Pigatti Contabilidade - Abertura de Empresa
pigatti

Abertura de Empresa

 (11) 3340.6655     (11) 95636.4873     contato@pigatti.com.br      Cliente      Processos   
    
  



POR QUE VOCÊ QUER ABRIR UMA EMPRESA?

Aqui nós começamos pelo real motivo, pelo propósito!
O quanto vale o sucesso do seu negócio?
Receba sua proposta em instantes!






O QUE VOCÊ PRECISA SABER PARA O PROCESSO DE ABERTURA



1 - Se você vai registrar uma:
  SOCIEDADE 
Sociedade Empresária Limitada (2 sócios ou mais)

EIRELI
Empresa Individual de Responsabilidade Limitada

INDIVIDUAL
Empresa Individual

2 - Se for uma sociedade o contrato e sua clausulas são muito importantes
  
3 - Que você precisa definir os itens abaixo
  Escolha do nome empresarial (para sociedade ou EIRELI);
Nome e qualificação dos sócios (mínimo de 2 para sociedade);  ​
Nacionalidade; ​ Estado Civil (se casado, qual a comunhão);​ 
Profissão; ​ Data Nascimento;​ Endereço;​ 
Número do RG; e Número do CPF; ​ 
Definição do objetivo da empresa (para sociedade ou para empresa individual);​ 
Definição do endereço da sede da empresa (para sociedade ou para empresa individual);​  
Capital Social da empresa (para sociedade / para empresa individual);​ 
Distribuição do Capital Social entre os sócios (para sociedade);   ​ 
Como será a Administração da empresa (para sociedade); ​ 


AS ETAPAS


PESQUISA / BUSCA DE NOME EMPRESARIAL (JUCESP)

Prazo estimado: 1 dia útil.


CONTRATO SOCIAL / DECLARAÇÃO EMPRESÁRIO

Elaboração do Contrato Social da empresa, item muito importante se for sociedade.

Prazo estimado: 5 a 10 dias úteis após o recebimento dos documentos e dados solicitados.


COLETA DE ASSINATURAS E DOCUMENTAÇÃO

Prazo estimado: 2 dias úteis após o recebimento do contrato assinado e da documentação solicitada.


JUNTA COMERCIAL DO ESTADO DE SÃO PAULO - JUCESP

Acompanhamento do processo desde a entrada até a saída do Contrato Social registrado.


SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL - SRF / E SECRETARIA DA FAZENDA

Acompanhamento do processo até a liberação do CNPJ e Inscrição Estatual.

Prazo estimado: 5 dias úteis após o protocolamento do processo.


PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO

Senha Web para emissão de NFS-e ou NF-e;
Acompahamento do processo desde a entrada até a emissão da Ficha de Dados Cadastrais - FDC.

Prazo estimado: 5 dias úteis após o protocolamento do processo.



OBSERVAÇÕES: OS PRAZOS MENCIONADOS EM CADA UM DOS ÍTENS ACIMA SÃO MERAMENTE INFORMATIVOS.
PODENDO SER ESTENDIDOS POR CONTA DE PENDÊNCIAS DOS SÓCIOS OU DE ATRASOS/GREVES DAS REPARTIÇÕES




SEU SUCESSO DEPENDE DE UMA BOA ORIENTAÇÃO







Nossa área societária legal conduz todo o processo de abertura, desde a confecção do contrato até a emissão da sua primeira nota fiscal. Além disso, acreditamos que é o cuidado interno que faz a diferença. Planejamento, gestão, marketing e sistemas são alguns dos departamentos que dedicamos um cuidado especial.

SOMOS O PARCEIRO CERTO PARA ABRIR SEU NEGÓCIO

Aqui na Pigatti, a história da sua empresa tem o alicerce necessário para ir longe!















TIRE SEU SONHO DO
PAPEL AGORA MESMO!

Abra sua empresa conosco!













