de abril de 2018\n|-\n|5 \n|[[Refugiado|Refugiados]]\n|20 de abril de 2018\n|-\n|6\n|[[Sistema carcer\u00e1rio no Brasil|Pris\u00f5es]]\n|27 de abril de 2018\n|-\n|7\n|[[Alimento processado|Alimentos Ultraprocessados]]\n|04 de maio de 2018\n|-\n|8\n|Falta de moradia no Brasil\n|11 de maio de 2018\n|-\n|9\n|[[Elei\u00e7\u00f5es no Brasil|Campanha eleitoral]]\n|18 de maio de 2018\n|-\n|10\n|[[Pl\u00e1stico#Polui\u00e7\u00e3o_e_Alternativas|Pl\u00e1stico]]\n|25 de maio de 2018\n|-\n|11\n|[[Greve dos caminhoneiros no Brasil em 2018|Greve dos Caminhoneiros]]\n|1 de junho de 2018\n|-\n|12\n|[[Copa do Mundo FIFA]]\n|8 de junho de 2018\n|-\n|13\n|[[Liberalismo]]\n|15 de junho de 2018\n|-\n|14\n|[[Telefone celular]]\n|22 de junho de 2018\n|-\n|15\n|[[Luiz In\u00e1cio Lula da Silva|Lula]]\n|29 de junho de 2018\n|-\n|16\n|[[Jair Bolsonaro|Bolsonaro]]\n|6 de julho de 2018\n|-\n|17\n|[[Guerra \u00e0s drogas]]\n|13 de julho de 2018\n|-\n|18\n|[[Centro (pol\u00edtica)|Centr\u00e3o]]\n|20 de julho de 2018\n|-\n|19\n|[[Fezes humanas|Coc\u00f4]] e [[saneamento b\u00e1sico]]\n|27 de julho de 2018\n|-\n|20\n|[[Fim do mundo]] e [[Decl\u00ednio contempor\u00e2neo da biodiversidade mundial|devasta\u00e7\u00e3o ambiental]]\n|3 de agosto de 2018\n|-\n|21\n|Especial de fim de ano\n|23 de novembro de 2018\n|-\n! colspan=\"3\" |{{centro|{{TOC tab|Terceira temporada}}}}\n|-\n|1\n|[[Mil\u00edcia (crime)|Mil\u00edcias]] e [[Caso Queiroz]]\n|29 de mar\u00e7o de 2019\n|-\n|2\n|[[P\u00f3s-verdade|P\u00f3s Verdade]]\n|3 de abril de 2019\n|-\n|3\n|[[Educa\u00e7\u00e3o]]\n|12 de abril de 2019\n|-\n|4\n|[[Supremo Tribunal Federal]]\n|19 de abril de 2019\n|-\n|5\n|[[Minera\u00e7\u00e3o]]\n|26 de abril de 2019\n|-\n|6\n|[[Justi\u00e7a Militar do Brasil|Justi\u00e7a Militar]]\n|3 de maio de 2019\n|-\n|7\n|Ideologia de G\u00eanero\n|10 de maio de 2019\n|-\n|8\n|Cortes na [[Educa\u00e7\u00e3o no Brasil|Educa\u00e7\u00e3o]]\n|17 de maio de 2019\n|-\n|9\n|[[Coaching|Coach]]\n|24 de maio de 2019\n|-\n|10\n|Comunidades terap\u00eauticas\n|31 de maio de 2019\n|-\n|11\n|Foda-se o [[Ni\u00f3bio]]\n|7 de junho de 2019\n|-\n|12\n|Ind\u00fastria da multa\n|14 de junho de 2019\n|-\n|13\n|[[S\u00e9rgio Moro]]\n|21 de junho de 2019\n|-\n|14\n|[[Jornalismo]]\n|28 de junho de 2019\n|-\n|15\n|F\u00e9rias\n|3 de agosto de 2019\n|-\n|16\n|Censura\n|10 de agosto de 2019\n|-\n|17\n|Nunca mais eu vou dormir\n|16 de agosto de 2019\n|-\n|18\n|[[Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra|MST]]\n|23 de agosto de 2019\n|-\n|19\n|[[Wilson Witzel]]\n|30 de agosto de 2019\n|-\n|20\n|[[Patriotismo]]\n|6 de setembro de 2019\n|-\n|21\n|Aparelhamento\n|13 de setembro de 2019\n|-\n|22\n|Trollagem\n|20 de setembro de 2019\n|-\n|23\n|[[Proposta de reforma da Previd\u00eancia