faq pigatti

 (11) 3340.6655     (11) 95636.4873     contato@pigatti.com.br      Cliente    FAQ
    
  
Você precisa ajuda para trocar de contador? Não sabe os documentos necessários para iniciar o trabalho contábil? Pois aqui é o lugar certo para você tirar suas dúvidas mais comuns.
Se preferir baixe o nosso material com as dúvidas mais frequentes:

Passo a Passo para trocar de contador
1
NOTIFICAR
Primeiro você deve notificar seu antigo contador da Rescisão de contrato;

2
AVISO PRÉVIO
Averiguar o prazo de aviso prévio (geralmente 30 dias), para definirmos a data de início do nosso contrato;

3
CONTATO DO ANTIGO CONTADOR
Depois de notificar o seu antigo contador, nos envie o contato do mesmo, pois a partir daí assumimos toda transferência com ele;

4
ENVIO DOS DADOS
Nos enviar todos os dados da sua empresa para confecção da nossa minuta de contrato;

5
PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS CONTÁBEIS
Fazer o Distrato de Prestação de Serviços Contábeis com seu antigo escritório;

6
ENVIO DA DOCUMENTAÇÃO
Enviar a documentação a seguir por departamento.

Documentação necessária para início de trabalho
1
SOCIETÁRIO LEGAL
Enviar contrato social, e alterações

2
FISCAL E TRIBUTÁRIO
As senhas e autorizações devem ser enviadas no início da prestação de serviços:
Senha de acesso ao Posto Fiscal Eletrônico;
Senha PMSP;
Nos enviar o Certificado Digital (A1) e/ou procuração eletrônica.
Livros Fiscais de entrada e saída, se possuir (último exercício ou encerramento dos trabalhos).

3
ÁREA TRABALHISTA
Livro Registro de empregados atualizado (cargo, salário, férias e contribuição sindical);
Relatório de dependentes para inclusão de salário família nos sistemas da folha;
Relatório de dependentes para fins de Imposto de Renda;
PCMSO; PPRA; CIPA;
Ficha financeira dos últimos 24 meses;
Folhas de Pagamentos mensais dos últimos 24 meses;
Relações Anuais de Informações Sociais RAIS (última entregue);
Cópia das guias de recolhimento de contribuições sindicais, patronais e de empregados;
Recibos de pagamentos de autônomos – RPA, bem como documentação do prestador de serviço;
Protocolo de entrega do E-social
Certificado Digital ou procuração eletrônica para acessar o FGTS dos empregados;
Relatório de programação/vencimento de férias atualizado;
Pensão alimentícia – cópia da decisão judicial;
Protocolo do P.A.T. com o número de inscrição;
Acordos, convenções e dissídios coletivos.

4
ÁREA CONTÁBIL
Balancetes mensais e anuais.
Balanços anuais;
Livros Diários;
Livros Razão;
Controle de bens do ativo fixo.

Passo a Passo do trabalho da Pigatti
1
FISCAL E TRIBUTÁRIO
Envio do arquivo de Notas Fiscais emitidas pela empresa - até todo dia 05 de cada mês; Notas Fiscais de entradas de mercadorias; Notas Fiscais de saídas de mercadorias; Notas Fiscais de serviços tomados; Envio de Impostos Federais - até 02 (dois) dias antes do vencimento.

2
CONTABILIDADE
Envio da movimentação em arquivos DIGITAIS – até todo dia 05 de cada mês:
Extrato em arquivo PDF;
Arquivo OFX do banco;
Arquivo do sistema financeiro ou de gestão da empresa;
Planilha em Excel da movimentação financeira.

3
DEPARTAMENTO PESSOAL
Envio de Informações sobre Folha de Pagamento/ponto. – até todo dia 25 de cada mês.

4
ENVIO DE IMPOSTOS
Envio de Impostos referentes à Folha de Pagamento – até 02 (dois) dias antes do vencimento;
Envio de Impostos Municipais – até 02 (dois) dias antes do vencimento;
Envio de Impostos Federais – até 02 (dois) dias antes do vencimento.


Vencimento dos impostos
1
Dia: 07 de cada mês
Fundo de Garantia;

2
Dia: 10 de cada mês
ISS – Prefeitura;

3
Dia: 20 de cada mês
INSS / IR retido na fonte;
DAS (documento de arrecadação do Simples Nacional);

4
Dia: 25 de cada mês
PIS e COFINS
PIS sobre a folha - só para empresas sem fins lucrativos

5
Dia: 30/31 de cada mês
IRPJ e CSLL; ICMS.

Documentos não contabilizáveis
Recibos de Pessoa Jurídica e/ou orçamentos (toda Pessoa Jurídica deve emitir Nota Fiscal);
Documentos que não estejam em nome da empresa;
Aquisições que não são compatíveis com a atividade da empresa (ex: cosméticos, objetos pessoais, serviços particulares, etc);
Contas particulares dos sócios (se essas forem pagas pela empresa, serão contabilizadas como retirada de lucros);
Boletos bancários sem nota fiscal.