{"continue":{"imcontinue":"1349383|Flag_of_Nebraska.svg","grncontinue":"0.208491677789|0.208491677789|0|0","continue":"grncontinue||revisions"},"warnings":{"main":{"*":"Subscribe to the mediawiki-api-announce mailing list at for notice of API deprecations and breaking changes. Use [[Special:ApiFeatureUsage]] to see usage of deprecated features by your application."},"revisions":{"*":"Because \"rvslots\" was not specified, a legacy format has been used for the output. This format is deprecated, and in the future the new format will always be used."}},"query":{"pages":{"1349383":{"pageid":1349383,"ns":0,"title":"Hebron (Nebraska)","revisions":[{"contentformat":"text/x-wiki","contentmodel":"wikitext","*":"{{Info/Localidade dos Estados Unidos\n|nome = Hebron\n|imagem = Hebron, Nebraska downtown 1.JPG\n|imagem_legenda = \n|estado = Nebraska\n|condado = [[Condado de Thayer (Nebraska)|Condado de Thayer]]\n|popula\u00e7\u00e3o = 1379\n|data_pop = 2006\n|\u00e1rea = 3.6\n|\u00e1rea_\u00e1gua = 0.0\n|latG = 40\n|latM = 10\n|latS = 6\n|latP = N\n|lonG = 97\n|lonM = 35\n|lonS = 11\n|lonP = W\n|coord_t\u00edtulo = s\n|altitude = \n|c\u00f3digoFIPS = 21905\n|tipo = cidade\n|mapa_detalhado= \n}}\n'''Hebron''' \u00e9 uma [[cidade]] localizada no [[Estados dos Estados Unidos|estado]] [[Estados Unidos|americano]] de [[Nebraska]], no [[Condado de Thayer (Nebraska)|Condado de Thayer]].\n\n== Demografia ==\nSegundo o [[Censo demogr\u00e1fico|censo]] americano de 2000, a sua popula\u00e7\u00e3o era de 1565 [[habitante]]s.{{citar web |url=http://www.census.gov/Press-Release/www/2001/sumfile1.html |titulo=U.S. Census Bureau. Census 2000 Summary File 1 |acessodata=2007-10-10 |arquivourl=https://web.archive.org/web/20100111104338/http://www.census.gov/Press-Release/www/2001/sumfile1.html |arquivodata=2010-01-11 |urlmorta=yes }}\nEm 2006, foi estimada uma popula\u00e7\u00e3o de 1379,[http://www.census.gov/popest/datasets.html U.S. Census Bureau. Estimativa da popula\u00e7\u00e3o (julho de 2006)] um decr\u00e9scimo de 186 (-11.9%).\n\n== Geografia ==\nDe acordo com o '''[[United States Census Bureau]]''' tem uma [[\u00e1rea]] de\n3,6 km\u00b2, dos quais 3,6 km\u00b2 cobertos por terra e 0,0 km\u00b2 cobertos por [[\u00e1gua]].\n\n== Localidades na vizinhan\u00e7a ==\nO diagrama seguinte representa as [[localidade]]s num [[Raio (geometria)|raio]] de 20 km ao redor de Hebron.\n
\n[[Ficheiro:Blank map.svg|400px|left|Localidades na vizinhan\u00e7a]]\n{{Image label|x=0.5|y=0.5|scale=400|text=[[Ficheiro:Map pointer black.svg|20px|Hebron]]'''Hebron'''}}\n{{Image label|x=0.879|y=0.307|scale=400|text=[[Ficheiro:Small-city-symbol.svg|6px|Localidades com 216 habitantes (2000)]][[Alexandria (Nebraska)|Alexandria]] (19 km)}}\n{{Image label|x=0.556|y=0.287|scale=400|text=[[Ficheiro:Small-city-symbol.svg|6px|Localidades com 98 habitantes (2000)]][[Belvidere (Nebraska)|Belvidere]] (10 km)}}\n{{Image label|x=0.541|y=0.082|scale=400|text=[[Ficheiro:Small-city-symbol.svg|6px|Localidades com 300 habitantes (2000)]][[Bruning (Nebraska)|Bruning]] (19 km)}}\n{{Image label|x=0.328|y=0.166|scale=400|text=[[Ficheiro:Small-city-symbol.svg|6px|Localidades com 136 habitantes (2000)]][[Carleton (Nebraska)|Carleton]] (17 km)}}\n{{Image label|x=0.440|y=0.894|scale=400|text=[[Ficheiro:Small-city-symbol.svg|6px|Localidades com 294 habitantes (2000)]][[Chester (Nebraska)|Chester]] (18 km)}}\n{{Image label|x=0.238|y=0.570|scale=400|text=[[Ficheiro:Small-city-symbol.svg|8px|Localidades com 879 habitantes (2000)]][[Deshler (Nebraska)|Deshler]] (12 km)}}\n{{Image label|x=0.828|y=0.557|scale=400|text=[[Ficheiro:Small-city-symbol.svg|6px|Localidades com 40 habitantes (2000)]][[Gilead (Nebraska)|Gilead]] (15 km)}}\n{{Image label|x=0.671|y=0.897|scale=400|text=[[Ficheiro:Small-city-symbol.svg|6px|Localidades com 73 habitantes (2000)]][[Hubbell (Nebraska)|Hubbell]] (19 km)}}\n
{{limpar|left}}\n\n{{refer\u00eancias}}\n\n== Liga\u00e7\u00f5es externas ==\n* {{City-data|Hebron|Nebraska}}\n{{Portal3|Geografia|Estados Unidos}}\n{{Controle de autoridade}}\n\n[[Categoria:Cidades de Nebraska]]"}],"images":[{"ns":6,"title":"Ficheiro:Blank map.svg"},{"ns":6,"title":"Ficheiro:Disc Plain red (edge).svg"}]},"2492939":{"pageid":2492939,"ns":0,"title":"USS LST-1019","revisions":[{"contentformat":"text/x-wiki","contentmodel":"wikitext","*":"{{Info/Navio\n|nome = USS LST-1019\n|imagem = \n|descr = \n|bandeira = Flag of the United States.svg\n|encomenda = \n|constru\u00e7\u00e3o = Bethlehem Shipbuilding Corp. (Quincy, Massachusetts, U.S.A.)\n|batimento = [[31 de mar\u00e7o]] de [[1944]]\n|lan\u00e7amento = [[6 de maio]] de [[1944]]\n|baptismo = [[17 de maio]] de [[1944]]\n|servi\u00e7o = \n|estado = \n|fatalidade = \n|fim de servi\u00e7o= [[30 de julho]] de [[1946]]\n|tipo = \n|classe = ''[[Landing Ship Tank|LST]]''\n|deslocamento = 1 625 [[Tonelagem de arquea\u00e7\u00e3o bruta|BRT]] (1,651 t) vazio,
4 080 [[Tonelagem de arquea\u00e7\u00e3o bruta|BRT]] (4,145 t) cheio\n|comprimento = 328 [[p\u00e9s]] (100 [[metro|m]])\n|propuls\u00e3o = 2 motores diesel [[EMD 567]]\n|velocidade = 12 [[N\u00f3 (unidade)|n\u00f3s]] (22 [[km/h]])\n|alcance = \n|profundidade = 8 [[p\u00e9s]] (2.4 [[metro|m]]) vazio,
14 p\u00e9s (4.37 [[metro|m]]) cheio\n|armamento = 1 x 3 [[polegada]]s (76.2-[[mil\u00edmetro|mm]])
\n1 \u00d7 calibre 50
\n8 armas \u00d7 40-[[mil\u00edmetro|mm]]
\n12 armas \u00d7 20-[[mil\u00edmetro|mm]]\n|equipamentos = \n|guarni\u00e7\u00e3o = 7-9 oficiais, 104-120 soldados\n}}\n\nO '''USS LST-1019''' foi um navio de guerra [[Estados Unidos|norte-americano]] da classe [[Landing Ship Tank|LST]] que operou durante a [[Segunda Guerra Mundial]].{{citar web|url= http://uboat.net/allies/warships/ship/12079.html |t\u00edtulo=USS LST-1019|autor=Gu\u00f0mundur Helgason |publicado=Uboat.net|acessodata=16 de agosto de 2012|l\u00edngua2=en}}{{citar web|url= http://www.navsource.org/archives/10/16/161019.htm |t\u00edtulo=USS LST-1019|autor=Gary P. Priolo |publicado=Navsource.org |acessodata=16 de agosto de 2012|l\u00edngua2=en}}\n\n\n\n{{refer\u00eancias}}\n\n{{Esbo\u00e7o-SGM}}\n\n{{LST}}\n\n{{Portal3|Estados Unidos|Segunda Guerra Mundial}}\n\n{{DEFAULTSORT:Uss Lst 1019}}\n[[Categoria:Navios da Classe Landing Ship Tank|1019]]"}]},"16347":{"pageid":16347,"ns":0,"title":"Gondim","revisions":[{"contentformat":"text/x-wiki","contentmodel":"wikitext","*":"[[Ficheiro:MAI-gondim.png|miniaturadaimagem]]\n{{Info/Assentamento/Portugal/Antiga freguesia\n |nome = Gondim\n |funda\u00e7\u00e3o =\n|fundador =\n|extin\u00e7\u00e3o = 2013\n|concelho_actual = Maia\n|freguesia_atual = [[Cast\u00ealo da Maia]] \n|imagem = \n |legenda = \n |bras\u00e3o = MAI-gondim.png\n |bandeira = \n |mapa = LocalFregMaia-Gondim.svg\n |latP =N | latG =41| latM =15 | latS =33\n |lonP =W | lonG =8| lonM =36 | lonS =10\n |concelho = Maia\n |\u00e1rea = 1.38\n |popula\u00e7\u00e3o = 2208\n |censo = 2011\n |densidade = auto\n |orago = [[Divino Salvador]]\n |gent\u00edlico = Gondinense\n |codpostal = \n |website = \n |email = \n |extra = \n}}\n[[Ficheiro:LocalFregMaia-Gondim.svg|miniaturadaimagem]]\n'''Gondim''' foi uma [[freguesia]] portuguesa do [[concelho]] da [[Maia]], com 1,38 km\u00b2 de \u00e1rea e 2 208 habitantes (2011){{citar web |url=http://www.ine.pt/investigadores/Quadros/Q601.zip |t\u00edtulo=Popula\u00e7\u00e3o residente, segundo a dimens\u00e3o dos lugares, popula\u00e7\u00e3o isolada, embarcada, corpo diplom\u00e1tico e sexo, por idade (ano a ano) |acessodata=12 de Mar\u00e7o de 2014 |autorlink=censos.ine.pt |publicado=Instituto Nacional de Estat\u00edstica |p\u00e1ginas= |l\u00edngua=portugu\u00eas |arquivourl=https://web.archive.org/web/20131204165051/http://www.ine.pt/investigadores/Quadros/Q601.zip |arquivodata=2013-12-04 |notas=Informa\u00e7\u00e3o no separador \"Q601_Norte\" |urlmorta=no }}. Densidade: 1 600 hab/km\u00b2.\n\nNa \u00e1rea desta antiga freguesia, deteve a Ordem de Malta importantes bens. Raz\u00e3o pela qual o bras\u00e3o de armas ostenta a cruz oitavada daquela antiqu\u00edssima Ordem Religiosa e Militar em chefe{{citar livro|url=https://www.chiadoeditora.com/livraria/a-cruz-da-ordem-de-malta-nos-brasoes-autarquicos-portugueses|t\u00edtulo=A Cruz da Ordem de Malta nos Bras\u00f5es Aut\u00e1rquicos Portugueses|ultimo=PINHO|primeiro=Ant\u00f3nio Brand\u00e3o de|editora=Chiado Editora|ano=2017|local=Lisboa|p\u00e1ginas=426|acessodata=28-08-2017}}.\n\nEm conjunto com as vizinhas localidades de [[Gemunde]], [[Santa Maria de Avioso]], [[S\u00e3o Pedro de Avioso]] e [[Barca (Maia)|Barca]], constitui a [[vila]] de '''[[Cast\u00ealo da Maia]]''' desde 23 de Agosto de 1986, segundo o art. 2\u00ba i) da Lei n\u00ba 28/86''Di\u00e1rio da Rep\u00fablica'', 1.\u00aa S\u00e9rie, n.\u00ba 19, [http://dre.pt/pdf1sdip/2013/01/01901/0000200147.pdf Lei n.\u00ba 11-A/2013 de 28 de janeiro (Reorganiza\u00e7\u00e3o administrativa do territ\u00f3rio das freguesias)]. Acedido a 13 de Mar\u00e7o de 2014..