do governo Jair Bolsonaro|Previd\u00eancia]]\n|27 de setembro de 2019\n|-\n|24\n|Crise clim\u00e1tica\n|4 de outubro de 2019\n|-\n|25\n|[[K-pop]]\n|11 de outubro de 2019\n\n|-\n|26\n|Privacidade\n|18 de outubro de 2019\n\n|-\n|27\n|Guerra Santa\n|25 de outubro de 2019\n|-\n|28\n|Corte de bolsas\n|1 de novembro de 2019\n|-\n|29\n|[[Vazamento de \u00f3leo no Brasil em 2019|\u00d3leo]]\n|8 de novembro de 2019\n|-\n|30\n|Tirem suas pr\u00f3prias conclus\u00f5es\n|15 de novembro de 2019\n|-\n! colspan=\"3\" |{{centro|'''{{TOC tab|Quarta temporada}}'''}}\n|-\n|1\n|Estoque\n|27 de mar\u00e7o de 2020\n|-\n|2\n|Velhofobia\n|3 de abril de 2020\n|-\n|3\n|Profissionais de Sa\u00fade\n|10 de abril de 2020\n|-\n|4\n|Delivery\n|17 de abril de 2020\n|-\n|5\n|Calma, Gente\n|24 de abril de 2020\n|-\n|6\n|[[Estat\u00edsticas_da_pandemia_de_COVID-19_no_Brasil#Casos_n\u00e3o_notificados|Subnotifica\u00e7\u00e3o]]\n|1 de maio de 2020\n|-\n|7\n|[[ENEM]]\n|8 de maio de 2020\n|-\n|8\n|Leveza\n|15 de maio de 2020\n|-\n|9\n|Rebanho\n|22 de maio de 2020\n|-\n|10\n|Desvio na sa\u00fade\n|29 de maio de 2020\n|-\n|11\n|Empregadas dom\u00e9sticas\n|05 de junho de 2020\n|-\n|12\n|Pol\u00edcia\n|12 de junho de 2020\n|-\n|13\n|Renda B\u00e1sica\n|19 de junho de 2020\n|-\n|14\n|Ind\u00edgenas\n|26 de junho de 2020\n|-\n|15\n|Bandido de estima\u00e7\u00e3o\n|02 de julho de 2020\n|-\n|16\n|Cuidado\n|09 de julho de 2020\n|}\n\n{{Refer\u00eancias}}\n\n== Liga\u00e7\u00f5es externas ==\n* {{Youtube|p=PLRhP9oJut01keHMlDtBtSm3lMmj6As83N|Greg News}}\n* {{Twitter|gregnewshbo}}\n* {{Facebook|GregNews}}\n{{Porta dos Fundos}}\n{{Programas da HBO}}\n{{Portal3|Televis\u00e3o|Brasil}}\n\n[[Categoria:Programas de televis\u00e3o do Brasil que estrearam em 2017]]\n[[Categoria:Programas da HBO]]\n[[Categoria:S\u00e9ries de televis\u00e3o de com\u00e9dia do Brasil]]\n[[Categoria:Programas de humor do Brasil]]\n[[Categoria:Programas de variedades do Brasil]]\n[[Categoria:Programas de televis\u00e3o em l\u00edngua portuguesa]]"}]},"2699235":{"pageid":2699235,"ns":0,"title":"Augusta Holm\u00e8s","revisions":[{"contentformat":"text/x-wiki","contentmodel":"wikitext","*":"{{Info/Biografia/Wikidata}}\n'''Augusta Mary Anne Holm\u00e8s''' ([[Paris]], [[16 de dezembro]] de [[1847]] \u2014 Paris, [[28 de janeiro]] de [[1903]]), nascida '''Holmes''', foi uma [[pianista]], [[compositora]] e [[poetisa]] [[francesa]] de origem [[irlandesa]]. Estudou com [[C\u00e9sar Franck]]. \n\nEm [[1871]], Holm\u00e8s obteve a nacionalidade francesa e acrescentou um acento ao seu sobrenome. \n\n== Biografia ==\nNascida na Fran\u00e7a, Augusta era a \u00fanica filha de Charles William Scott Dalkeith Holmes, um oficial da reserva do ex\u00e9rcito brit\u00e2nico, de origem [[irlandesa]], e de sua mulher, a [[inglesa]] Augusta Tryphena Anna Constance Shearer, pintora e poetisa. Ambos se casaram na Fran\u00e7a, em [[1832]][http://www.familysearch.org/Eng/Search/IGI/individual_record.asp?recid=500289088870&lds=1®ion=5&frompage=99 International Genealogical Index] Augusta era tamb\u00e9m afilhada do poeta, romancista e dramaturgo [[Alfred de Vigny]] - possivelmente o seu pai biol\u00f3gico.K. G. Watters, \u00ab Aux d\u00e9buts du stendhalisme une romantique anglo-irlandaise \u00bb, ''in'' Victor Del Litto,Kurt Ringger (dir.), ''Stendhal et le romantisme'', Librairie Droz, 1984, p. 163-168 {{ISBN|2881070019}}. \n\nPassou sua inf\u00e2ncia e parte da sua juventude em Versailles.Pichard du Page, Ren\u00e9. [http://www.archive.org/details/unemusiciennever00pich ''Une musicienne versaillaise: Augusta Holm\u00e8s''] Crian\u00e7a prod\u00edgio, aos 11 anos, uma de suas composi\u00e7\u00f5es, um ''[[quick-step]]'', foi executada por uma banda militar em [[Versailles]].''Augusta Holmes: Irish-French Classical Pianist and Composer Composer'', por Anya Laurence. Dispon\u00edvel em http: //classical-composers.suite101.com/article.cfm/composer_augusta_holmes#ixzz0l0Nmk6ik Por\u00e9m seus pais se opuseram \u00e0 continuidade de sua carreira como musicista. Assim, quando come\u00e7ou a publicar suas composi\u00e7\u00f5es, aos 14 anos, ela usou, em tr\u00eas delas, o pseud\u00f4nimo ''Hermann Zenta''; quatro outras, assinou como ''A.Z. Holmes''.\n\nApesar de seu talento como pianista, n\u00e3o p\u00f4de estudar no [[Conservat\u00f3rio de Paris]], que n\u00e3o admitia mulheres. Em Versailles, tem aulas de piano com uma certa Mademoiselle Peyronnet, estuda [[harmonia]] e [[contraponto]] com Henri Lambert, [[organista]] da [[Catedral de Versailles]], e [[orquestra\u00e7\u00e3o]] com o c\u00e9lebre [[clarinetista]] [[Hyacinthe Klos\u00e9]] (1808-1880), professor de clarineta do Conservat\u00f3rio de Paris e [[maestro|regente]] da Banda Regimental de Versailles. \nA vida musical em Versailles girava em torno da banda militar. Klos\u00e9 estimulou Augusta tanto a compor para a banda como a reg\u00ea-la.\n\nAugusta tamb\u00e9m frequentou as aulas de [[canto (m\u00fasica)|canto]] de [[Antonin Guillot Valeton de Sainbris|Guillot de Sainbris]] (1820-1887), em [[Versailles]]. \n\nEm 1871, ap\u00f3s a morte de seu pai e depois de servir como enfermeira durante a [[Guerra Franco-Prussiana]] , Augusta Holm\u00e8s tornou-se cidad\u00e3 francesa e acrescentou um [[acento grave]] ao seu sobrenome. Como \u00fanica herdeira do pai, tinha uma renda significativa, o que lhe permitiu levar a vida que queria.[http://musicalassumptions.blogspot.com/2008_02_01_archive.html Biografia de Augusta Holm\u00e8s], por Elaine Fine.