\n\n==Popula\u00e7\u00e3o==\t\n{| {{prettytable1|center}}\t\n! colspan=\"15\" | Popula\u00e7\u00e3o da freguesia de Gondim Instituto Nacional de Estat\u00edstica (Recenseamentos Gerais da Popula\u00e7\u00e3o) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes \t\n|- \t\n| align=\"center\" | '''1864'''\t\n| align=\"center\" | '''1878'''\t\n| align=\"center\" | '''1890'''\t\n| align=\"center\" | '''1900'''\t\n| align=\"center\" | '''1911'''\t\n| align=\"center\" | '''1920'''\t\n| align=\"center\" | '''1930'''\t\n| align=\"center\" | '''1940'''\t\n| align=\"center\" | '''1950'''\t\n| align=\"center\" | '''1960'''\t\n| align=\"center\" | '''1970'''\t\n| align=\"center\" | '''1981'''\t\n| align=\"center\" | '''1991'''\t\n| align=\"center\" | '''2001'''\t\n| align=\"center\" | '''2011'''\t\n|-\t\n| align=\"center\" |\t248\n| align=\"center\" |\t290\n| align=\"center\" |\t380\n| align=\"center\" |\t416\n| align=\"center\" |\t498\n| align=\"center\" |\t502\n| align=\"center\" |\t478\n| align=\"center\" |\t711\n| align=\"center\" |\t843\n| align=\"center\" |\t966\n| align=\"center\" |\t1 105\n| align=\"center\" |\t1 436\n| align=\"center\" |\t1 745\n| align=\"center\" |\t 1 929\n| align=\"center\" |\t2 208\n|}\t\n\n{| {{prettytable1|center}}\t\n! colspan=\"10\" | Distribui\u00e7\u00e3o da Popula\u00e7\u00e3o por Grupos Et\u00e1rios \t\n|- \t\n| Ano\t\n| align=\"center\" | 0-14 Anos\t\n| align=\"center\" | 15-24 Anos\t\n| align=\"center\" |25-64 Anos\t\n| align=\"center\" | > 65 Anos\t\n|\t\n| align=\"center\" | 0-14 Anos\t\n| align=\"center\" | 15-24 Anos\t\n| align=\"center\" |25-64 Anos\t\n| align=\"center\" | > 65 Anos\t\n|-\t\n|'''2001''' \t\n| align=\"center\" |\t345\n| align=\"center\" |\t307\n| align=\"center\" |\t1 083\n| align=\"center\" |\t194\n|\t\n| align=\"center\" |\t17,9%\n| align=\"center\" |\t15,9%\n| align=\"center\" |\t56,1%\n| align=\"center\" |\t10,1%\n|-\t\n|'''2011''' \t\n| align=\"center\" |\t393\n| align=\"center\" |\t271\n| align=\"center\" |\t1 270\n| align=\"center\" |\t274\n|\t\n| align=\"center\" |\t17,8%\n| align=\"center\" |\t12,3%\n| align=\"center\" |\t57,5%\n| align=\"center\" |\t12,4%\n|}\t\n\n== Hist\u00f3ria ==\nFoi sede de uma freguesia de extinta em 2013, no \u00e2mbito de uma reforma de administrativa nacional, para, em conjunto com Gemunde, Santa Maria de Avioso, S\u00e3o Pedro de Avioso e Barca, formar uma nova freguesia denominada [[Cast\u00ealo da Maia]].\n\n{{refer\u00eancias}}\n\n[[Categoria:Antigas freguesias da Maia]]"}],"images":[{"ns":6,"title":"Ficheiro:Crystal Clear app demo.png"},{"ns":6,"title":"Ficheiro:Flag of Portugal.svg"},{"ns":6,"title":"Ficheiro:LocalFregMaia-Gondim.svg"},{"ns":6,"title":"Ficheiro:MAI-gondim.png"}]},"4557326":{"pageid":4557326,"ns":0,"title":"A Rep\u00fablica dos Argonautas","revisions":[{"contentformat":"text/x-wiki","contentmodel":"wikitext","*":"{{sem notas|data=novembro de 2014}}\n{{sem imagem}}\n{{DISPLAYTITLE:A Rep\u00fablica dos Argonautas}}\nO livro '''A Rep\u00fablica dos [[Argonautas]]''' \u00e9 um romance infanto-juvenil escrito pela autora brasileira Anna Flora Ferraz de Camargo Coelho. Foi originalmente publicado no Brasil em 1998 com uma segunda edi\u00e7\u00e3o de 2012.\n\nNarrado em primeira pessoa, o livro acompanha a rotina da personagem principal na [[Vila Madalena]] durante a \u00e9poca da [[Ditadura Militar no Brasil|ditadura]] no Brasil. A narradora compara a [[Ditadura Militar no Brasil|ditadura]] com o [[Mitologia grega|mito grego]] dos [[Argonautas]]. Nos dois, existem os [[Argonautas]], no entanto, no [[Mitologia grega|mito grego]], os [[Argonautas]] est\u00e3o em busca do [[velocino de ouro]], ou seja, uma pele de carneiro que trar\u00e1 felicidade, e na [[Vila Madalena]], os [[Argonautas]] s\u00e3o universit\u00e1rios, que querem o fim da [[Ditadura Militar no Brasil|ditadura]].\n\n== Contexto Hist\u00f3rico ==\nO per\u00edodo em que a hist\u00f3ria ocorre \u00e9 considerado, por muitos, o per\u00edodo mais sombrio da hist\u00f3ria brasileira, a [[Ditadura Militar no Brasil|ditadura]]. Esse nebuloso per\u00edodo em que os militares governaram o Brasil ficou marcado em nossa hist\u00f3ria como um per\u00edodo em que havia uma forte censura (v\u00e1rios autores foram proibidos de expor suas opini\u00f5es a respeito da forma de governo). Al\u00e9m disso, quem se opusesse \u00e0 [[Ditadura Militar no Brasil|ditadura]] era exilado e torturado.\n\nA narrativa se passa em 1979, quando a [[Ditadura Militar no Brasil|ditadura]] j\u00e1 n\u00e3o tinha a mesma for\u00e7a de antes, ela cedia em alguns aspectos e depois voltava atr\u00e1s, e com o tempo, os militares j\u00e1 n\u00e3o estavam conseguindo controlar a popula\u00e7\u00e3o. Por isso, durante a hist\u00f3ria, v\u00e1rios manifestos acontecem, como por exemplo o da p\u00e1gina 149, quando a narradora vai junto a seus amigos a uma concentra\u00e7\u00e3o na [[Pra\u00e7a da S\u00e9 (S\u00e3o Paulo)|Pra\u00e7a da S\u00e9]]. Cada vez mais, a protagonista aprende a enxergar o que est\u00e1 acontecendo e vai criando sua opini\u00e3o sobre o per\u00edodo pol\u00edtico.\n\n\u00c9 poss\u00edvel notar a forte rela\u00e7\u00e3o entre o livro e a [[Ditadura Militar no Brasil|ditadura]] a partir dos v\u00e1rios depoimentos que s\u00e3o apresentados, como por exemplo, o de Luiz Eduardo Greenhalgh na p\u00e1gina 120: \u201cEm um dos congressos pela anistia tinha um cara muito estranho que sempre estava sozinho e n\u00e3o conversava com ningu\u00e9m. N\u00f3s desconfiamos que ele fosse da pol\u00edcia e fomos perguntar. Ele negou, mas no dia seguinte n\u00e3o apareceu mais.\n\n\u201cTempos depois, quando eu tive que ir ao [[DOPS]], n\u00e3o \u00e9 que eu dou de cara com o homem? A\u00ed eu falei: \u2018Viu? A gente n\u00e3o falou que voc\u00ea era da pol\u00edcia?\u2019.\u201d\n\nViver na \u00e9poca da [[Ditadura Militar no Brasil|ditadura]], era como enfrentar a dif\u00edcil miss\u00e3o dos [[Argonautas]].\n\n== Espa\u00e7o ==\n\nA hist\u00f3ria se passa no bairro da [[Vila Madalena]], localizado em S\u00e3o Paulo \u2013 SP. Na d\u00e9cada de 70, o bairro era dominado por descendentes de portugueses, as pessoas costumavam morar em casinhas bem acomodadas e a maioria das ruas eram de terra com nomes simples e bonitos como: Girassol, C\u00f3rrego das Corujas, Harmonia, Simpatia, Fidalga, Cardeal Arcoverde, Original e outros. A Vila era composta por v\u00e1rios bares, mas mesmo assim era um lugar seguro e agrad\u00e1vel, em plena [[Ditadura Militar no Brasil|ditadura]]. A Vila ficou conhecida principalmente pelos estudantes da USP que foram morar l\u00e1, pois naquela \u00e9poca os pr\u00e9dios da universidade eram bastante invadidos pela pol\u00edcia. A narradora fala um pouco sobre o Bar da Terra, lugar onde ela e os demais personagens costumavam frequentar, bem como a pra\u00e7a da Rua Mor\u00e1s.\n\n== Enredo Principal ==\n\nNa [[Vila Madalena]], moravam v\u00e1rios casais portugueses, eles constru\u00edam casinhas nos quintais para seus filhos e depois essas casinhas foram alugadas para os novos moradores que chegavam. Na Vila moravam muitas pessoas simp\u00e1ticas.\n\nA narradora vai retratando o que cada um dos personagens principais gostava de fazer, sobre o humor \u201camargo\u201d dos moradores, a vontade dos jovens em querer combater a [[Ditadura Militar no Brasil|ditadura]] da \u00e9poca.\n\nUm dia alguns estudantes alugaram uma casa grande da esquina da Fidalga, pintaram cada parede de uma cor, desenharam um arco-\u00edris na porta e escrevem \u201cRep\u00fablica dos [[Argonautas]]\u201d na entrada da Vila.\n\nNa [[Vila Madalena]] tamb\u00e9m foram morar cinco meninas chamadas \u201c[[musas]]\u201d. Elas fizeram muitas coisas novas e diferentes para a Vila, como por exemplo, criaram um ateli\u00ea de artes e abriram uma escola. Elas participavam do comit\u00ea pela anistia e faziam visitas aos presos pol\u00edticos.\n\nEm meio a esse cen\u00e1rio, a protagonista nos conta que nas escolas os professores de educa\u00e7\u00e3o moral e c\u00edvica defendiam a [[Ditadura Militar no Brasil|ditadura]], dizendo haver no pa\u00eds uma situa\u00e7\u00e3o de democracia. Para desmascar\u00e1-los, Magro, o principal argonauta, resolve distribuir pequenos espelhos aos estudantes, assim, no momento em que um professor se manifestasse, pr\u00f3prio rosto e, quem sabe, sentir vergonha.\n\nJ\u00e1 prestes a entrar no Ensino M\u00e9dio, a protagonista decide que sua participa\u00e7\u00e3o pol\u00edtica pode se dar criando um jornal na escola. O projeto d\u00e1 certo e dura por alguns anos, mesmo chamava-se \u201cArca de Ideias\u201d.\n\nNesse meio tempo a narradora tem a oportunidade de participar de sua primeira assembleia e tamb\u00e9m de uma grande passeata na [[Pra\u00e7a da S\u00e9 (S\u00e3o Paulo)|Pra\u00e7a da S\u00e9]], na companhia de Dona M\u00e1bile e seu pai. Sente-se amea\u00e7ada pela presen\u00e7a da cavalaria da pol\u00edcia e percebe, pela primeira vez, o medo que \u00e9 viver em um per\u00edodo ditatorial.\n\nEm muitas passagens do livro, a autora insere trechos de reportagens e depoimentos de pessoas reais que viveram na \u00e9poca. Ao se deparar com os depoimentos de presos que foram torturados, a protagonista se d\u00e1 conta que nem a fic\u00e7\u00e3o (representada pela leitura da obra de [[Kafka]]) poderia ser t\u00e3o violenta e cruel como a realidade vivida naquele momento no pa\u00eds.\n\n=== Principais personagens da Vila Madalena ===\n\n\u2022 Magro: Argonauta da [[Vila Madalena]], gostava muito de desenhar. Era gentil, atencioso, charmoso e estudava arquitetura na [[Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de S\u00e3o Paulo|FAU]].\n\u2022 Dona M\u00e1bile \u2013 a costureira\n\u2022 Seu Jorge \u2013 dono de loja de tecidos\n\u2022 Dona Dirce \u2013 tinha um armaz\u00e9m\n\u2022 Seu Manoel \u2013 vendia banana\n\u2022 \u00c2ngelo \u2013 barbeiro\n\u2022 Marisete \u2013 manicure\n\u2022 Lena \u2013 prima\n\u2022 Monique \u2013 musa\n\u2022 Carlos- Faz parte do jornal\n\u2022 Alice \u2013 Fazia parte do jornal\n\u2022 Nat\u00e1lia \u2013 musa\n\u2022 Jurema \u2013 musa\n\u2022 Zeca, Tiago, Z\u00e9 Pedro, Juliana, Lu\u00edsa, Celina e Andr\u00e9: Colegas de sala da narradora. Faziam parte do jornal da escola.\n\n== Articula\u00e7\u00f5es entre os dois enredos ==\n\nNo livro \u201cA Rep\u00fablica dos [[Argonautas]]\u201d, s\u00e3o contadas duas hist\u00f3rias, de per\u00edodos diferentes. Uma delas \u00e9 a hist\u00f3ria de uma jovem menina que vivia na [[Vila Madalena]], na d\u00e9cada de 70, que nos conta sobre a [[Ditadura Militar no Brasil|ditadura]] e sobre o que acontece em seu bairro. A segunda hist\u00f3ria, que tamb\u00e9m \u00e9 narrada pela jovem menina, \u00e9 sobre a lenda dos [[Argonautas]] gregos. Ambos os enredos. mesmo acontecendo em \u00e9pocas diferentes, se relacionam. Em alguns momentos da narrativa, personagens da [[Gr\u00e9cia]] e vice versa.\n\nO principal exemplo de intersec\u00e7\u00e3o \u00e9 que, no [[Mitologia grega|mito grego]], os [[Argonautas]] tinham como objetivo pegar o [[velocino de ouro]], que era sin\u00f4nimo de felicidade. J\u00e1 na [[Vila Madalena]], os \u201c[[Argonautas]]\u201d tinham como objetivo o fim da [[Ditadura Militar no Brasil|ditadura]], que tamb\u00e9m era sin\u00f4nimo de felicidade. Para eles, o [[velocino de ouro]], que dava felicidade eterna, tinha o mesmo valor do fim da [[Ditadura Militar no Brasil|ditadura]].\n\nMas as mesclam permeiam toda a hist\u00f3ria. Outro exemplo \u00e9 quando os [[Argonautas]] da lenda est\u00e3o em sua aventura e descobrem uma ilha repleta de ninfas pegajosas, que n\u00e3o davam espa\u00e7o aos her\u00f3is. Essas mulheres s\u00e3o muito parecidas com as mulheres da [[Vila Madalena]], as \u201cAmelinhas\u201d, que tamb\u00e9m eram muito pegajosas e esnobes.\n\nNo desenrolar do livro, ambos os enredos s\u00e3o unificados, apagando as distin\u00e7\u00f5es entre eles e nos mostrando que n\u00e3o importa se na [[Gr\u00e9cia]] Antiga ou no Brasil na d\u00e9cada de 70, todos devemos e precisamos lutar contra as injusti\u00e7as e pela liberdade.\n\n== An\u00e1lises ==\n\n=== Linguagem ===\n\nAo contar a hist\u00f3ria dos [[Argonautas]] gregos, a narradora usa express\u00f5es e frases informais, a mesma usada pelos jovens da [[Vila Madalena]], como \u201cturma\u201d, \u201cpode tirar o [[P\u00e9gaso]] da chuva\u201d e at\u00e9 \u201celes d\u00e3o n\u00f3 em pingo d\u2019\u00e1gua e enfrentam qualquer tranco.\u201d A raz\u00e3o para a linguagem ser t\u00e3o parecida \u00e9 poder relacionar de forma mais efetiva o contexto da [[Vila Madalena]] na \u00e9poca da Ditadura Militar com a [[Gr\u00e9cia]] Antiga.\n=== Adolesc\u00eancia ===\n\nComo podemos perceber durante a leitura, a narradora n\u00e3o nos revela seu nome, mas sabemos que ela tem 14 anos, j\u00e1 \u00e9 uma adolescente, e como qualquer adolescente, tem uma queda por um garoto, o Magro. Ela \u00e9 uma menina curiosa, que gosta de teatro, de dan\u00e7ar e de ler. Mora na [[Vila Madalena]] e est\u00e1 procurando a liberdade num contexto de [[Ditadura Militar no Brasil|ditadura]] no pa\u00eds.\n\nComo uma garota, a narradora se preocupava com sua apar\u00eancia. Uma vez um japon\u00eas grudou chiclete em seu cabelo e ela foi obrigada a cort\u00e1-lo bem curtinho. Ela nos conta que se sentia como um menino, muito feia. Depois ela viu que a protagonista de um novo filme da \u00e9poca, \u201cAcossado\u201d, tinha o cabelo curto e era muito bonita, o que faz ela pensar diferente sobre seu novo visual (cap. 1, p.19).\n\nMagro e a narradora s\u00e3o muito pr\u00f3ximos, n\u00e3o namoram mas \u00e9 poss\u00edvel perceber que eles gostam um do outro, mas s\u00f3 como amigos. Na conversa deles tem uma qu\u00edmica, tem um clima. No cap\u00edtulo 5, que fala sobre as \u201cAmelinhas\u201d, ela diz que quer muito saber o que as meninas fazem para atrair os meninos, pois ela queria ser atraente tamb\u00e9m, mas da sua pr\u00f3pria maneira.\n\nA narradora durante o livro fala bastante sobre as [[musas]]. N\u00f3s podemos perceber que ela gostaria de ser uma musa quando crescer, pois ela acha que as [[musas]] s\u00e3o atraentes, com personalidade forte e muitas delas namoram com [[Argonautas]].\n\nOu seja mesmo passando por dificuldades, [[Ditadura Militar no Brasil|ditadura]], o cabelo curto... Ela \u00e9 uma adolescente comum como todas as outras, com os problemas pr\u00f3prios de sua idade.\n\n== Refer\u00eancias ==\n1. [http://www.companhiadasletras.com.br/detalhe.php?codigo=10848 Cia das Letras]\n\n{{DEFAULTSORT:A Republica dos Argonautas}}\n\n[[Categoria:Livros do Brasil]]\n[[Categoria:Livros infantis do Brasil]]"}]},"6264814":{"pageid":6264814,"ns":0,"title":"1838 no Brasil","revisions":[{"contentformat":"text/x-wiki","contentmodel":"wikitext","*":"{{Ano no Brasil|1838}}\nEsta \u00e9 uma [[cronologia]] dos fatos acontecimentos de ano [[1838]] no [[Brasil]].\n\n
\n\n== Incumbente ==\n\n* [[Lista de monarcas do Brasil|Imperador]] \u2013 [[Pedro II do Brasil|D. Pedro II]] (9 de abril de 1831-15 de novembro de 1889)\n\n== Eventos ==\n* [[2 de janeiro]]: O [[Arquivo Nacional (Brasil)|Arquivo P\u00fablico Nacional]] \u00e9 institu\u00eddo no Rio de Janeiro.\n* [[28 de fevereiro]]: A Assembleia Provincial \u00e9 instalada no Par\u00e1.\n* [[16 de mar\u00e7o]]: Fim da [[Sabinada]].\n* [[25 de mar\u00e7o]]: O [[Col\u00e9gio Pedro II|Col\u00e9gio Dom Pedro II]] \u00e9 inaugurado no Rio de Janeiro.\n* [[2 de outubro]]: O [[Instituto Hist\u00f3rico e Geogr\u00e1fico Brasileiro]] \u00e9 fundado no Rio de Janeiro.https://brasilescola.uol.com.br/historiab/a-criacao-instituto-historico-geografico-brasileiro.htm\n* [[5 de novembro]]: Rebeli\u00e3o de escravos nas fazendas do capit\u00e3o-mor [[Manuel Francisco Xavier]], em [[Vassouras]], no Rio de Janeiro.\n* [[13 de dezembro]]: In\u00edcio da [[Balaiada]], no [[Maranh\u00e3o]].\n\n==Nascimentos==\n*[[13 de janeiro]]: [[Andr\u00e9 Rebou\u00e7as]], engenheiro (m. [[1898]]).\n{{Refer\u00eancias}}\n[[Categoria:1838 no Brasil]]"}]},"5502503":{"pageid":5502503,"ns":0,"title":"Dominique Provost-Chalkley","revisions":[{"contentformat":"text/x-wiki","contentmodel":"wikitext","*":"{{Mais fontes-bpv|data=mar\u00e7o de 2020}}\n{{Info/Ator\n| nome = Dominique Chalkley\n| nome_denascimento = Laura Dominique Provost-Chalkley\n| atividade = 2009\u2013presente\n| conhecido_por = \n| imagem = Imagem:Dominique Provost-Chalkley.jpg||180px|Legenda\n| legenda = Dominique Chalkley\n| nascimento_data = {{dni|24|3|1990}}\n| ocupa\u00e7\u00e3o = [[Atriz]]\n| nascimento_local = [[Bristol]], [[Reino Unido]]\n| nacionalidade = [[brit\u00e2nica]]\n| Companheira = \n}}\n\n'''Laura Dominique Provost-Chalkley''' ([[Bristol]], [[24 de mar\u00e7o]] de [[1990]]) \u00e9 uma [[atriz]] [[brit\u00e2nica]], mais conhecida por interpretar Waverly Earp na s\u00e9rie de televis\u00e3o [[Wynonna Earp]].\n\n==Biografia e carreira==\nDominique nasceu em [[24 de mar\u00e7o]] de [[1990]], no [[Reino Unido]]. \n\nEla originalmente fez o teste para o papel principal de Wynonna, mas mais tarde foi chamada de volta para um teste como Waverly.{{Citar web|url=http://www.bleedingcool.com/2016/03/31/dominique-provost-chalkley-on-becoming-wynonna-earps-sister-studying-revenants-and-youthful-enthusiasm/|titulo=Dominique Provost-Chalkley On Becoming Wynonna Earp's Sister, Studying Revenants And Youthful Enthusiasm|obra=Bleedingcool.com}} Seu papel na s\u00e9rie tem atra\u00eddo a aten\u00e7\u00e3o de v\u00e1rios f\u00e3s da comunidade [[LGBT]], por sua performance como uma personagem que se envolve com outra mulher.{{citar web|url=http://www.curvemag.com/Culture/Why-There-Should-Always-Be-ClexaCon-1797/|titulo=Why There Should Always Be ClexaCon|data=06/01/2018|acessodata=15/05/2019|publicado=Curve Magazine|ultimo=Tedesco|primeiro=Lisa}}http://www.newnownext.com/dominique-provost-chalkley-wynonna-earp/06/2017/ \n\nEla tamb\u00e9m interpretou Holly em ''Viva Forever!'', um\u00a0musical sobre as [[Spice Girls]], em West End de 11 de dezembro de 2012 a 29 de junho de 2013.{{Citar peri\u00f3dico|ultimo=Sawyer|primeiro=Miranda|data=2012-12-16|titulo=Viva Forever! \u2013 review|url=https://www.theguardian.com/music/2012/dec/16/viva-forever-spice-girls-review|jornal=The Observer|lingua=en-GB|issn=0029-7712}} \n\nEm 2015, ela particiou no filme [[Avengers: Age of Ultron|Vingadores: Age of Ultron]] como Zrinka. Em 2017, Dominique interpretou o papel de Elle Sheridan no filme The Carmilla Movie, baseado na webs\u00e9rie [[Carmilla]]. \n\nEm 2018, Chalkley e o elenco de [[Wynonna Earp]] receberam o People's Choice Awards de melhor show de fic\u00e7\u00e3o cient\u00edfica.{{Citar web|titulo=Earpers Rejoice! Wynonna Earp Wins a People\u2019s Choice Award|url=https://www.syfy.com/wynonnaearp/blog/earpers-rejoice-wynonna-earp-wins-a-peoples-choice-award|obra=SYFY|acessodata=2019-05-16|lingua=en}}\n\nEm 2020, Dominique e o elenco de [[Wynonna Earp]] receberam o segundo People's Choice Awards de melhor show de fic\u00e7\u00e3o cient\u00edfica.