\n\nPor volta de [[1875]] - [[1876]], come\u00e7ou a estudar com [[C\u00e9sar Franck]], que ela considerava seu verdadeiro mestre. Franck aparentemente se apaixonou por Augusta e, segundo os bi\u00f3grafos, expressou seus sentimentos rom\u00e2nticos por ela no seu famoso ''Quinteto para piano e cordas'', pe\u00e7a que Franck desprezava. Franck tamb\u00e9m dedicou a Augusta o seu ''Troisi\u00e8me choral pour orgue'' (1890). \n\nChegou a mostrar suas composi\u00e7\u00f5es ao amigo [[Franz Liszt]] e a [[Richard Wagner]]. Este \u00faltimo exerceu grande influ\u00eancia sobre seu trabalho. Ela o visitou em [[Tribschen]], no ano de [[1870]], em companhia de [[Catulle Mend\u00e8s]] e de sua mulher, Judith. Assim como Wagner, Augusta Holm\u00e8s escreveu ela pr\u00f3pria a maioria dos textos de suas composi\u00e7\u00f5es - incluindo os [[orat\u00f3rio (m\u00fasica)|orat\u00f3rio]]s, sinfonias vocais e a sua quarta \u00f3pera, ''La Montagne Noire''.[http://www.musicologie.org/Biographies/h/holmes_augusta.html Biografia de Augusta Holm\u00e8s.] Augusta falava ingl\u00eas, franc\u00eas, alem\u00e3o e italiano e conhecia a poesia e os autores cl\u00e1ssicos, gra\u00e7as aos est\u00edmulos de seu padrinho, Alfred de Vigny.\n\nSobre a personalidade de Augusta, [[Camille Saint-Sa\u00ebns]] escreveu no peri\u00f3dico ''Harmonie et M\u00e9lodie'', expressando ao mesmo tempo admira\u00e7\u00e3o e a [[misoginia]] imperante na \u00e9poca: ''Como as crian\u00e7as, as mulheres desconhecem os obst\u00e1culos; e sua for\u00e7a de vontade quebra todas as barreiras. A senhorita Holm\u00e8s \u00e9 uma mulher, uma extremista''. \n\nAugusta nunca se casou mas manteve diversos casos amorosos, com v\u00e1rios poetas e compositores. A partir de [[1864]], teve um turbulento romance com um jovem polon\u00easHenri Mondor, ''Vie de Mallarm\u00e9'', Gallimard, 1942, p. 151. O poeta [[simbolista]] [[Henri Cazalis]] tamb\u00e9m se enamorou dela, em [[1869]]. Saint-Sa\u00ebns, talvez um tanto hipocritamente, pediu-a em casamento v\u00e1rias vezes. Mas sua liga\u00e7\u00e3o mais duradoura - possivelmente mantida desde [[1866]], mas seguramente desde [[1869]] - foi com o poeta [[Catulle Mend\u00e8s]] (1841-1909), que era casado desde 1866 com atriz e escritora Judith Gautier, filha de [[Th\u00e9ophile Gautier]] . Catulle instala-se na casa de Augusta em [[1878]]. O casal teve cinco filhos. Tr\u00eas de suas filhas foram retratadas por [[Auguste Renoir]], no quadro ''Les Filles de Catulle Mend\u00e8s''. Uma delas, H\u00e9lyonne, ser\u00e1 mais tarde a esposa de [[Henri Barbusse]]. Mend\u00e8s deixou Augusta em [[1886]], aparentemente arruinada. Catulle fica com a guarda dos filhos e posteriormente se casa com a poetisa Jeanne Nette (1867-1955), sua \u00faltima companheira.