\n\n==Vida pessoal==\nFilha de Danielle Provost, e de Christopher Chalkley, um artista pl\u00e1stico e ativista, gerente, fundador e presidente da Rep\u00fablica Popular de Stokes Croft (PRSC), um coletivo que visa valorizar o bairro com arte e artistas locais. \n\nEla \u00e9 meio [[Franco-canadianos|Franco-Canadense]] (pelo lado materno).{{Citar web|url=http://www.digitaljournal.com/a-and-e/entertainment/wynonna-earp-s-dominique-provost-chalkley-talks-waverly/article/463794|titulo=Wynonna Earp's Dominique Provost-Chalkley on Waverly (Includes interview)|obra=Digitaljournal.com}} Dominique come\u00e7ou a dan\u00e7ar aos 4 anos de idade e aos 16, ela deu in\u00edcio aos estudos de atua\u00e7\u00e3o e canto na ''The Laine Theatre Arts School'' {{Citar web|titulo=Dominique Provost-Chalkley|url=https://www.syfy.com/wynonnaearp/cast/dominique-provost-chalkley/1|obra=SYFY|acessodata=2019-05-16|lingua=en}}{{Citar web|titulo=ABOUT|url=https://www.dominiquepc.com/about|obra=dominiquepc|acessodata=2019-05-16|lingua=en}} \n\nA atriz namorou o cantor e ex-participante do The Voice UK, Max Milner, de 2012 a 2013.\n\n\u00c9 apoiadora do movimento vegano, e colabora em movimentos em prol da melhoria de causas clim\u00e1ticas. Tem um movimento chamado Start The Wave, que conta com v\u00eddeos, postagens, e conte\u00fado sobre causas que apoia.\n\nNo dia 24 de mar\u00e7o de 2020, no dia do seu anivers\u00e1rio de 30 anos, postou um [http://www.startthewave.org/rainbow-waves/ texto] no \"Start the Wave\" assumindo sua bi/pansexualidade, afirmando que se interessa por pessoas, pelo amor.\n\n== Filmografia ==\n\n===Cinema===\n{| class=\"wikitable sortable\" style=\"margin-bottom: 10px;\"\n! Ano\n! T\u00edtulo\n!Papel\n! class=\"unsortable\" | Notas\n|-\n|2012\n|''The Seasoning House''\n|Vanya\n|\n|-\n|2015\n|''[[Avengers: Age of Ultron|Vingadores: Age of Ultron]]''\n|Zrinka\n|\n|-\n|rowspan=3|2017\n|''Beautiful Devils''\n|Emmy\n|Filme\n|-\n|''Buckout Road''\n|Cleo\n|Filme\n|-\n|''Carmilla:The movie''\n|Elle\n|Filme para internet\n|}\n\n===Televis\u00e3o===\n{| class=\"wikitable sortable\" style=\"margin-bottom: 10px;\"\n! Ano\n! T\u00edtulo\n!Papel\n! class=\"unsortable\" | Notas\n|-\n|2008\n|''[[Britannia High]]''\n|Dan\u00e7arina\n|8 epis\u00f3dios\n|-\n|2012\n|''The Midnight Beast''\n|Jenny\n|Epis\u00f3dio: \"Boyband\"\n|-\n|2016\u2013presente\n|''[[Wynonna Earp]]''\n|Waverly Earp\n|Papel principal\n|-\n|2016\n|''Murdoch Mysteries''\n|Elizabeth Atherly\n|2 epis\u00f3dios de \"Grandes Bolas de Fogo\" parte 1 e 2\n|-\n|rowspan=3|2017\n|''[[12 Monkeys (s\u00e9rie de televis\u00e3o)|12 Macacos]]''\n|Arianna\n|Epis\u00f3dio: \"M\u00e3e\"\n|-\n|''Neverknock''\n|Grace\n|Filme para TV\n|-\n|''Separated at Birth''\n|Terri Marshall\n|Filme para TV\n|}\n\n==Pr\u00eamios==\n{| class=\"wikitable sortable\" style=\"margin-bottom: 10px;\"\n! Ano\n! Pr\u00eamio\n! Categoria\n! Resultado\n|-\n|2018\n|[[E! People's Choice Awards|People's Choice Awards]]\n|Melhor Show de Fic\u00e7\u00e3o Cient\u00edfica por ''[[Wynonna Earp]]''\n|{{venceu}}\n|-\n|2019\n|Canadian Screen Awards\n|Escolha do p\u00fablico\n|{{venceu}}\n|-\n|}\n\n==Liga\u00e7\u00f5es externas==\n*{{Website|http://dominiquepc.co.uk}}\n*{{Imdb nome|3176450|id=3176450}}\n*{{twitter|DominiqueP_C}}\n*{{instagram|dominiquep_c}}\n\n{{Refer\u00eancias}}\n\n[[Categoria:Atrizes do Reino Unido]]\n[[Categoria:Atrizes de televis\u00e3o do Reino Unido]]\n[[Categoria:Pessoas vivas]]"}]},"4565215":{"pageid":4565215,"ns":0,"title":"Izvor (Svrljig)","revisions":[{"contentformat":"text/x-wiki","contentmodel":"wikitext","*":"{{Info/Localidade da S\u00e9rvia\n|Nome = Izvor\n|Nome Cir\u00edlico = {{lang|sr|\u0418\u0437\u0432\u043e\u0440}}\n|Imagem = \n|Legenda = \n|Bras\u00e3o = \n|Mapa =\n|Lema =\n|Prov\u00edncia = [[S\u00e9rvia central]]\n|Regi\u00e3o = [[Svrljig (regi\u00e3o)|Svrljig]], [[Golak (regi\u00e3o)|Golak]]\n|Distrito = [[Ni\u0161ava (distrito)|Ni\u0161ava]]\n|Munic\u00edpio = [[Svrljig]]\n|lat_deg = |lat_min = |lat_sec =\n|lon_deg = |lon_min = |lon_sec =\n|Altitude = 477\n|\u00c1rea = \n|Popula\u00e7\u00e3o = 438\n|Censo = 2011\n|Densidade =\n|Placa =\n|C\u00f3digo postal = \n|C\u00f3digo telefone=\n|Endere\u00e7o =\n|Website sem www=\n|e-mail =\n|Prefeito = \n|Partido =\n|Nuts =\n|Mapa distrito =\n|Mapa regi\u00e3o =\n}}\n'''Izvor''' (em [[Alfabeto cir\u00edlico|cir\u00edlico]]:'' {{lang|sr|\u0418\u0437\u0432\u043e\u0440}}'') \u00e9 uma vila da [[S\u00e9rvia]] localizada no munic\u00edpio de [[Svrljig]], pertencente ao distrito de [[Ni\u0161ava (distrito)|Ni\u0161ava]], na regi\u00e3o de [[Svrljig (regi\u00e3o)|Svrljig]], [[Golak (regi\u00e3o)|Golak]]. A sua popula\u00e7\u00e3o era de 438 habitantes segundo o censo de 2011.{{citar web|url=http://media.popis2011.stat.rs/2011/prvi_rezultati.pdf|t\u00edtulo=Recensement de la population, des m\u00e9nages et des logements dans la R\u00e9publique de Serbie 2011|data=10 de novembro de 2011|publicado=Site de l'Institut de statistiques de la [[S\u00e9rvia|R\u00e9publique de Serbie]]|acessodata=}}{{Hist\u00f3rico da popula\u00e7\u00e3o (S\u00e9rvia)}}\n\n== Demografia ==\n{{Demografia|\n|1948= 1930\n|1953= 1996\n|1961= 1908\n|1971= 1497\n|1981= 1259\n|1991= 924\n|2002= 722{{Historique de la population (Serbie)}}\n|2011= 438\n}}\n\n\n\n{{Refer\u00eancias}}\n\n== Liga\u00e7\u00f5es externas ==\n* {{citar web|url=http://www.maplandia.com/serbia-and-montenegro/srbija/izvor-43-25-21-n-22-11-45-e/ |t\u00edtulo=Izvor (Svrljig) Map|data=|publicado=Maplandia.com|acessodata=|l\u00edngua=en}}\n* {{citar web|url=http://www.fallingrain.com/world/RI/00/Izvor7.html |t\u00edtulo=Izvor (Svrljig) Map|data=|publicado=Fallingrain.com|acessodata=|l\u00edngua=en}}\n\n{{Distrito de Ni\u0161ava}}\n{{Esbo\u00e7o-geo-servia}}\n{{Portal3|S\u00e9rvia}}\n\n[[Categoria:Vilas de Ni\u0161ava]]"}]},"3604850":{"pageid":3604850,"ns":0,"title":"The Big Goodbye","revisions":[{"contentformat":"text/x-wiki","contentmodel":"wikitext","*":"{{Info/Epis\u00f3dio de s\u00e9rie\n |t\u00edtulo = The Big Goodbye\n |s\u00e9rie =
[[Star Trek: The Next Generation]]\n |imagem = TheBigGoodbye-PicardData.jpg\n |tamanho = 250px\n |legenda = Picard e Data na simula\u00e7\u00e3o de Dixon Hill.\n |temporada = 1\n |epis\u00f3dio = 12\n |escritor = Tracy Torm\u00e9\n |diretor = Joseph L. Scanlan\n |produ\u00e7\u00e3o = 40271-113\n |exibi\u00e7\u00e3o_data = {{dtlink|11|1|1988}}\n |dura\u00e7\u00e3o = \n |convidados = [[Lawrence Tierney]] como Cyrus Redblock
Harvey Jason como Felix Leech
William Boyett como Dan Bell
David Selburg como Whalen
Gary Armagnac como McNary
Mike Genovese como sargento da recep\u00e7\u00e3o
Dick Miller como vendedor
Carolyn Allport como Jessica Bradley
Rhonda Aldrich como secret\u00e1ria
Erik Cord como capanga\n |ant = Haven\n |prox = Datalore\n |lista de epis\u00f3dios = [[Anexo:Lista de epis\u00f3dios de Star Trek: The Next Generation|Lista de epis\u00f3dios de
''Star Trek: The Next Generation'']]\n}}\n'''\"The Big Goodbye\"''' \u00e9 o d\u00e9cimo segundo epis\u00f3dio da primeira temporada da s\u00e9rie de fic\u00e7\u00e3o cient\u00edfica ''[[Star Trek: The Next Generation]]''. Ele foi ao ar pela primeira vez em {{dtlink|11|1|1988}} nos [[Estados Unidos]] pela sindica\u00e7\u00e3o. Nele, o Capit\u00e3o [[Jean-Luc Picard|Picard]] e alguns tripulantes da ''[[USS Enterprise (NCC-1701-D)|Enterprise]]'' ficam presos em uma simula\u00e7\u00e3o de holodeque \u00e0 caminho de uma importante miss\u00e3o diplom\u00e1tica.\n\nO epis\u00f3dio foi escrito por Tracy Torm\u00e9 como uma homenagem aos ''[[Film noir|films noir]]'' da d\u00e9cada de 1940, especialmente ''[[Rel\u00edquia Macabra|The Maltese Falcon]]''. [[Rob Bowman]] inicialmente seria o diretor do epis\u00f3dio, por\u00e9m o cargo foi entregue a Joseph L. Scanlan depois de problemas na produ\u00e7\u00e3o de \"Datalore\".\n\n\"The Big Goodbye\" \u00e9 muito elogiado pela equipe do programa, mas nem tanto pela cr\u00edtica especializada. Ele venceu um Peabody Award e um [[Primetime Emmy Award]], tendo ainda recebido uma outra indica\u00e7\u00e3o.\n\n==Enredo==\nA [[USS Enterprise (NCC-1701-D)|USS ''Enterprise'']] est\u00e1 em uma miss\u00e3o para Torona IV com o objetivo de abrir negocia\u00e7\u00f5es com os jaradas em nome da [[Federa\u00e7\u00e3o Unida dos Planetas]]. Os jaradas s\u00e3o meticulosos acerca de protocolo: quando a Federa\u00e7\u00e3o tentou contat\u00e1-los pela \u00faltima vez, um simples erro de pronuncia\u00e7\u00e3o na sauda\u00e7\u00e3o os fez recusar qualquer tipo de contato at\u00e9 o presente. O Capit\u00e3o [[Jean-Luc Picard]] deve fazer a sauda\u00e7\u00e3o, por\u00e9m os ensaios s\u00e3o cansativos e ele decide descansar no holodeque com um programa de Dixon Hill. No holodeque, como Hill, Picard assume o caso de Jessica Bradley, que acredita que Cyrus Redblock est\u00e1 tentando mat\u00e1-la. Picard deixa o holodeque para continuar o programa posteriormente, confirmando o tempo estimado de chegada da ''Enterprise'' em Torona. Ele convida a Dra. [[Beverly Crusher|Crusher]] e o historiador Whalen para se juntarem a ele na visita seguinte ao holodeque. Enquanto a Dra, Crusher se prepara, Picard, Whalen e [[Data (Star Trek)|Data]] retornam ao programa, descobrindo que Jessica foi assassinada. Quando Picard explica aos outros que ela estava em seu escrit\u00f3rio no dia anterior, eles s\u00e3o presos pelo policial McNary. Enquanto s\u00e3o levados, a Dra. Crusher se junta a eles na delegacia.{{citar web|url=http://www.startrek.com/database_article/big-goodbye|t\u00edtulo=Big Goodbye, The|obra=StarTrek.com|acessodata=4 de abril de 2012 }}\n\nEnquanto isso, quando a ''Enterprise'' fica ao alcance das comunica\u00e7\u00f5es dos jaradas, eles s\u00e3o saudados, causando uma moment\u00e2nea oscila\u00e7\u00e3o na energia da nave. Os jaradan exigem sua sauda\u00e7\u00e3o, e ficam insultados por terem de falar com outra pessoa diferente do capit\u00e3o. A tripula\u00e7\u00e3o tenta chamar Picard, por\u00e9m n\u00e3o conseguem, descobrindo que as fun\u00e7\u00f5es do holodeque foram afetadas pelo sinal dos jaradas, impedindo que eles abram as portos da sala. [[Geordi La Forge|La Forge]] e [[Wesley Crusher|Wesley]] come\u00e7am a trabalhar para consertarem os sistemas.\n\nDentro do holodeque, o grupo \u00e9 liberado pela pol\u00edcia e retornam para o escrit\u00f3rio de Hill. L\u00e1, o Sr. Leech espera por Picard, exigindo um objeto que Jessica teoricamente tinha lhe dado. Quando Picard n\u00e3o entende, Leech atira em Whalen. Enquanto a Dra. Crusher cuida dele, Picard e Data percebem que os protocolos de seguran\u00e7a do holodeque foram desativados, e que eles n\u00e3o podem sair. Redblock se junta a Leech e continua a exigir o objeto. O policial McNary tamb\u00e9m se envolve no impasse, tendo seguido o grupo ap\u00f3s o interrogat\u00f3rio. Picard tenta explicar a natureza do holodeque, por\u00e9m Redblock se recusa a acreditar.\n\nDo lado de fora, Wesley descobre que o holodeque pode ter convertido a tripula\u00e7\u00e3o em sinais hologr\u00e1ficos, e eles n\u00e3o podem simplesmente desligar o sistema. Ao inv\u00e9s disso, eles decidem reiniciar o programa, brevemente fazendo com que o grupo seja colocado no meio de uma tempestade de neve antes de voltarem para o escrit\u00f3rio de Hill. A reinicializa\u00e7\u00e3o, entretanto, conserta o problema, e a porta de sa\u00edda aparece. Redblock e Leech, acreditando que a porta leva a um novo mundo, deixam o holodeque apesar dos avisos de Picard, desintegrando-se logo em seguida. Picard agradece McNary pela ajuda, por\u00e9m diz que este \u00e9 o \"\u00faltimo adeus\" ao deixar o holodeque. A Dra. Crusher leva Whalen a enfermaria ao mesmo tempo que Picard vai para a ponte, no exato momento para saudar os jaradas com a sauda\u00e7\u00e3o correta. Os jaradan aceitam a sauda\u00e7\u00e3o, iniciando negocia\u00e7\u00f5es com a Federa\u00e7\u00e3o.\n\n==Produ\u00e7\u00e3o==\nA premissa b\u00e1sica de \"The Big Goodbye\" foi na realidade concebida por [[Gene Roddenberry]], que havia sugerido fazer uma hist\u00f3ria de detetive no holodeque. Foi o roteirista Tracy Torm\u00e9, entretanto, que adicionou as in\u00fameras refer\u00eancias de ''[[film noir]]'' ao roteiro, j\u00e1 que ele era um grande f\u00e3 do g\u00eanero. Os eventos do programa de Dixon Hill mostrados no epis\u00f3dio foram uma homenagem ao filme ''[[Rel\u00edquia Macabra|The Maltese Falcon]]'': Cyrus Redblock foi inspirado no personagem Kasper Gutman, interpretado por Sydney Greenstreet, e Felix Leech foi baseado no Joel Cairo de [[Peter Lorre]]. O diretor Joseph L. Scanlan tamb\u00e9m disse que o escrit\u00f3rio de Hill era uma homenagem ao escrit\u00f3rio do personagem de [[Humphrey Bogart]], com uma janela semelhante e percianas.{{citar livro|t\u00edtulo=Captains' Logs: The Unauthorized Complete Trek Voyages|ano=1995|autor=Gross, Edward; Altman, Mark A.|editora=Little Brown & Co.|id=ISBN 0316329576 }}\n\nOriginalmente, Dixon Hill se chamaria Dixon Steele, em homenagem ao filme favorito de Torm\u00e9 estrelando Bogart, ''[[In a Lonely Place]]'', por\u00e9m teve de ser alterado por ser muito semelhante ao nome do protagonista da ent\u00e3o s\u00e9rie de sucesso ''[[Remington Steele]]''.{{citar livro|t\u00edtulo=Star Trek: The Next Generation Companion|ano=2003|editora=Pocket Books|autor=Nemecek, Larry|id=ISBN 0743457986 }}\n\nAs filmagens ocorreram entre 19 e 27 de outubro de 1987. [[Rob Bowman]] inicialmente dirigiria \"The Big Goodbye\", por\u00e9m o trabalho foi entregue a Scanlan quando problemas de \u00faltima hora apareceram na produ\u00e7\u00e3o de \"Datalore\"; por isso, os dois epis\u00f3dio trocaram de lugar na ordem de exibi\u00e7\u00e3o. Scanlan e Torm\u00e9 sugeriram filmar as cenas do holodeque em branco e preto, por\u00e9m [[Rick Berman]] e Robert H. Justman discordaram, dizendo que o holodeque n\u00e3o poderia alterar a apar\u00eancia dos personagens. Al\u00e9m disso, restri\u00e7\u00f5es or\u00e7ament\u00e1rias impediram que os jaradas fossem mostrados no epis\u00f3dio; Torm\u00e9 ficou decepcionado com isso, tendo descrito toda sua apar\u00eancia no roteiro, \"[criaturas] parecidas com vespas; pretos e amarelos, com caracter\u00edsticas de insetos pontiagudos e balan\u00e7ado antenas pretas\".{{citar web|url=http://www.st-minutiae.com/academy/literature329/113.txt|primeiro=Tracy|\u00faltimo=Torm\u00e9|t\u00edtulo=The Big Good-bye|acessodata=4 de abril de 2012|data=1987 }}\n\nA can\u00e7\u00e3o \"Out of Nowhere\", escrita por Edward Heyman e Johnny Green, aparece no epis\u00f3dio no escrit\u00f3rio de Dixon Hill quando Picard entra no holodeque pela primeira vez. Isso foi uma sujest\u00e3o de Justman; o compositor [[Dennis McCarthy]] arranjou uma vers\u00e3o da m\u00fasica que tamb\u00e9m pode ser ouvida na trilha sonora do epis\u00f3dio.\n\nO ator [[Gregory Itzin]] disse em uma entrevista que ele originalmente tinha sido contratado para aparecer neste epis\u00f3dio como McNary, por\u00e9m acabou decidindo fazer uma epis\u00f3dio de ''[[L.A. Law]]''. Seu papel acabou sendo entregue a Gary Armagnac, e Itzin se arrependeria de sua decis\u00e3o por \"The Big Goodbye\" ter se tornado um dos epis\u00f3dios \"cl\u00e1ssicos\" de ''The Next Generation''.{{citar web|url=http://www.thestream.tv/watch.php?v=269|t\u00edtulo=Filmnut #124|data=8 de agosto de 2007|obra=theStream.TV|acessodata=4 de abril de 2012|arquivourl=https://web.archive.org/web/20120311031324/http://www.thestream.tv/watch.php?v=269|arquivodata=2012-03-11|urlmorta=yes}}\n\n==Recep\u00e7\u00e3o==\n\"The Big Goodbye\" n\u00e3o foi muito bem recebido pela m\u00eddia especializada. Zack Handlen, da ''The A.V. Club'', deu ao epis\u00f3dio uma nota \"B\u2013\", dizendo \"lhe dou pontos por ser inofensivamente bobo, e por pelo menos ter uma ideia central sustent\u00e1vel, por\u00e9m o ritmo n\u00e3o \u00e9 bom e os \u00faltimos dez minutos apenas acontecem\".{{citar web|url=http://www.avclub.com/articles/the-big-goodbyedataloreangel-one,40656/|obra=The A.V. Club|primeiro=Zack|\u00faltimo=Handlen|t\u00edtulo=\"The Big Goodbye\"/\"Datalore\"/\"Angel One\"|acessodata=4 de abril de 2012|data=30 de abril de 2010 }} A ''[[TV Guide]]'' criticou \"The Big Goodbye\" por ser muito semelhante a \"A Piece of the Action\", da [[Star Trek (s\u00e9rie original)|s\u00e9rie original]], que envolvia uma cultura planet\u00e1ria baseada na [[Chicago]] da d\u00e9cada de 1930; Torm\u00e9 rebateu tal cr\u00edtica alegando que ela se baseava apenas na apari\u00e7\u00e3o de \"ternos\".\n\nApesar disso, a equipe da s\u00e9rie o recebeu com muito mais entusiasmo. O produtor Maurice Hurley o descreveu como um \"sopro de ar fresco\", explicando que \"ele foi divertido de se fazer. Tinha humor e vida. [...] Ele \u00e9 diferente, por\u00e9m absolutamente dentro do formato de ''[[Star Trek]]''. Tudo funcionou\". O ator [[Wil Wheaton]] deu a \"The Big Goodbye\" uma nota \"A\", comentando que \"esse foi um dos nossos favoritos de se filmar [na primeira temporada]. N\u00e3o existe um ator no mundo que n\u00e3o ame fazer um trabalho de \u00e9poca, e acho que nossa verdadeira alegria ao filmar 'The Big Goodbye' passou para nossas interpreta\u00e7\u00f5es [...] \u00c9 uma mudan\u00e7a sutil em rela\u00e7\u00e3o aos epis\u00f3dios anteriores, mas essa foi a primeira vez que o p\u00fablico podia realmente sentir os atores \u2013 e consequentemente os personagens \u2013 formando-se e estabelecendo-se\".{{citar web|url=http://www.aoltv.com/2007/07/11/star-trek-the-next-generation-the-big-goodbye/|obra=AOL TV|acessodata=4 de abril de 2012|\u00faltimo=[[Wil Wheaton|Wheaton, Will]]|t\u00edtulo=Star Trek: The Next Generation: The Big Goodbye|data=11 de julho de 2007 }}\n\n\"The Big Goodbye\" \u00e9 at\u00e9 hoje o \u00fanico epis\u00f3dio da franquia ''Star Trek'' a ser indicado e a vencer o Peabody Award de Excel\u00eancia em Transmiss\u00e3o Televisiva.{{citar web|url=http://www.peabody.uga.edu/winners/winners_1980s.php#1987|t\u00edtulo=Winners - 1980's|acessodata=4 de abril de 2012|obra=The Peabody Awards|arquivourl=https://web.archive.org/web/20121031172215/http://www.peabody.uga.edu/winners/winners_1980s.php#1987|arquivodata=2012-10-31|urlmorta=yes}} O epis\u00f3dio tamb\u00e9m venceu o [[Primetime Emmy Award]] de Melhor Figurino para uma S\u00e9rie (William Ware Theiss),{{citar web|url=http://www.emmys.com/award_history_search?person=&program=&start_year=1988&end_year=1988&network=All&web_category=366&winner=All|t\u00edtulo=Outstanding Costume Design For A Series - 1988|acessodata=4 de abril de 2012|obra=Primetime Emmy\u00ae Award Database }} e foi indicado na categoria de Melhor Fotografia (Edward R. Brown).