[[Auguste Villiers de L'Isle-Adam]], ''\u0152uvres compl\u00e8tes'', ed. de Alan Raitt, Pierre-Georges Castex e de Jean-Marie Bellefroid, Gallimard. Biblioth\u00e8que de la Pl\u00e9iade, tomo 2, 1986, p. 1349-1354.\n \n[[Ficheiro:The Daughters of Catulle Mend\u00e8s by Auguste Renoir.jpg|thumb|250px|''Retrato das filhas de Catulle Mend\u00e8s ao piano'', por [[Auguste Renoir]] (1888).]]\n\nHolm\u00e8s distinguiu-se como autora de [[m\u00fasica program\u00e1tica]], rom\u00e2ntica e de inspira\u00e7\u00e3o patri\u00f3tica. Sua \u00f3pera, ''Hero et Leandre'', foi encenada em [[1874]], e, pouco depois, sua obra ''In Exitu'' teve a primeira execu\u00e7\u00e3o. Nos [[anos 1880]] dedica-se a temas nacionalistas e comp\u00f5e [[Poema sinf\u00f4nico|poemas sinf\u00f4nicos]], como ''Lut\u00e8ce'', ''Irlande'', ''Pologne'' e ''Ludus pro patria''. Em [[1880]], seu poema sinf\u00f4nico ''Les Argonautes'' recebe men\u00e7\u00e3o honrosa no concurso ''Pr\u00eamio Cidade de Paris''. Sua [[sinfonia]], ''Lut\u00e8ce'', obteve o terceiro lugar em outro concurso. Sobre ''Lut\u00e8ce'', um cronista da \u00e9poca, Victorin Jonci\u00e8res, escreve no jornal \u00abLa Libert\u00e9\u00bb, em novembro de 1880, traduzindo ao mesmo tempo, o preconceito da \u00e9poca em rela\u00e7\u00e3o \u00e0s mulheres, como compositoras:\n\n''A maior parte das mulheres que fazem m\u00fasica geralmente n\u00e3o produzem sen\u00e3o obras bastante med\u00edocres. As mais talentosas escrevem aquilo que se costuma chamar de coisas muito bonitinhas - algo gracioso, elegante, de um ideal burgu\u00eas suficientemente po\u00e9tico para merecer os elogios das pessoas bem educadas que as cercam. Mas, do ponto de vista da grande arte l\u00edrica, carecem de alcance e n\u00e3o passam do n\u00edvel das elucubra\u00e7\u00f5es de amadores, para ser aplaudidas nos sal\u00f5es. A senhorita Augusta Holm\u00e8s \u00e9 uma exce\u00e7\u00e3o \u00e0 regra. Sua m\u00fasica tem um vigor, uma virilidade e um entusiasmo que merecem mais do que esses elogios banais normalmente concedidos \u00e0s compositoras. Acabamos de ler uma grande sinfonia dram\u00e1tica, 'Lut\u00e8ce', da qual ela escreveu o poema (...)'' [http://www.musicologie.org/Biographies/h/holmes_augusta.html Musicologie. Augusta Holm\u00e8s]\n\nAugusta Holm\u00e8s era considerada wagneriana, o que, \u00e0 \u00e9poca, podia ser um grande problema. Em [[1895]], a apresenta\u00e7\u00e3o de sua obra ''La montagne noire'' (composta em 1884), na [[\u00d3pera de Paris]], ser\u00e1 um fracasso. Apenas 13 r\u00e9citas foram realizadas. A \u00f3pera ser\u00e1 montada tamb\u00e9m no [[Covent Garden]] e no [[Metropolitan Opera]]. Sua obra mais conhecida foi composta sob encomentda, para celebrar o centen\u00e1rio da [[Revolu\u00e7\u00e3o