{{citar web|url=http://www.emmys.com/award_history_search?person=&program=&start_year=1988&end_year=1988&network=All&web_category=362&winner=All|t\u00edtulo=Outstanding Cinematography For A Series - 1988|acessodata=4 de abril de 2012|obra=Primetime Emmy\u00ae Award Database }}\n\n{{Refer\u00eancias}}\n\n==Liga\u00e7\u00f5es externas==\n*[http://www.startrek.com/database_article/big-goodbye \"The Big Goodbye\"] {{en}} no StarTrek.com\n\n{{DEFAULTSORT:Big Goodbye, The}}\n[[Categoria:Epis\u00f3dios de Star Trek: The Next Generation]]\n[[Categoria:Epis\u00f3dios de 1988]]"}]},"1807319":{"pageid":1807319,"ns":0,"title":"Morannes","revisions":[{"contentformat":"text/x-wiki","contentmodel":"wikitext","*":"{{Info/Comuna da Fran\u00e7a|\n|nome = Morannes\n|regi\u00e3o = Pays de la Loire\n|departamento = Maine-et-Loire\n|\u00e1rea = 40.73\n|altitude = \n|latP = N| latG = 47| latM = 44|latS = 47\n|lonP = W| lonG = 0| lonM = 24|lonS = 56\n|popula\u00e7\u00e3o = 1599\n|densidade = auto\n|censo = 1999\n|insee = 49220\n|insee_ref = s\n|c\u00f3dpostal = 49640 \n|mapa = \n|mapaX = \n|mapaY = \n|escudo = Blason Morannes.svg\n|bandeira = \n|imagem = Morannes - Church - 4.jpg\n|legenda = \n|gent\u00edlico = \n|website = \n|notas = \n}}\n'''Morannes''' \u00e9 uma ex-[[comuna francesa]] na [[Regi\u00f5es administrativas francesas|regi\u00e3o administrativa]] da [[Pays de la Loire]], no [[Departamentos franceses|departamento]] de [[Maine-et-Loire]]. Estendeu-se por uma \u00e1rea de 40,73 [[Quil\u00f3metro quadrado|km\u00b2]]. {{Pop comuna francesa2|49220|40.73}}\n\nEm 1 de janeiro de 2016 foi fundida com a comuna de [[Chemir\u00e9-sur-Sarthe]] para a cria\u00e7\u00e3o da nova comuna de [[Morannes-sur-Sarthe]].[http://www.maine-et-loire.gouv.fr/IMG/pdf/AP_Morannes-sur-Sarthe_02_11_2015.pdf Arr\u00eat\u00e9 pr\u00e9fectoral]{{Liga\u00e7\u00e3o inativa|data=janeiro de 2019}} 2 de novembro de 2015 {{fr}}\n\n{{Refer\u00eancias}}\n\n{{esbo\u00e7o-geofr}}\n\n[[Categoria:Antigas comunas de Maine-et-Loire]]"}]},"95498":{"pageid":95498,"ns":0,"title":"Surfista Prateado","revisions":[{"contentformat":"text/x-wiki","contentmodel":"wikitext","*":"{{Mais notas|data=outubro de 2020}}\n{{Info/Super-her\u00f3i \n| imagem = Surfista Prateado.jpg\n| descri\u00e7\u00e3o =\n| nome = Surfista Prateado\n| publica\u00e7\u00e3o = [[Marvel Comics]]\n| cor = marvel\n| primeira apari\u00e7\u00e3o = [[The Fantastic Four]] Vol.1 #48 (Mar\u00e7o de 1966)\n| criador = [[Jack Kirby]], [[Stan Lee]]\n| filme =[[Quarteto Fant\u00e1stico e o Surfista Prateado]] (2007)
\n| nome completo = \n| nome real = Norrin Radd\n| terra natal = Zenn-La\n| alian\u00e7as = [[Defensores]]
Arautos de Galactus
Aniquiladores\n| ocupa\u00e7\u00e3o = ex-astr\u00f4nomo, ex-arauto de [[Galactus]], viajante c\u00f3smico.\n| parentes = Shalla-Bal (namorada)\n| estado atual =Ativo\n}}\n\n'''Surfista Prateado''' ({{lang-en|''Silver Surfer''}}) \u00e9 um [[super-her\u00f3i]] das hist\u00f3rias em quadrinhos norte-americanas da [[Marvel Comics]]. Teve sua primeira apari\u00e7\u00e3o como vil\u00e3o na revista ''Fantastic Four'' #48, em [[1966]]. Foi criado por [[Stan Lee]] e [[Jack Kirby]]. Tornou-se um dos her\u00f3is mais importantes do [[Universo Marvel]].\n\n==A Cria\u00e7\u00e3o==\nO Surfista Prateado surgiu pela primeira vez no arco de [[hist\u00f3rias em quadrinhos]] do Quarteto Fant\u00e1stico conhecido como \"A Trilogia de Galactus\",Thomas, Roy, ''Stan Lee's Amazing Marvel Universe'' (Sterling Publishing, New York, 2006), \"Moment 29: The Galactus Trilogy\", pp. 112-115. ISBN 1-4027-4225-8; ISBN 978-1-4027-4225-5''Marvel Spotlight: Fantastic Four and Silver Surfer'' (2007; no month): \"Jack Kirby's The Galactus Trilogy\", by Erik Larsen, pp. 10-21 (unnumbered). que estava sendo preparado para comemorar a 50\u00aa edi\u00e7\u00e3o da revista ''Fantastic Four.'' Como de costume, Stan Lee escreveu o argumento e passou para Jack Kirby. Nesse primeiro momento, n\u00e3o havia qualquer men\u00e7\u00e3o ao personagem. Quando Kirby apresentou os desenhos para que Lee colocasse os di\u00e1logos e demais finaliza\u00e7\u00f5es, o autor notou que havia sido inclu\u00edda a figura de um ser que voava em uma prancha de [[surfe]]. Kirby justificou o personagem alegando que um ser t\u00e3o poderoso como Galactus deveria ter um arauto. E perguntado sobre o porqu\u00ea de uma prancha, o artista afirmou estar cansado de desenhar naves espaciais. Lee de imediato gostou da ideia, e acabou por achar que o desenho do personagem o dava uma postura nobre, passando a desenvolv\u00ea-lo nesse sentido. O Surfista apareceu em outras hist\u00f3rias do Quarteto, chamando a aten\u00e7\u00e3o de Alicia Masters, a namorada cega do [[Coisa (Marvel Comics)|Coisa]]. Depois enfrentaria o [[Doutor Destino]] e participaria de uma aventura do [[Hulk]], at\u00e9 que Lee resolvesse lan\u00e7ar uma revista tendo ele como o her\u00f3i principal.{{citar peri\u00f3dico|ultimo=Di Sessa|primeiro=Leonardo Vicente|data=|ano=2016|mes=dezembro|titulo=Filosofia c\u00f3smica|jornal=[[Mundo dos Super-Her\u00f3is]]|numero=84|editora=[[Editora Europa]]|doi=|url=|acessadoem=}}\n\n==Origem==\nA hist\u00f3ria de sua origem remonta a [[Galactus]], o devorador de mundos, uma das maiores for\u00e7as do [[Universo Marvel]].\n\nNa primeira s\u00e9rie da revista pr\u00f3pria do her\u00f3i foi contada a saga do Surfista, que antes de se tornar o Surfista Prateado era conhecido apenas como Norrin Radd, um nobre [[astr\u00f4nomo]] que vivia no planeta Zenn-La, Sistema Deneb, [[Via L\u00e1ctea]]. Quando o Devorador de mundos chegou a seu planeta, em uma atitude desesperada para salvar sua amada Shalla Bal, Norrin se ofereceu para servir eternamente a Galactus como seu [[arauto]]. A barganha funcionou, e ent\u00e3o o vil\u00e3o concedeu-lhe uma pequena fra\u00e7\u00e3o de seus poderes e poupou Zenn-La e todos os seus habitantes. Norrin Radd foi condenado a vagar pelo [[Universo]] \u00e0 procura de planetas que pudessem satisfazer a fome de seu mestre.\n\nOs poderes enormes concedidos, uma pel\u00edcula prateada sob a pele e um ve\u00edculo espacial similar ao formato de uma prancha de surfe - modelada a partir de uma fantasia de inf\u00e2ncia de Radd - o permitem vaguear pelo cosmos, sempre buscando por novos mundos para que Galactus os consuma.\n\nRebatizado agora de Surfista Prateado, com sua mem\u00f3ria anterior ao evento apagada, ele serviu durante eras como arauto de Galactus, surfando pelo cosmos em sua prancha de prata. Assim foi sua vida at\u00e9 chegar a Terra, um planeta que ele percebeu ser habitado mas que n\u00e3o conseguiu livrar de Galactus, que n\u00e3o queria mais esperar para se alimentar. Na Terra, ele conheceu o [[Quarteto Fant\u00e1stico]] e, comovido pela nobreza dos seres humanos que insistiram em continuar numa luta que considerava perdida, aliou-se a eles contra a entidade c\u00f3smica. E assim conseguiu expulsa-lo do planeta, ao lado do Quarteto e com a ajuda do [[Uatu, o Vigia|Vigia]].\n\nComo puni\u00e7\u00e3o por sua trai\u00e7\u00e3o, o devorador de mundos cria uma barreira invis\u00edvel na atmosfera, o deixando aprisionado na Terra.''[[Fantastic Four]]'' #48 (March 1966) Nesse ponto alguns citam a hist\u00f3ria [[B\u00edblia|b\u00edblica]] de [[L\u00facifer]], o [[anjo]] ca\u00eddo, como a inspira\u00e7\u00e3o de Lee.\n\nPosteriormente, o Quarteto Fant\u00e1stico conseguiu fazer com que o Surfista ficasse livre de seu confinamento. Desde ent\u00e3o, ele vagou pelo espa\u00e7o, numa mistura de aventureiro e fil\u00f3sofo c\u00f3smico. Tremendamente honrado, o Surfista n\u00e3o hesita em lutar contra as injusti\u00e7as das quais toma conhecimento, j\u00e1 tendo ajudado os her\u00f3is da Terra em muitas ocasi\u00f5es, desde a sua liberta\u00e7\u00e3o.\n\n==Poderes e habilidades==\nO Surfista Prateado det\u00e9m o Poder C\u00f3smico, que o permite absorver e manipular as energias c\u00f3smicas ambientais do universo. Pode aumentar sua for\u00e7a a n\u00edveis incalcul\u00e1veis, e \u00e9 quase indestrut\u00edvel. Pode viajar pelo [[espa\u00e7o sideral]], o hiper-espa\u00e7o e atrav\u00e9s de barreiras dimensionais. Pode voar em velocidades praticamente ilimitadas em sua prancha, em algumas ocasi\u00f5es incorporando o hiper-espa\u00e7o quando excede a [[velocidade da luz]]. Ele tamb\u00e9m j\u00e1 provou ser capaz de viajar no tempo em algumas ocasi\u00f5es. O Surfista n\u00e3o precisa comer, beber, respirar nem dormir, sendo sustentado inteiramente pelo poder c\u00f3smico. \u00c9 imune aos extremos da temperatura e \u00e0 maioria das [[radia\u00e7\u00e3o|radia\u00e7\u00f5es]]. Pode sobreviver em ambientes do [[v\u00e1cuo]] tais como o espa\u00e7o sideral e o hiper-espa\u00e7o. Pode canalizar, analisar e manipular a [[mat\u00e9ria]], energia e reestruturar ou animar a mat\u00e9ria conforme sua vontade, at\u00e9 transmutar elementos. Pode curar seres vivos (embora n\u00e3o possa ressuscitar os mortos), e provou ser capaz de revitalizar ou de evoluir a vida org\u00e2nica em escala planet\u00e1ria. Pode alterar seu pr\u00f3prio tamanho ou de outra mat\u00e9ria, criar ilus\u00f5es, disparar rajadas de energia, formar e manipular construtos de energia, manipular a [[gravidade]], absorver e descarregar a maioria das formas da energia, atravessar mat\u00e9ria s\u00f3lida. Seus sentidos permitem-no detectar objetos e energias a [[ano-luz|anos-luz]] de dist\u00e2ncia, e de perceber a mat\u00e9ria e a energia a n\u00edvel subat\u00f4mico; pode at\u00e9 mesmo ver atrav\u00e9s do tempo e, concentrado, pode conseguir percep\u00e7\u00e3o limitada de eventos passados e futuros em sua vizinhan\u00e7a geral. O Surfista demonstrou habilidade [[telepatia|telep\u00e1tica]] por algumas vezes e provou ser capaz de influenciar em escala planet\u00e1ria a emo\u00e7\u00e3o e a sensa\u00e7\u00e3o dos humanos. O Surfista j\u00e1 demonstrou resist\u00eancia a manipula\u00e7\u00e3o de sua alma e j\u00e1 foi capaz de atacar a alma de outros seres. Ele tamb\u00e9m possui a consci\u00eancia c\u00f3smica, que \u00e9 a capacidade de perceber e sentir altera\u00e7\u00f5es, mudan\u00e7as ou dist\u00farbios que estejam ocorrendo em qualquer lugar do universo.\n\n==Publica\u00e7\u00f5es==\nA Marvel lan\u00e7ou a primeira revista solo do her\u00f3i em 1968, um trabalho de Stan Lee e do desenhista [[John Buscema]] (que depois desenharia por anos as hist\u00f3rias do b\u00e1rbaro [[Conan]]). Os roteiros mostravam um her\u00f3i pacifista e nobre, preocupado com as [[guerras]] e com o destino da [[Terra]]. Causou estranheza aos leitores da Marvel da \u00e9poca, habituados com personagens violentos e anti-her\u00f3is como o [[Hulk]] ou o [[Coisa (Marvel Comics)|Marvel]]; e a revista acabou por ser cancelada ap\u00f3s dezoito n\u00fameros; menos de dois anos depois de ser criada.\n\nA partir de 1971, o Surfista Prateado viveria algumas aventuras com o rec\u00e9m-formado grupo de super-her\u00f3is chamado de [[Defensores]]. Compunham originariamente esse grupo [[Namor]], [[Hulk]] e [[Doutor Estranho]].\n\nNo ano de 1978, Stan Lee e Jack Kirby produziram a ''[[graphic novel]]'' ''Silver Surfer: Ultimate Cosmic Experience,'' revisitando a rela\u00e7\u00e3o do Surfista com Galactus.\n\nEm 1982, foi lan\u00e7ada uma edi\u00e7\u00e3o ''[[one-shot]]'', com roteiro e arte de [[John Byrne]], e script feito por Stan Lee. Na sua segunda s\u00e9rie solo, escrita por Steve Englehart, o Surfista foi enfim libertado de sua pris\u00e3o na Terra, e passou a vagar pelo [[universo]] infinito, procurando trazer liberdade e justi\u00e7a para todos que precisarem de sua ajuda. Depois de Englehart abandonar a revista, [[Jim Starlin]] assume os roteiros na edi\u00e7\u00e3o 34, e mostra Norrin Radd descobrindo que Galactus modificou sua alma e mente quando o transformou no Surfista, o tornando frio e sem emo\u00e7\u00f5es, at\u00e9 que ele chegasse a Terra e conhecesse a humanidade. No n\u00famero 49, Ron Marz passa a ser o roteirista, permanecendo at\u00e9 a edi\u00e7\u00e3o 102. Marz tamb\u00e9m escreveu um [[Crossover (fic\u00e7\u00e3o)|crossover]] em que o Surfista se encontra com o [[Lanterna Verde]] ([[Kyle Rayner]]). A segunda s\u00e9rie da revista durou at\u00e9 a edi\u00e7\u00e3o 146, de 1998.\n\nEntre [[1988]] e [[1989]], foi o protagonista da miniss\u00e9rie ''Par\u00e1bola'', uma rara incurs\u00e3o do desenhista franc\u00eas [[Moebius (banda desenhada)|Moebius]] no mundo dos quadrinhos de super-her\u00f3is. A saga foi escrita por Stan Lee e publicada no selo [[Epic Comics|Epic]]. A miniss\u00e9rie ganhou o [[Eisner Award para Best Limited Series|Eisner de Melhor s\u00e9rie limitada]].\n\nO personagem s\u00f3 voltaria a ter uma s\u00e9rie regular em 2003, escrita por Dan Chariton e Stacy Weiss. A hist\u00f3ria mostrava o Surfista de volta \u00e0 Terra, e teve apenas catorze edi\u00e7\u00f5es. Em 2006, durante a saga Aniquila\u00e7\u00e3o, ele voltou a ser arauto de Galactus, com o intuito de conseguir a sua ajuda para deter o vil\u00e3o Aniquilador.\n\nUma miniss\u00e9rie do Surfista Prateado, intitulado ''Requiem'', foi lan\u00e7ada em 2007, escrita por [[J. Michael Straczynski]]. Nessa saga, publicada no Brasil no final de 2008, ele morre v\u00edtima da decomposi\u00e7\u00e3o do revestimento c\u00f3smico de seu corpo dado por Galactus. Depois de saber, por Reed Richards, que o processo \u00e9 fatal e irrevers\u00edvel, ele empreende a longa viagem de volta a Zenn-La, onde chega a tempo de expirar nos bra\u00e7os de Shalla-Ball. Seus funerais incluem homenagens por parte de toda a popula\u00e7\u00e3o do planeta e a presen\u00e7a de um pesaroso Galactus. Este, atendendo ao \u00faltimo pedido de seu ex-arauto, compromete-se a jamais voltar a amea\u00e7ar aquele mundo.\n\nEm 2014, o personagem voltou a ter um t\u00edtulo pr\u00f3prio, com roteiros de [[Dan Slott]] e desenhos de Mike Allred.{{Citar web|url=https://omelete.uol.com.br/quadrinhos/noticia/all-new-marvel-now-veja-primeiras-paginas-da-nova-serie-do-surfista-prateado/|titulo=All-New Marvel Now {{!}} Veja as primeiras p\u00e1ginas da nova s\u00e9rie do Surfista Prateado|data=28/02/2014|acessodata=2016-08-31|publicado=[[Omelete (site)|Omelete]]|ultimo=Sollitto|primeiro=Andr\u00e9}} Em 2016, a hist\u00f3ria \"Never After\", contida na edi\u00e7\u00e3o onze da s\u00e9rie, ganhou um [[Eisner Award para Best Single Issue or One-Shot|Eisner Award de Melhor hist\u00f3ria/edi\u00e7\u00e3o \u00fanica]].{{citar web|url=https://omelete.uol.com.br/quadrinhos/artigo/eisner-awards-2016-veja-a-lista-dos-ganhadores-do-principal-premio-de-hqs-dos-eua/|titulo=Eisner Awards 2016 {{!}} Veja a lista dos ganhadores do principal pr\u00eamio de HQs dos EUA|data=23/07/2016|acessodata=10/07/2017|publicado=[[Omelete (site)|Omelete]]|ultimo=Forlani|primeiro=Marcelo}}\n\n==Em outras m\u00eddias==\nO Surfista Prateado j\u00e1 foi citado em diversas obras da cultura pop. Nos anos 80 virou um personagem \"cult\" ao ser citado em fala do ator [[Richard Gere]] em ''Breathless'', refilmagem americana do filme franc\u00eas ''[[\u00c0 bout de souffle]]''.{{citar web|url=https://cinema.uol.com.br/resenha/quarteto-fantastico-e-o-surfista-prateado-2007.jhtm|titulo=Quarteto Fant\u00e1stico e o Surfista Prateado (2007)|data=|acessodata=10/07/2017|obra=Uol Cinema|publicado=[[UOL]]|ultimo=Filho|primeiro=Rubens Ewald}} O \u00e1lbum ''[[Surfing with the Alien]],'' do guitarrista [[Joe Satriani]], tem como capa uma ilustra\u00e7\u00e3o do personagem.\n\n===Cinema===\nEm 2007 foi interpretado por [[Doug Jones]], com voz de [[Laurence Fishburne]], no filme ''\"[[Fantastic Four: Rise of the Silver Surfer]]\"''. Baseado na ''Trilogia de Galactus'', causou certa decep\u00e7\u00e3o aos f\u00e3s pois o vil\u00e3o c\u00f3smico n\u00e3o aparece por inteiro e o Surfista domina o filme todo como praticamente o \u00fanico super-vil\u00e3o (Doutor Destino reaparece, mas pouco tem a fazer).\n\n===Desenhos animados===\n* Teve uma participa\u00e7\u00e3o em ''[[Fantastic Four (1967)|Os Quatro Fant\u00e1sticos]]'', no epis\u00f3dio que adapta o arco da \"Trilogia de Galactus\".\n* Em ''Quarteto Fant\u00e1stico'' (''[[Fantastic Four (s\u00e9rie de televis\u00e3o)|s\u00e9rie de TV, 1994]]'').\n* Estrelou uma s\u00e9rie pr\u00f3pria em 1998 de curta dura\u00e7\u00e3o, que misturou o ''[[Cel shading|cel]]'' e a [[Anima\u00e7\u00e3o digital|anima\u00e7\u00e3o de computador]].\n* Ele aparece v\u00e1rias vezes em [[Esquadr\u00e3o de Her\u00f3is]] exibido na [[Disney XD]].{{citar web|url=http://entretenimento.r7.com/jovem/noticias/herois-da-marvel-ganham-novo-desenho-animado-20100928.html|titulo=Her\u00f3is da Marvel ganham novo desenho animado|data=28/09/2010|acessodata=10/07/2017|publicado=[[R7]]|ultimo=|primeiro=}}\n\n===Videogames===\n*No jogo ''[[Marvel Ultimate Alliance]]'', o Surfista Prateado \u00e9 jog\u00e1vel em todas as plataformas, sendo que seu ataque extremo \u00e9 o Galactic Might e suas roupas s\u00e3o: Power Surge, Silver Age, Vitality e Heavy Damage.\n*No jogo Marvel Super Hero Squad ele \u00e9 um personagem jogavel em todos os videogames dispon\u00edveis para este jogo, tem varias habilidades, atira raios c\u00f3smicos e voa.\n*No jogo Fantastic Four The Rise Of Silver Surfer tamb\u00e9m aparece.\n*No jogo Marvel Super Hero Squad The Infinit Gauntlet ele \u00e9 um personagem jog\u00e1vel para todos os consoles.\n*H\u00e1 um jogo para o console NES chamado: Silver Surfer, um jogo de tiro tanto em ''scroll'' vertical ou horizontal semelhante a jogos de nave.\n*\u00c9 um personagem jog\u00e1vel em Marvel Contest of Champions para dispositivos m\u00f3veis desenvolvido pela Kabam.\n\n{{refer\u00eancias}}\n\n==Liga\u00e7\u00f5es externas==\n*{{Link|en|2=http://marvel.com/universe/Silver_Surfer |3=Surfista Prateado}} em Marvel.com\n*{{link||https://omelete.uol.com.br/quadrinhos/lista/os-50-anos-do-surfista-prateado/|Os 50 anos do Surfista Prateado {{!}} As curiosidades das HQs, do cinema e da TV}} em ''[[Omelete (site)|Omelete]]''\n\n{{Bloco de navega\u00e7\u00e3o\n|Surfista Prateado\n|Jack Kirby\n|C\u00f3smicos Marvel\n|Quarteto Fant\u00e1stico\n}}\n{{Portal3|Arte|Banda desenhada}}\n\n[[Categoria:Her\u00f3is da Marvel Comics]]\n[[Categoria:Quarteto Fant\u00e1stico]]\n[[Categoria:Personagens que podem voar]]\n[[Categoria:Extraterrestres n\u00e3o humanos]]\n[[Categoria:Her\u00f3is espaciais]]"}],"images":[{"ns":6,"title":"Ficheiro:Pictograma Arte rupestre.PNG"},{"ns":6,"title":"Ficheiro:Question book-new.svg"},{"ns":6,"title":"Ficheiro:Surfista Prateado.jpg"},{"ns":6,"title":"Ficheiro:WBDbulle2.svg"}]}}}}