Francesa]], em [[1889]] - a ''Ode Triomphale'', cuja execu\u00e7\u00e3o requeria cerca de 1200 m\u00fasicos. \n\nAugusta Holm\u00e8s foi muito popular em sua \u00e9poca, por seu talento musical, sua personalidade atraente e por sua beleza. Foi uma das primeiras mulheres do [[s\u00e9culo XIX]], na Fran\u00e7a, a ter seu talento reconhecido. Ap\u00f3s sua morte, no entanto, seu trabalho ficou quase esquecido e os detalhes de sua vida pessoal foram objeto de maior aten\u00e7\u00e3o do que a sua m\u00fasica. Ultimamente, por\u00e9m, a vasta obra de Holm\u00e8s (que certamente, comp\u00f4s mais de 150 pe\u00e7as)[http://www.classicsonline.com/catalogue/product.aspx?pid=1137 Classics Online. HOLMES: Orchestral Works - About this album.] vem sendo recuperada e seu valor tem sido reconhecido por v\u00e1rios estudiosos. A maior parte dos seus trabalhos, entretanto, permanece in\u00e9dita e obscura.ROCKWOOD, Rebecca L. [http://scholarship.rice.edu/bitstream/handle/1911/17545/1408704.PDF?sequence=1 Augusta Holmes: \"Les Argonautes\" and \"La Montagne Noire\"]. Rice University Electronic Theses and Dissertations, 2002.\n\nO museu Lambinet, em Versailles, conserva um retrato seu, pintado por [[Gustave Jacquet]], em [[1873]]. A obra foi doada ao museu em 1956, por sua filha H\u00e9lyonne.\n{{clr}}\n\n== Obras ==\nPara uma listagem mais completa das obras da compositora, ver ''Musicologie. Augusta Holm\u00e8s''\n* ''Hero et Leandre'' - \u00f3pera\n* ''Parmi les meules'', para voz e piano\n* ''Ode Triumphale'', para [[coro (m\u00fasica)|coro]] de 900 vozes e orquestra de 300 instrumentos\n* ''Vision de Saint Th\u00e9rese'', para voz e orquestra\n* ''Hymne \u00e0 la paix'' - [[cantata]]\n* ''Au pays bleu''\n* ''Hymne \u00e0 Apollo'' - coral\n* ''La Vision de la reine'' - cantata\n* ''La Montagne noir'' - \u00f3pera\n* ''Astarte'' - \u00f3pera (in\u00e9dita)\n* ''Lancelot du lac'' - \u00f3pera (in\u00e9dita)\n\n'''Obra orquestral:'''\n* ''Andromede'' - poema sinf\u00f4nico\n* ''Irlande'' - poema sinf\u00f4nico\n* ''Ludus pro Patria'' - poema sinf\u00f4nico\n* ''Lutece'' - sinfonia\n* ''Ouverture pour une com\u00e9die'' - poema sinf\u00f4nico\n* ''Pologne'' - poema sinf\u00f4nico\n* ''Trois anges sont venus ce soir''\n\n{{Refer\u00eancias}}\n\n== Liga\u00e7\u00f5es externas ==\n* [http://www.musicologie.org/Biographies/h/holmes_augusta.html Biografia, cat\u00e1logo de obras]\n{{Commonscat}}\n{{Portal3|M\u00fasica cl\u00e1ssica|Fran\u00e7a}}\n\n{{Authority control}}\n\n{{DEFAULTSORT:Holmes, Augusta}}\n[[Categoria:Compositores da Fran\u00e7a]]\n[[Categoria:Compositores rom\u00e2nticos]]\n[[Categoria:Pianistas da Fran\u00e7a]]\n[[Categoria:Poetas da Fran\u00e7a]]\n[[Categoria:Naturais de Paris]]\n{{Portal3|Biografias|Mulheres}}"}]}}}}